Oreo convida Gloria Groove para narrar conto sobre masculinidade tóxica em nova versão de Os Três Porquinhos



Projeto Oreo Faz de Contos, premiado pelo Effie Awards Brasil 2021, chega ao Globoplay com novas histórias inclusivas e inspiradoras

A segunda história de Oreo Faz de Contos, projeto criado pela marca de biscoitos que é sucesso entre os consumidores, já tem data para estrear. O conto dos Os Três Porquinhos, narrado por Gloria Groove, estará disponível a partir desta sexta-feira, dia 10 de dezembro, com exclusividade no Globoplay, liberado também para não assinantes.

Oreo Faz de Contos aborda temas como igualdade, diversidade e respeito de forma brincante. O projeto busca gerar conexão entre a nova geração de pais e filhos e apresentar um novo tipo de brincadeira: o de recontar histórias. Em seu segundo ano, a campanha é assinada pela agência Leo Burnett Tailor Made e dá continuidade ao conceito “Continue Brincante” de Oreo.

“Fiquei muito honrada com o convite. Contar histórias é algo que faz parte da minha raiz como cantor, dublador, compositor... Me senti extremamente em casa. A profundidade que Luiza Lemos, que recriou o conto, trouxe para a história de Os Três Porquinhos foi pontual e acolhedora. Que possamos ressignificar cada vez mais histórias e moldes do passado por meio da arte. Todo meu amor ao parceiro Lázaro Ramos, de quem sou muito fã; e minha gratidão ao time Oreo pelo carinho”, conta Gloria Groove.

Nesta nova história, quando três amigos constroem uma linda casa na árvore, o pai de um dos garotos enfrenta estigmas, chegando a brigar com o filho por considerar a brincadeira muito feminina. Após conflitos, o pai tem um momento de clareza pessoal e entende que não existe gênero na hora de se divertir, fazendo as pazes com o filho.

“Fábulas são uma ótima ferramenta para ensinar crianças, e abordar um tema como a masculinidade tóxica é de extrema importância para construir adultos responsáveis, sensíveis, maduros e mais felizes. Como uma marca brincante, nós queremos reforçar o quanto brinquedos e brincadeiras são para qualquer idade ou gênero. Trazer a Gloria Groove para este belo movimento é nossa forma de mostrar o quanto expressar quem realmente é pode ser maravilhoso.” afirma Fabiola Menezes, diretora de marketing de biscoitos da Mondelēz Brasil.

Com o lançamento do conto Os Três Porquinhos, Oreo Faz de Contos ganhará destaque na esteira de conteúdos sugeridos do GloboPlay. “Um projeto tão importante como esse exigiu um trabalho inovador dentro da plataforma Globoplay. Conseguimos inserir a série como conteúdo de marca na área mais disputada e de maior atenção das pessoas. Assim, damos mais destaque para os episódios que trazem releituras dos velhos contos”, explica Heloisa Goldman, VP de Mídia e Performance da Leo Burnett TM.

Sobre Oreo Faz de Contos

A segunda edição de Oreo Faz de Contos promove a releitura de Cachinhos Dourados, Chapeuzinho Vermelho e Os Três Porquinhos, sendo os dois primeiros narrados pelo artista Lázaro Ramos, e o último por Gloria Groove, em novas versões cheias de representatividade. O primeiro vídeo, Cachinhos Dourados, já foi ao ar no dia 19 de novembro, e o último – Chapeuzinho Vermelho - chegará na plataforma no dia 17 de dezembro.

A produção dos contos ficou a cargo da Media.Monks e Eleven Dragons, contando com roteiristas e ilustradores diversos, com lugar de fala dentro das causas abordadas em cada história. No conto Os Três Porquinhos, Rafaela Harger - designer e ilustradora que trabalha com artes infantis - colabora com a roteirista Luiza Lemos, historiadora, professora de artes, quadrinista e cartunista que conta com obras cheias de representação da comunidade LGBTQIA+ e sua visão de mundo como uma artista trans.

Em Cachinhos Dourados, o ilustrador alagoano Jean Lins, conhecido por produzir quadrinhos com temática racial para o público infantil, juntou-se com a roteirista Amanda “Mandy” Barros, ilustradora, professora de desenho e quadrinista Paraense. Por fim, a ilustradora responsável por Chapeuzinho Vermelho, Ju Loyola, reconhecida como uma das primeiras quadrinistas surdas do país e internacionalmente celebrada pela produção de quadrinhos silenciosos (sem balões de fala), trabalha com Eduardo Andrigo, autor e roteirista deficiente visual.

Postar um comentário

0 Comentários