Livro revela acordo entre judeus e o partido nazista para salvar vidas antes do Holocausto



Edwin Black, jornalista investigativo de origem judaica, narra um dos capítulos mais sombrios da história Pré-Segunda Guerra Mundial sobre o tratado que serviu de base para a criação do Estado de Israel

As lembranças sobre o Holocausto assombram o imaginário de qualquer pessoa até os dias de hoje e, provavelmente, esse capítulo tenebroso da história da humanidade jamais será esquecido. Retratada em excelentes estudos históricos, além de diversos filmes e livros de ficção, a realidade dos milhões de mortos, torturados e feridos por conta do antissemitismo alemão é considerada uma das maiores atrocidades já perpetradas por um regime político em toda a história.

O que poucos sabem é que, anos antes do início do Holocausto, um acordo foi firmado entre líderes do movimento sionista e a alta cúpula do Terceiro Reich, logo que Hitler tomou o poder na Alemanha, em janeiro de 1933, impedindo que os judeus alemães fossem completamente dizimados em menos de uma década. Essa história, pouco divulgada, é conhecida sob o codinome Haavara, e é contada em Haavara: O Acordo de Transferência, livro do jornalista judeu norte-americano Edwin Black, autor do best-seller IBM e o Holocausto.

Trata-se de um dos maiores marcos dentre os estudos sobre o holocausto já publicados no Brasil, visto que é a primeira tradução para uma língua não inglesa, tamanha é a polêmica envolvendo essa história. A responsável pela publicação é a Idea Editora, que lançou outro livro do autor em 2018: Conexão Nazista: a História Revelada da Colaboração de Grandes Corporações Americanas com o Holocausto e a Alemanha de Hitler.

Em Haavara: O Acordo de Transferência, Edwin Black revela que, em 07 de agosto de 1933, os líderes sionistas concluíram um pacto secreto, e controverso, com o Terceiro Reich, que, em suas várias formas, transferiu cerca de 60 mil judeus e mais de 1 bilhão e 500 milhões de dólares (em valores atuais) para a Palestina Judaica. Em troca, os sionistas cessariam o boicote econômico mundial antinazista que ameaçava derrubar o regime de Hitler em seu primeiro ano.

No final, o Acordo Haavara salvou vidas, resgatou bens e foi a base para a criação da infraestrutura do que viria a ser o Estado de Israel. Dessa forma, esse estudo revolucionário e seminal nos traz novas perspectivas sobre o que realmente aconteceu durante o período que precedeu a Segunda Guerra Mundial, e nos revela fatos de suma importância sobre um dos acontecimentos mais significativos que precederão o maior desastre político-militar de todos os tempos.

Publicado originalmente em 1984 nos Estados Unidos, o livro ganhou uma versão comemorativa em 2009, que trouxe ainda mais leitores e destaques na mídia para fatos então esquecidos sobre esse período da história. A edição, lançada agora no Brasil, conta ainda com o posfácio de Abraham Foxman, advogado, escritor, líder judaico, ativista norte-americano e diretor emérito nacional da Liga Antidifamação, ONG judaica internacional com sede nos Estados Unidos. No texto, ele aponta que:

"Os inimigos do povo judeu e da nação judaica sempre afirmarão que os sionistas usaram o Acordo Haavara somente para promover a emigração. Somente para construir um Estado. Esse é o pretexto fácil para aqueles que não viram a cor do sangue judeu sendo derramado. Mas nós vimos. As pessoas que estiveram lá sabem muito bem o que aconteceu. E graças a esta obra de referência, as gerações futuras também saberão o que as vítimas daqueles dias, por fim, descobriram de um modo tão doloroso".

Por meio de um trabalho de pesquisa minucioso e de grande perspicácia de Edwin Black, Haavara: O Acordo de Transferência traz novas perspectivas sobre esse importantíssimo e até então pouco estudado e divulgado fato que precedeu a Segunda Guerra Mundial e o Holocausto. Trata-se de uma obra extremamente bem documentada e fundamental para mostrar como um povo usou de sua inteligência e influência no mundo para garantir a própria sobrevivência perante o preconceito e o racismo do regime nazista.

Sobre o autor

Edwin Black é um autor premiado e jornalista investigativo. Muitas de suas obras foram best-sellers do New York Times. Seus 11 livros foram publicados em 14 idiomas e em 190 países. Também possui artigos publicados em jornais e revistas, que estão entre os mais lidos nos Estados Unidos, Europa e Israel. Com a marca de mais de dois milhões de livros impressos, seu trabalho tem como tema principal a denúncia sobre o genocídio e o ódio aos judeus, a criminalidade e a corrupção corporativa, a má administração governamental, a fraude acadêmica, o abuso filantrópico, a dependência do petróleo, as fontes de energia alternativas e as investigações históricas. Seus editores o indicaram quatorze vezes para concorrer ao prêmio Pulitzer, tendo recebido recentemente uma série de premiações no ramo editorial. Sua obra mais conhecida é IBM e o Holocausto. Pela Idea Editora, também publicou Conexão Nazista: a História Revelada da Colaboração de Grandes Corporações Americanas com o Holocausto e a Alemanha de Hitler.

Ficha técnica
Haavara: O Acordo de Transferência
Autor - Edwin Black
Editora - Idea
Páginas - 704
Preço - R$ 149,90
Para mais informações ou comprar clique aqui

Postar um comentário

0 Comentários