Josani Pimenta, Eduardo Minczuk e Marcelo Pimenta lançam o CD Psallo Trio

Capa do CD Psallo Trio, arte de Paulinho de Jesus

Josani Pimenta (cantora), Eduardo Minczuk (trompista) e Marcelo Pimenta (pianista) acabam de lançar o CD Psallo Trio, gravado e mixado por Uli Schneider, em dezembro de 2018, no palco da Sala São Paulo.

No repertório, obras contemporâneas recentes do brasileiro Danilo Guanais; dos norte-americanos Ryan O’Connell e Daniel Baldwin. Além de duas obras icônicas para essa formação de Franz Schubert e Richard Strauss. O CD Psallo Trio está disponível nas plataformas digitais.

A amizade de duas crianças foi a motivação dessa parceria inusitada e exótica entre a voz, a trompa e o piano. Os filhos dos casais Ângela/Eduardo e Josani/Marcelo estudavam juntos na mesma escola e, depois de muitas tardes de brincadeiras, as duas famílias descobriram uma paixão em comum: a música.

Em abril de 2017, o Trio juntou-se pela primeira vez para apresentar a peça 'Auf dem Strom' (F. Schubert & L. Rellstab) para alunos de uma escola de São Paulo, com o objetivo de divulgar a música erudita e falar sobre a profissão de músico.

Desde esse primeiro encontro, a parceria não parou mais. Encontros, conversas, ensaios, estudo de repertório e adaptação de obras para esta formação tornaram-se parte especial da vida dessas duas famílias.

Sobre os músicos

Psallo Trio: Eduardo Minczuk, Josani Pimenta e Marcelo Pimenta. Foto - Paulinho de Jesus

Josani Pimenta, mezzo-soprano brasileira, é Doutora em Canto pela UNESP. É graduada em Regência e Flauta Transversal pela UNICAMP, onde também obteve o título de Mestre em Artes, na área de Regência. Participou do Curso de Aperfeiçoamento em Voz - Formação Integrada em Voz, promovido pela fonoaudióloga Mara Belau (CEV), em 2011. Josani Pimenta é certificada pelo Somatic VoiceWorkTM - The Lovetri Method, Level I (2017).
Tem atuado como solista em diversos concertos no Brasil, na América Latina, na Europa e nos Estados Unidos. Dedica-se à pesquisa da música brasileira, especialmente à editoração das canções de Camargo Guarnieri e à divulgação do Português Brasileiro Cantado para estrangeiros. Em 2009, foi premiada no Concurso de Interpretação da Canção Erudita Brasileira (São Paulo – SP) e em 2016, sua tese foi premiada no Prêmio Capes de Teses. 
Em 2015 lançou seu primeiro CD com clássicos da música cristã brasileira e em 2020 lançou álbum de repertório erudito com Psallo Trio, ao lado do trompista Eduardo Minczuk e do pianista Marcelo Pimenta. Atualmente Josani vive nos Estados Unidos.

Eduardo Minczuk é natural de São Paulo, iniciou seus estudos de música com seu pai aos 11 anos na Igreja Assembleia de Deus Russa do Brasil. Em 1989, ingressou na Escola Municipal de Música de São Paulo. Começou então a estudar trompa com Roberto Minczuk. Em 1992 ingressou na Orquestra Sinfônica Jovem de Santo André. Em 1993, ingressou na Orquestra Experimental de Repertório onde foi ganhador do Concurso Jovens Solistas.
Estudou com Daniel Havens. Foi aceito pela Academia da Orquestra Filarmônica de Berlim onde estudou de 1996 a 1998. Em 2000, ingressou na Banda Sinfônica do Estado de São Paulo e, em 2002 ingressou na Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP) onde atua até o presente momento. É bacharel em trompa pela Faculdade Mozarteum e em 2016 concluiu seu mestrado na Universidade Federal da Bahia.

Marcelo Pimenta iniciou seus estudos de música com Clarice Martins em Rio Verde, GO, sua cidade natal. Em Goiânia, foi aluno de Lilian Carneiro de Mendonça e, posteriormente, de Belkiss Spencieri Carneiro de Mendonça, recebendo vários prêmios em concursos de piano no Brasil. Cursou Graduação em Piano no Instituto de Artes da UFGO. Formou-se Engenheiro Eletricista pela UNICAMP, com MBA pela Katz School of Business, University of Pittsburgh (EUA). Paralelamente, ainda na UNICAMP, estudou cravo e música de câmera com Edmundo Hora e baixo contínuo com Helena Jank. Tem atuado como camerista no Brasil e na Europa, colaborando com cantores, instrumentistas e coros. Mantém duos dedicados à música de câmera brasileira e é integrante do Psallo Trio. 

Eduardo Minczuk, Josani Pimenta e Marcelo Pimenta. Foto - Paulinho de Jesus

Sobre o nome
Psallo, do grego, originalmente tanger um instrumento musical. A posteriori, cantar, gerar melodias. Psallo Trio: voz, trompa e piano a cantar, a celebrar. Esse é o primeiro CD do grupo.

Detalhes das obras

Salmos Meridionais
Por intermédio de Danilo Guanais, compositor nordestino em franca atividade, com obras executadas no Brasil e no exterior, o Psallo Trio traz à vida a música armorial contemporânea através dos 'Salmos Meridionais', com farto uso da escala nordestina e suas nuances tão brasileiras, permeadas de um caráter contemplativo que ressalta o texto escolhido. Esta é a primeira gravação mundial da peça. A obra de Guanais foi escrita especialmente para o trio.

Reminiscense
Daniel Baldwin, compositor, regente e educador americano, usou poemas do Tenente Henry Lee e histórias da vida de seu avô, Vane Lawson, condecorado veterano da Segunda Guerra Mundial, para criar um ciclo de 4 canções de estilo bastante variado, descritivo dos horrores da guerra. Todas ricas em emoção e beleza.

Remembering the Future
O norte americano Ryan O’Connell, compositor, arranjador, orquestrador e performer, inspirou-se nas histórias brincantes e de finais inesperados da poesia e arte de seu conterrâneo Brian Andreas para criar um ciclo de 6 movimentos musicais, em que combina elementos da música erudita e do teatro-musical americano.

Alphorn
Em Richard Strauss, o Psallo Trio navega pela música romântica escrita pelo compositor quando bastante jovem, em homenagem a seu pai, grande trompista da Orquestra de Viena. A obra faz referência à “trompa alpina”, utilizada em celebrações nas aldeias e cidades dos Alpes.

Auf dem Strom
Franz Schubert foi um dos pioneiros na escrita para a trompa moderna e criou uma espetacular obra que combina magistralmente trompa e voz em duetos de sonoridade singular.

Faixas
  1. Salmos Meridionais (2018), de Danilo Guanais (1965), escrita sob encomenda para o Psallo Trio, três movimentos
  2. Reminiscense (2015), de Daniel Daldwin (1978), Henry Lee (1915-1945) e Vane Lawson (1920-2015) I - And Still We Have Faith, II - Prayer Before Battle, III - Death Unmasked, IV - Our Land of Broken Memories
  3. Remembering the Future (2010), de Ryan O’Connell (data de nascimento desconhecida) e Brian Andreas (1956) I - No Difference, II - Old Love Songs, III - Different Plans, IV - Veteran Traveller, V - Awakening, VI - Imagining World
  4. Alphorn (1878), de Richard Strauss (1864-1949) e Justinus Kerner (1786-1862)
  5. Auf dem Strom (1828), de Franz Schubert (1797-1828) & Ludwig Resllstab (1799-1860)

Postar um comentário

0 Comentários