Última semana da mostra 'Estúdio Hammer - A Fantástica Fábrica de Horror' no CCBB RJ


'Conde Drácula - Vampiro da Noite'

Em sua última semana, a mostra inicia um curso, promove debate e apresenta filmes imperdíveis como 'Vampiro da Noite'

A mostra Estúdio Hammer - A Fantástica Fábrica de Horror entra na sua última semana no CCBB Rio de Janeiro mas ainda tem muita coisa para os fãs (novos e antigos) se esbaldarem. Além de sessões imperdíveis na sala de cinema, começará o curso online e será realizado o primeiro debate. As atividades online se estendem até 10 de fevereiro, quando a mostra ainda estará em cartaz no CCBB Brasília. Tudo gratuito. O projeto é patrocinado pelo Banco do Brasil, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Entre os filmes, os destaques desta última semana ficam com o primeiro longa-metragem do Estúdio Hammer com o 'Conde Drácula - Vampiro da Noite' (Horror of Dracula, 1958), com os atores que se tornariam os grandes astros do gênero - Peter Cushing e Christopher Lee -, que tem uma sessão inclusiva com Libras, audiodescrição e closed caption, na quinta, às 14h, além de uma reprise no sábado; e 'O horror de Frankenstein' (The horror of Frankenstein, 1970), um filme de monstro com a “marca” do Estúdio, diferente dos clássicos americanos, na segunda-feira, dia 1º. Além das primeiras exibições de 'O Sarcófago Maldito' (The Mummy's Shroud, 1967), de John Gilling; 'Drácula - o Príncipe das Trevas' (Dracula: Prince of Darkness, 1966), de Terence Fisher; e 'Sangue no Sarcófago da Múmia' (Blood from the Mummy's Tomb, 1971), de Seth Holt e Michael Carreras. Os ingressos para as sessões deverão ser retirados antecipadamente no site aqui.

'O horror de Frankenstein'

Hoje, dia 27 de janeiro, às 19h, será a primeira aula das três do curso ministrado pelo curador Eduardo Reginato sobre a história do Estúdio Hammer, desde as primeiras produções, a grande virada, o auge até a decadência. Diretores, atores, as características marcantes do estilo Hammer de horror, sua influência no cinema fantástico moderno, o legado deixado pela extensa filmografia e seus fiéis seguidores no cinema também serão abordados no curso. Cada aula tem duração de aproximadamente 2h e pode ser acompanhada pelo aplicativo Zoom (lotação de 500 pessoas). Os links para as aulas:

Aula 1
Data - 27 de janeiro
Horário - 19h

Aula 2
Data - 03 de fevereiro
Horário - 19h

Aula 3
Data - 10 de fevereiro
Horário - 20h

Na quinta-feira, 28 de janeiro, às 19h, acontece o debate online com Daniel Caetano, cineasta, crítico e professor de cinema da UFF, e Carlos Primati, crítico, escritor e pesquisador especializado em cinema fantástico. Daniel codirigiu Verão em Rildas (2018) e dois longas-metragens coletivos, 'Conceição: Autor Bom é Autor Morto' (2007) e 'Rio em Chamas (2014)', além de curtas e documentários. Link do Zoom para o debate aqui.

O segundo debate on-line será realizado no dia 04 de fevereiro, às 19h, e contará com a participação do cineasta Marco Dutra e do jornalista e crítico de cinema Marcelo Miranda. Marco é diretor, roteirista e compositor, entre os filmes que dirigiu estão 'Trabalhar Cansa' (codireção com Juliana Rojas, sua parceira desde os tempos de faculdade na USP), exibido na mostra Um Certain Regard/Festival de Cannes de 2011 e premiado em diversos festivais, 'Quando eu era vivo' (2014) e, o mais recente, 'Todos os Mortos' (2020) , codireção com Caetano Gotardo. Link para o segundo debate aqui.

A mostra 'Estúdio Hammer - A Fantástica Fábrica de Horror' é a maior já realizada na América Latina com os famosos filmes clássicos de horror produzidos pelo mais antigo e tradicional estúdio de cinema inglês. Os curadores Eduardo Reginato e Danilo Crespo selecionaram 30 longas-metragens produzidos entre as décadas de 1950 e 1970, que tem uma legião de fãs no mundo todo, como os cineastas Quentin Tarantino, Steven Spielberg e Martin Scorsese, e que são, até hoje, cultuados, copiados, parodiados e reverenciados.

As sessões dos filmes acontecem nos cinemas dos CCBBs. No Rio de Janeiro, a mostra começou em 06 de janeiro e vai até 1º de fevereiro, em São Paulo, de 20 de janeiro a 08 de fevereiro, e em Brasília, de 02 a 21 de fevereiro.

O Estúdio Hammer era uma pequena produtora britânica de produção familiar que dominou o mercado global de terror e continua sendo altamente influente. A Hammer ressuscitou os ícones góticos descartados por Hollywood após a II Grande Guerra em filmes elegantes, sensuais e violentos que capturaram a essência da forma literária original e funcionaram como reflexos sombrios do drama convencional, da mesma forma que narrativas góticas inverteram o realismo oitocentista. Embora a idade de ouro do Hammer tenha terminado no início dos anos setenta, a marca continua sendo sinônimo de horror e o estúdio, muito parecido com Drácula, saiu recentemente do túmulo e voltou a produzir novos filmes.

Ficha técnica
Estúdio Hammer - A Fantástica Fábrica de Horror
Patrocínio - Banco do Brasil
Curadoria - Eduardo Reginato e Danilo Crespo
Realização - Centro Cultural Banco do Brasil

Serviço
Mostra Estúdio Hammer - A Fantástica Fábrica de Horror
Período - até 1º de fevereiro de 2021
Local - Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro - Salas de Cinema 1
Capacidade - 47 lugares
Endereço - Rua Primeiro de Março 66 - Centro - Rio de Janeiro
Ingressos grátis aqui
Mais informações  21 3808-2020 e pelo Facebook aqui

Postar um comentário

0 Comentários