Do lixo ao luxo: saiba a relevância do Storytelling para uma estratégia de marketing


Foto - Divulgação

Especialista em marketing digital, Jennifer de Paula, ensina o passo a passo para se montar uma boa narrativa

Todos nós temos um livro ou uma música favorita, aquela que contém boas histórias e que são capazes de despertar em nós um interesse genuíno e vontade de querer acompanhar as obras do escritor ou as outras canções do artista por um bom tempo. Porém, engana-se quem acredita que esses artistas não tiveram o trabalho de elaborar um bom enredo, pelo contrário, eles buscam referências da vida cotidiana, de forma que o seu público se sinta conectado com a ideia.

Assim é o Storytelling no marketing, e essa ferramenta se tornou uma boa estratégia para o meio. Mas se você não sabe o que é ou como funciona o Storytelling, convidamos a especialista em marketing digital, Jennifer de Paula para falar sobre o assunto e dar dicas de como usá-lo no seu negócio.

“O Storytelling é o ato de contar histórias relevantes que fiquem gravadas na memória dos consumidores. Do ponto de vista técnico, essa ferramenta vai muito além de juntar palavras em sequências e montar uma narrativa, pois é preciso bastante pesquisa para poder trabalhar uma mensagem persuasiva”, assim Jennifer de Paula resumiu o conceito.

No meio digital, o Storytelling pode ser trabalhado em textos, produtos audiovisuais, podcasts, músicas, imagens, as opções são infinitas, tanto no ambiente online, quanto no offline. Porém, para se trabalhar essa estratégia, como já bem ponderado pela especialista, é necessário estudar o seu produto e os seus clientes.

“É preciso que o empreendedor saiba quem são as suas personas, assim a mensagem pode ser bem direcionada. Um bom exemplo que posso citar são os escritores, por que eles fazem sucesso com o público adolescente? Porque eles buscam referências no universo jovem e trabalham narrativas em cima da realidade deles. Assim se cria uma aproximação e fidelização”, ressalta a especialista.

“Com essa aproximação, consequentemente, nem é preciso convencê-los a comprar os demais produtos da sua marca, como bonés, mochilas, brinquedos, canecas personalizadas, dentre outros”, acrescenta Jennifer.

Atualmente, empresas utilizam o storytelling para expressar seus valores, ideias e construir a identidade de sua marca. “Uma história bem contada pode gerar conexões profundas, conseguindo atingir o lado emocional das pessoas. Em um mercado onde a concorrência é cada vez mais acirrada, conversar de perto com o cliente pode ser um diferencial”, finaliza.

Abaixo, Jennifer ensina o passo a passo para montar um bom Storytellyng para sua marca. Confira:

  1. Crie um personagem que o seu público alvo possa se identificar.
  2. Crie a história: busque referências no cotidiano do seu público para elaborar uma trama que surpreenda, coloque o personagem em uma situação de risco que gere ansiedade do espectador.
  3. Climax - elabore uma solução que inverta o curso da narrativa favoravelmente ao personagem central e que desperte a sensação de otimismo quanto ao futuro. Aqui deve estar a mensagem.
  4. Conclua a história com gatilhos mentais que estimulem o espectador a adotar ações positivas ao seu bem-estar, à exemplo do protagonista.

Postar um comentário

0 Comentários