'Zabobrim, O Rei Vagabundo Online': da sala do teatro direto para a sala da sua casa


Zabobrim no Parlatório. Foto - Paula Poltronieri

Barracão Teatro se reinventa e lança peça consagrada do repertório para às telinhas podendo ser vista em qualquer lugar do Brasil ou do mundo

Como transpor para os limites da tela um espetáculo concebido para dialogar com o público? Com o desafio lançado, o Barracão Teatro - importante centro de investigação e pesquisa das artes da cena, localizado em Campinas (SP) - apresenta a adaptação de 'Zabobrim, O Rei Vagabundo' para os formatos digitais.

Filmado e formatado para a realização de uma série de apresentações online, gratuitas, nas plataformas digitais do Barracão Teatro, 'Zabobrim, O Rei Vagabundo Online' faz temporada, contemplada pelo Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo (ProAC), com recursos da Lei Aldir Blanc, dias 23, 24 e 25 de abril.

O espetáculo foi concebido, na sua origem, para ser uma obra volátil que dialogasse diretamente com público. Para a adaptação do espetáculo aos formatos digitais, o Barracão Teatro contou com a parceria da produtora de vídeo Mapache Filmes - fundada e dirigida pelo videomaker e cineasta Levi Munhoz.

“Entendemos que essa ressignificação não foi simplesmente o ato de filmar um espetáculo teatral já concebido, mas criar uma adaptação da obra feita exclusivamente para ser vinculada e apresentada nas redes a fim de possibilitar um diálogo presente com o espectador que assiste do outro lado da tela”, destaca a diretora Tiche Vianna.

Amanda e o Rei. Foto - Paula Poltronieri

Transpor uma linguagem para outra sem querer ter perdas é uma tarefa árdua e seria uma “prepotência dizermos que conseguimos fazer isso”, reforça Tiche. Em 'Zabobrim, o Rei Vagabundo Online', a equipe teve, acima de tudo, a possibilidade de estudar, revisitar, desmontar e remontar um espetáculo teatral sob uma nova perspectiva.

Quais os desafios? “A primeira coisa que perderíamos seria a relação interativa com o público e por conta disso, seria necessário modificar a narrativa. Isso diminuiu consideravelmente o tempo de realização das cenas o que favoreceu muito a apresentação por meio da tela”, afirma.

Desde sua estreia, em 2015, o espetáculo circulou por diversas cidades, apresentando em festivais, mostras e temporadas. Em cada lugar, e diante de cada público diferente, a peça, na improvisação direta com a plateia, ia se reconfigurando na atualização de piadas, interações e comentários, tudo isso a partir dos acontecimentos atuais e do retorno do espectador.

Agora, sob a nova perspectiva virtual, a diretora é enfática: “Longe de termos uma câmera que captura imagens fiéis ao realismo, temos uma câmera que vasculha alguns ângulos distintos da cena, na busca de uma intimidade que só a presença cênica é capaz de revelar. Ainda temos muito a aprender e o desafio é esse. Quanto mais caminho pela frente, maior a vontade de realizar a possibilidade do agora”, conclui Tiche Vianna com muitas ideias na cabeça e, definitivamente, uma câmera na mão.

Sinopse

Na peça, Zabobrim, o palhaço vagabundo remexe o lixo e encontra uma lâmpada mágica. Um gênio lhe concede três pedidos e ele pede para se tornar rei. Seu desejo é realizado e Zabobrim retorna ao passado, quando o fim da monarquia se anuncia e os reis estão perdendo suas cabeças.

Os Conselheiros e o Rei. Foto - Paula Poltronieri

Ficha técnica
Zabobrim, o Rei Vagabundo Online
Dramaturgia - Tiche Vianna e Esio Magalhães
Direção - Tiche Vianna
Elenco - Cintia Birocchi, Esio Magalhães, Fernando Fubá, Kara Ariza, Raissa Guimarães, Rodrigo Nasser e Ulisses Junior
Direção Musical - Marcelo Onofri
Direção de Arte e Figurinos - Antonio Apolinário
Designer Gráfico - Ana Muriel
Técnico de Iluminação - Erico Damineli
Produtora Executiva - Cau Vianna
Assistente de Produção - Thomas do Anjos

Serviço
Zabobrim, o Rei Vagabundo Online
Temporada - dias 23, 24 e 25 de abril - sexta a domingo
Horário - 20h.
Local - canal do YouTube do Barracão Teatro aqui
Grátis
Classificação - 12 anos

Postar um comentário

0 Comentários