'Licantropia Sintético', da Cia do Caminho Velho, faz curta temporada online


A atriz Valéria Rocha em cena de 'Licantropia Sintético'. Foto - Divulgação

Espetáculo é uma adaptação da peça 'Licantropia', e traz a memória de um menino e um suposto lobisomem de sua infância

Nesta quarta-feira, dia 21 de abril, às 16h, estreia 'Licantropia Sintético', espetáculo em formato digital da Cia do Caminho Velho. Com texto de Tadeu Renato e direção de Alex Araújo, essa é a segunda experiência online criada pelo coletivo no período da pandemia. O espetáculo é financiado pelo edital ProAc Expresso Lab, do Governo do Estado.

Na peça, um homem recorda sua infância em uma pequena cidade de interior. A saudade dos pais, o louco que zanzava pelas ruas, a febre recorrente e os rastros de um hipotético assassino-lobisomem são cenas embaçadas de um passado recriado, imaginado e temido. A peça, que estava em sala de ensaio há mais de um ano quando chegou a pandemia, foi reformulada para estrear no formato online.

Foto montagem com a atriz Carolina Erschfeld

“Nosso desejo é realizar uma obra que leve em consideração que os atores estão em suas casas e contracenam às vezes com a câmera do celular e, em outras, com a parede ou com um elemento de cena: nada mais artificializado para uma pesquisa que sempre buscou o olho no olho. Queremos condensar a experiência da peça num formato que lide também com essa artificialidade e, ainda assim, permita um tipo de encontro”, conta Alex Araújo, diretor de 'Licantropia Sintético'.

O espetáculo também parte da ideia de que o corpo do ator, hoje, se tornou um misto de coisas artificiais em decorrência do uso do celular, telas, softwares e aplicativos. “'Licantropia Sintético' busca uma caipirice cibernética e põe em diálogo a constante invenção de um novo mundo sintético: mais prático, mais em busca da imortalidade, mais supostamente feliz, porque mais produtivo em oposição à necessidade do bicho humano em se manter orgânico, em não querer se adaptar, em aceitar-se finito, em aceitar seu lado que lida com o rústico da terra, da natureza. Enfim: que é caipira”, conta o diretor Alex Araújo.

Foto montagem com a ator William Simplício 

“Não se trata de atraso, tampouco de avanço, mas de considerar a experiência em que estamos inseridos. Se a experiência humana muda, o teatro tem que mudar. E assim, enquanto a peste não se esvai, buscamos um hibrido que não é cinema, nem é teatro. Buscamos uma janela que sirva, mesmo que de forma temporária, para encontrar o outro, o nosso vizinho desconhecido”, complementa o diretor.

Ficha técnica
Licantropia Sintético
Dramaturgia - Tadeu Renato
Direção - Alex Araújo
Assistência de Direção - Daiane Sousa
Elenco - Carolina Erschfeld, William Simplício e Valéria Rocha
Cenografia e Figurino - Telumi Hellen
Sonoplastia - Carlos Ronchi

Serviço
Licantropia Sintético
Temporada - de 21 a 25 de abril - quarta a domingo
Horário - quarta, quinta e sexta-feira, às 16h e 20h, sábado e domingo, às 20h
Duração - 20 minutos
Transmissão - canal do Youtube da Cia do Caminho Velho aqui
Classificação - livre

Postar um comentário

0 Comentários