Diversidade - como os livros infantis podem formar adultos conscientes?



Inspirado na icônica obra "A Revolução dos Bichos", o lançamento da autora baiana Liu Oubiña, "Animatrópole", estimula o senso crítico e o respeito às individualidades desde a infância

Mais do que uma história para divertir as crianças, Animatrópole apresenta um propósito muito maior: formar cidadãos que pensam e agem pelo bem comum. Escrito pela empreendedora baiana Liu Oubiña, a obra publicada pela Editora Pé de Pitanga também é uma ferramenta para que pais e educadores ensinem os pequenos sobre alteridade, tomada de decisões e diversidade.

Inspirado em A Revolução dos Bichos, de George Orwell, a narrativa traz uma visão crítica e um toque político ao apresentar Animatrópole, uma cidade formada apenas por animas. Tudo ia bem com os cidadãos até que um desastre atinge o prefeito Teobald Tatu e o pânico se espalha entre a bicharada.

“Os dias ficaram mais sombrios e anunciavam tempos nebulosos pela frente. Se algo não fosse feito o mais rápido possível, as coisas poderiam piorar.
Quem tomou a iniciativa de trazer de volta à normalidade foi Anta Filófio, que resolveu se pronunciar e pedir uma reunião com todos para decidirem o futuro da cidade. Aí foi o maior zum-zum-zum, pois muitos queriam assumir o posto deixado por Teobald, mas ninguém teve coragem de falar, até o momento", Animatrópole, pág.11.

Para encontrar uma solução perante o inesperado, eles precisarão esquecer as diferenças e trabalhar uma estratégia juntos para superar a ambição pelo poder. Apesar das desavenças, os personagens assumem o verdadeiro valor da união, sabedoria, e exemplificam, de forma descontraída, como se deve analisar o cenário e os fatos para opinar sem perder o respeito sob as individualidades e o coletivo.

Com uma escrita delicada, Oubiña mostra aos leitores a importância da igualdade e respeito na hora de resolver os problemas do cotidiano. Animatrópole é uma leitura lúdica e repleta de ilustrações coloridas feitas pelo artista plástico bahiano Heitor Neto, que torna o aprenzidado mais prazeroso, ao mesmo tempo, em que estimula a imaginação infantil.

Sobre a autora

Foto - Divulgação

Eliana Oubiña, também conhecida como Liu, é baiana de nascimento, filha de imigrantes espanhóis. Com eles aprendeu a ouvir histórias de vidas que a fizeram acreditar e ir em busca dos seus sonhos. Foi na infância que ela começou a esboçar os primeiros rascunhos da escrita pelo seu diário. Com a maternidade, resgatou a paixão pelas histórias, lançando em 2020 seu primeiro livro infantil “Xiii...o que era mesmo?”, inspirado numa experiência vivida em família. Co-fundadora da Editora Pé de Pitanga, que desenvolve projetos significativos na construção de conteúdos voltados para a transformação do ser humano.

Sobre o ilustrador


Nascido em Salvador (BA), quando criança, Heitor Neto passava o dia desenhando, lendo livros e quadrinhos. Estudou e se formou em Artes Plásticas na UFBA (Universidade Federal da Bahia). Trabalhou como Diretor de Arte nas maiores agências de Publicidade e Propaganda da capital baiana por mais de 15 anos, quando em 2016 decidiu seguir o sonho de infância de ilustrar livros infantis. Em 2017, foi morar em São Paulo, onde se especializou na Quanta Academia de Artes, nos cursos de ilustração, ilustração editorial infantil e história em quadrinhos.

Ficha técnica
Animatrópole
Autora - Liu Oubiña
Ilustrador - Heitor Neto
Editora - Pé de Pitanga
Páginas - 32
Preço - R$ 43,90
Para mais informações ou comprar clique aqui

Postar um comentário

0 Comentários