Semana de Oficinas - Coletivo Lança oferece oficinas online e gratuitas para artistas



Da produção à divulgação. Algumas das principais ferramentas para tirar o projeto do papel e torná-lo realidade serão oferecidas gratuitamente pelo Coletivo Lança, na primeira edição da 'Semana de Oficinas', que acontece entre os dias 24 e 28 de maio, via YouTube, mediante inscrição.

Do planejamento de carreira, passando pela produção de conteúdo, e até mesmo técnicas de sonorização, marketing e assessoria de imprensa, o objetivo é preparar o artista independente para o árduo caminho da música.

“Quando o Coletivo Lança estava se formando e pensávamos no que nos definiria, a ideia de garantir que artistas independentes tivessem mais autonomia para gerir seus trabalhos de forma profissional se destacou dentre as coisas que acreditamos. A proposta da 'Semana de Oficinas' nos pareceu muito natural, porque o conhecimento e a nossa habilidade de criar parcerias positivas é o primeiro recurso que temos para compartilhar com quem chega até nós”, conta Raquel Batista, produtora cultural e uma das responsáveis pelo Coletivo Lança.

Entre as oficinas estão:

  • Planejamento de Carreira com Ana GB
  • Manual Básico de Assessoria de Imprensa com Julia Ourique
  • O Futuro do Artista é Ser Produtor de Conteúdo? com Bruno Pinho
  • Dissecando a sonorização da turnê Em Trânsito do Lenine com Henrique Vilhena
  • Como produzir conteúdo sem surtar com Gabe Alencar

“Nas nossas caminhadas individuais, percebemos muitos artistas patinando nos aspectos mais burocráticos e técnicos, até porque num cenário ideal todo artista teria um produtor, um assessor, um booker, uma equipe inteira, mas na prática a realidade é bem outra para artistas independentes, especialmente para aqueles mais invisibilizados. Então, trazer estes conteúdos de forma gratuita reforça ainda mais uma das nossas frentes de atuação que é promover ações formativas que ajudem a acelerar a carreira de artistas que não têm tantos recursos para investir numa grande equipe”, avalia Raquel.

Na segunda-feira, dia 24 de maio, a primeira oficina será sobre Planejamento de Carreira, com a relações públicas e produtora Ana GB. Nela, a profissional falará sobre a importância do planejamento e comunicação como ferramenta para construção da carreira, focada na potencialização de artistas e produtores. Entre os temas estão conteúdo de planejamento, formalização, direitos autorais, assessoria de comunicação e imprensa e relacionamento.

Na terça-feira, dia 25, será a vez de um bate-papo sobre Assessoria de Imprensa, com a jornalista Julia Ourique. A ideia da oficina é apresentar um 'Manual Básico de Assessoria de Imprensa' e abordar os pecados que se pode cometer nos primeiros contatos, como montar uma forte rede de contatos e as principais informações que o artista precisa ter para relacionar-se com sucesso com as mídias voltadas para a música no país.

Já no dia 26 de maio, quarta-feira, o encontro é para falar sobre redes sociais, na oficina 'O Futuro do Artista é Ser Produtor de Conteúdo?', com Bruno Pinho. Com uma importante discussão que aborda o perfil esperado do artista em tempos de produção de conteúdo tão intensa e uma reflexão sobre o que é viver de música, o que é ser artista, construção de carreira, ferramentas da profissão e os caminhos que a arte pode levar.

No penúltimo dia, 27 de maio, é a vez de apreciar a sonorização da turnê 'Em Trânsito', do Lenine, e o grande desafio de registrar um show e fazê-lo soar com um álbum de estúdio, com detalhes sobre microfonação, posicionamento e até mesmo relação com fornecedores de equipamentos, com Henrique Vilhena.

A última oficina acontece sexta-feira, 28 de maio, e é uma aula sobre 'Como produzir conteúdo sem surtar', com Gabe Alencar. O artista já sabe que precisa produzir conteúdo, e as dúvidas que aparecem são: como começar, o que postar ou se é necessário aparecer na câmera. Nesta oficina serão compartilhados os erros e acertos de Gabe na saga da produção de conteúdo. E ela avisa: "mesmo que o artista ache que não tem criatividade para publicar com frequência, vou dar todas as dicas para encontrar seu público".

O Coletivo Lança nasceu após o fim do selo musical Howlin’ Records. Com formação mista, mas assumidamente feminista, o grupo pretende priorizar em seus projetos artistas invisibilizados, tais como: mulheres, pessoas pretas, LGBGTQIA+, pessoas com deficiência e quem mais precisar de um espaço para se expressar de forma genuína e revolucionária.

Focadas na curadoria, a ideia é descobrir o novo, seja na música, na literatura, nas artes visuais e onde mais a arte estiver manifesta. Entre os artistas do casting estão Trash No Star, The Scuba Divers, Loyal Gun, Let, Gomalakka, Drowned Men e Fragmentos Urbanos.

Serviço
Semana de Oficinas Lança
Período - de 24 a 28 de maio - segunda à sexta-feira
Horário - a partir das 19h30
Local - canal no YouTube do Coletivo Lança (clique aqui)
Inscrições gratuitas aqui

Postar um comentário

0 Comentários