'MANOfestAÇÃO': Unity Warriors estreia espetáculo de dança celebrando a cultura hip-hop


Unity Warriors. Foto - Grafista

Projeto 
em parceria com a Ocupação Artística Canhoba e Ocupação Casa Hip-Hop Perus, exalta a importância da cultura hip-hop como espaço de mobilização e transformação social

Nos dias 16 e 18 de abril, sexta-feira e domingo, a Unity Warriors - grupo que tem como fundador o bailarino Igor Souza - inicia a temporada de estreia de 'MANOfestAÇÃO', espetáculo de dança inspirado nas festas de rua que deram origem à cultura hip-hop, onde jovens encontravam na dança um refúgio e um espaço de protesto.

As apresentações fazem parte do projeto contemplado na 1ª Edição do Prêmio Aldir Blanc e serão transmitidas gratuitamente pelo Facebook da Ocupação Artística Canhoba (clique aqui) no dia 16, e da Ocupação Casa Hip-Hop Perus (clique aqui) no dia 18 de abril.

Em “MANOfestAÇÃO” que tem como base de pesquisa o breaking, propõe importantes reflexões sobre a desigualdade social e o racismo estrutural por intermédio da dança. A programação contará ainda com quatro cursos gratuitos de formação continuada em danças urbanas, destinados a crianças e jovens de projetos sociais na periferia da cidade de São Paulo. As ações serão executadas nos próximos meses, tão logo as restrições impostas pela pandemia forem flexibilizadas.

Para Vinicius Silva, diretor artístico, “'MANOfestAÇÃO' trás à tona aquilo que nos "aprisiona", buscando (re)apresentar artisticamente a desigualdade social, o racismo estrutural que molda o imaginário social e atravessa nosso fazer, enquanto cidadãos e artistas periféricos, que no meio de tantas adversidades, barreiras invisíveis e visíveis continuam (re)existindo”.

A Crew (nomenclatura utilizada para um coletivo de breaking) tem como principal característica o processo de ensino/aprendizagens em projetos sociais em São Paulo e as competições de dança, espaços onde o hip-hop age como mediador de ideias e de diálogo direto com a comunidade, pontos fundamentais para a criação de identidade do grupo.

“A cultura hip-hop e o breaking sempre foram nossas ferramentas principais. É uma satisfação poder compartilhar nossos processos através de um projeto beneficiado por recursos da Lei Aldir Blanc, criada por artistas do Brasil, incluindo nós da periferia”, explica Igor Souza, fundador do grupo.

Sobre o Unity Warriors

Unity Warriors. Foto - Pablo Araripe

O grupo é um dos importantes representantes da arte urbana brasileira no exterior, tem sua trajetória marcada por participações emblemáticas em muitos dos maiores eventos da cultura hip-hop e das artes urbanas do mundo.

Bi-campeão do Festival Break The Floor América Latina (2017 e 2018), festival internacional de breakdance realizado em Manaus-AM, o Unity Warriors foi o primeiro grupo brasileiro a chegar na final do Break The Floor, um dos maiores campeonatos de breaking do mundo, realizado em Cannes, na França, chegando ao terceiro lugar no mundial em 2018 e segundo lugar em 2019.

Unity Warriors no 'Break The Floor' em Cannes. Foto - Divulgação

Também na França, o grupo participou como convidado para uma batalha show no evento 'Rotary Breaking Dance' em Lyon, e em Paris foi o primeiro grupo brasileiro a participar como convidado da competição 'Fire Jam' chegando à semifinal.

O grupo surgiu em 2015, a partir da união de jovens da periferia da Zona Leste e Noroeste da cidade de São Paulo, com a proposta de celebrar a cultura hip-hop através do breaking, representando sua origem pelo Brasil e o mundo por meio de batalhas, aulas, palestras e workshops.

Desde então, o grupo participa de eventos importantes da cena e foi vencedor em vários deles como Arena Caieira 2019, 'The king Of The Night' (São Paulo), 'Boom Breaking' Festival de dança breaking de Barueri (SP), Fast Battle 2016, Lavras (MG), 'The Killers Jova Battle' na Fábrica de Cultura Jaçanã, e segundo lugar no 'Brasil super Battle', em Brasília (DF).

As ações fazem parte do projeto do Coletivo contemplado na 1ª Edição do Prêmio Aldir Blanc de apoio a cultura na cidade de São Paulo - módulo Maria Alice Vergueiro, viabilizado pelo Governo Federal, por meio do Ministério do Turismo e da Secretaria Especial da Cultura, e pela Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura.

Confira no vídeo abaixo o Unity Warriors em ação:


Sinopse

Um manifesto por meio da dança breaking, inspirado nas Block Parties, originais festas de rua da cultura hip-hop que em meio ao descanso e o caos, eram pontos de encontro entre jovens que encontraram na dança um refúgio e espaço de protesto. 'MANOfestAÇÃO' trás a tona aquilo que “aprisiona” tantas pessoas periféricas, que no meio de tantas adversidades, barreiras invisíveis e visíveis continuam (re)existindo.

Unity Warriors. Foto - Grafista

Ficha técnica
MANOfestAÇÃO
Direção Geral - Igor Souza e Vinicius Silva
Direção Artística - Vinicios Silva
Intérpretes Criadores - Gabriel Oliveira, Gilson Silva, Igor Souza, Leandro Cazão, Thiago Silva e Vinicios Silva
Produção - Junior Cecon
Trilha Sonora - Tulio Crepaldi
Iluminação - Dede Ferreira
Figurinos - Unity Warriors
Filmmaker - Victor Godoi
Designer Gráfico - Lucas Reis
Assessoria de Imprensa - Luciana Gandelini

Serviço
MANOfestAÇÃO
Data - 16 e 18 de abril - sexta-feira e domingo
Horário - 21h na sexta e 20h30 no domingo
Duração - 40 minutos
Local - Facebook da Ocupação Artística Canhoba aqui no dia 16 e Facebook da Ocupação Casa Hip-Hop Perus aqui, no dia 18 de abril
Grátis
Classificação - livre

Postar um comentário

0 Comentários