Mostra MOSCA exibe 119 curtas-metragens em sua primeira versão online



A 13ª Mostra MOSCA acontece até o dia 12 de dezembro em formato online. Serão exibidos 119 curtas-metragens, com 27 premières em festivais, entre brasileiras e mundiais. Júri popular escolherá os premiados da 13ª edição, que serão anunciados dia 06 de dezembro

A MOSCA – Mostra Audiovisual de Cambuquira chega à sua 13ª edição celebrando 15 anos de difusão cinematográfica por meio de exibição de curtas-metragens, itinerâncias, debates, oficinas, encontros, além de atividades para crianças, exposições e shows.

Fundada para ocupar a sala de um antigo cinema de rua de Cambuquira, Sul de Minas, a Mostra MOSCA já visitou outras 20 cidades nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e recentemente realizou sua primeira itinerância em Salvador-BA, em sessões de filmes projetados em edifícios durante a quarentena por meio do projeto Cine Janela.

Diante das medidas de isolamento social, este ano a MOSCA realizará sua 13ª edição competitiva (foram realizadas duas edições especiais) em formato totalmente online, com uma vasta programação de filmes em diversos programas temáticos com transmissão gratuita para todo o Brasil. A mostra, que exibe filmes brasileiros e internacionais, conta com 6 programas em seu recorte de programação, que oferece atrações que vão desde o público infantil até sessões de terror e suspense.

A 13ª edição da Mostra MOSCA teve número recorde de inscrições - foram 2.982 filmes inscritos, entre brasileiros e internacionais – dos quais 119 curtas-metragens foram selecionados e programados nas mostras Brasil, Mineira, Jovem, Infantil, Meia-Noite e Internacional.

A Mostra Brasil continua sendo o maior panorama da MOSCA. A tradicional Sessão da Meia-Noite torna-se uma mostra com 3 programas de curtas; assim como a Mostra Jovem, que se separa dos curtas infanto-juvenis da Mostra Infantil. Lançada em 2019, a Mostra Mineira se firma na programação e a Mostra Internacional apresenta títulos inéditos no Brasil. Ao todo, 31 curtas terão suas premières (brasileira ou mundial) em festivais na 13ª MOSCA. A lista completa de selecionados pode ser conferida no site da mostra aqui.

As mostras da 13ª MOSCA

Mostra Brasil
Em sua 13ª edição, a Mostra Brasil apresenta 7 programas e tem o objetivo de ampliar olhares para o Brasil plural, inventivo e urgente, sem deixar de assimilar que relações de afeto também são urgências.

Mostra Mineira
Em seu segundo ano, a Mostra Mineira consolida-se na programação da MOSCA e traz para o público 4 programas com a rica produção do estado, composta por animações, curtas de ficção e documentários.

Mostra Internacional
Em 2020, a Mostra Internacional recebeu mais de mil filmes para seleção. Os filmes selecionados trazem produções de 12 países diferentes, realizadas até mesmo durante a pandemia, que foram programados em 3 programas marcados pela diversidade e densidade de seus temas.

Filmes internacionais também estão presentes nas mostras Jovem, Infantil e Meia-Noite, aumentando assim o número de origens e nacionalidades presentes na MOSCA para 17 países. Destaque para curtas-metragens iranianos, com cinco produções.

Mostra Meia-Noite
A mais tradicional sessão temática da MOSCA torna-se a Mostra Meia-Noite e traz 3 programas de curtas para arrepiar ou transgredir. Criada na primeira edição da MOSCA, em 2005, a Sessão da Meia-Noite acontece tradicionalmente à meia-noite em ponto e traz filmes de horror, suspense e fantasia. Este ano, a nova mostra é composta em sua maioria por curtas-metragens brasileiros e 3 títulos internacionais (França, Argentina e Espanha), que fecham a programação.

Para celebrar os 15 anos da Sessão da Meia-Noite, a 13ª MOSCA lançou numa sexta-feira 13 as Mosquinhas da Meia-Noite, ilustrações originais para a sessão batizadas de Moscapeta, Mosquetê, Vamp, Fantasminha e Zumbi. Em sua homenagem, a mostra ganha uma HQ que estará nas exposições da 13ª MOSCA na plataforma aqui.

Mostra Infantil
A Mostra Infantil também é uma tradição da MOSCA, que nas edições presenciais vem seguida do Clubinho da MOSCA, espaço no qual as crianças desenham e batem papo no jardim ao fundo da sala de cinema. O programa de filmes é composto por curtas-metragens brasileiros e internacionais e são programados de acordo com as faixas etárias. Mostra Infantil 1, para alunos da Ed. Infantil e Mostra Infantil 2 e 3 para alunos mais novos e mais velhos do Ensino Fundamental 1 e 2.

Mostra Jovem
Nos últimos anos, a MOSCA incorporou alguns curtas-metragens internacionais com legendas em sua programação para adolescentes e viu também o cinema brasileiro propor uma série de curtas de alta qualidade com foco em público jovem.

Originada a partir do desmembramento e amadurecimento da antiga Mostra Infanto-Juvenil, a Mostra Jovem surge este ano como sexto recorte da Mostra MOSCA, trazendo três programas curtas que não subestimam o público e têm o objetivo de fomentar o pensamento e estabelecer diálogo com as muitas juventudes do Brasil.

Assim como a Mostra Infantil, a Mostra Jovem é programada por faixas etárias, sendo o programa Jovem 1 para adolescentes de 13 e 14 anos; Jovem 2, para público entre 15 e 17 anos e o programa Jovem 3 com foco em jovens do Ensino Médio e universitários, de 17 a 19 anos.

Plataformas de Exibição

Cada título fica em cartaz por 7 dias e pode ser votado pelo Júri Popular até 2 dias após da sua data de lançamento na mostra. No domingo, 06 de dezembro, o público conhecerá os premiados de cada mostra, que serão exibidos até 12 de dezembro.

Todos os filmes serão disponibilizados gratuitamente por meio da plataforma mostramosca.online, que está sendo criada especialmente para esta edição online, promovendo a melhor experiência imersiva para o espectador.

Parte da programação, incluindo os filmes com recursos de acessibilidade, estará também na plataforma Videocamp (clique aqui), que inaugura parceria inédita com a mostra MOSCA. O Videocamp é uma plataforma online e gratuita que possibilita que produções audiovisuais em busca de impacto e transformação alcancem o maior número possível de pessoas. A grade detalhada de estreias e programas pode ser conferida no site aqui.

Programação

A primeira semana da 13ª MOSCA terá foco nas estreias dos filmes e bate papo com os realizadores. Nos dias seguintes às primeiras sessões dos filmes nacionais, serão realizados os Encontros com os Cineastas, debates com os realizadores brasileiros com transmissão ao vivo por intermédio do canal do YouTube da Mostra MOSCA (clique aqui).

Na segunda etapa da 13ª MOSCA, após a premiação em 06 de dezembro, os filmes premiados são reprisados até o final da mostra e inicia-se uma série de oficinas, exposições e outras atividades paralelas para público de todas as idades.

Exposições, oficinas e atividades complementares gratuitas

Oficinas
Além da exibição de filmes, a Mostra MOSCA realiza 5 oficinas gratuitas que acontecerão na plataforma Zoom. As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas pelo site aqui, onde há mais detalhes sobre cronograma e biografia dos profissionais.

Exposições
O artista visual, programador e cineasta Roger Velloso é o criador dos espaços expositivos da MOSCA Online. Ele e seu time desenharam e programaram a plataforma mostramosca.online, sede das exibições de filmes da 13ª MOSCA e das exposições do ano.

A costura de temas e artistas, produzida nesta edição por Ananda Guimarães, é, assim como nas mostras anteriores, uma resposta ao contexto, às pessoas que estiveram na órbita da MOSCA e que trazem agora suas contribuições criativas à 13ª edição da mostra.

Confira abaixo a programação de atividades online e gratuitas:

Oficina Set Mosquinha
Com Mariana Vieira
Data - 08 de dezembro - terça-feira
Horário - das 15h00 às 18h00
Vagas - 15 vagas

Set Mosquinha e Set Mosca Jovem são oficinas do novo projeto lançado pela MOSCA em agosto, a mostra online 'Mosquinha & Mosquitin'. A Set Mosquinha é uma oficina de introdução à produção audiovisual na qual crianças de 06 a 11 anos são estimuladas a criar histórias e produzir seus próprios curtas-metragens de até 5 minutos com tutoria de Mariana Vieira, realizadora, editora de som, escritora literária e educadora formada no curso de Audiovisual da ECA-USP.

Além de sensibilizar os pequenos para a contação de histórias pela linguagem audiovisual, a oficina também propõe uma nova atividade ao ambiente familiar durante a quarentena e incentiva o lado crítico das crianças quanto ao conteúdo audiovisual que elas próprias costumam consumir. As produções da oficina que autorizarem terão sua estreia no YouTube da MOSCA em 12 de dezembro, último dia da mostra.

Oficina Set MOSCA Jovem
Com Mariana Vieira
Data - 09 de dezembro - quarta-feira
Horário - das 15h00 às 18h00
Vagas - 15

Set Mosquinha e Set Mosca Jovem são oficinas do novo projeto lançado pela MOSCA em agosto, a mostra online 'Mosquinha & Mosquitin'. Ministrada por Mariana Vieira, realizadora, editora de som, escritora literária e educadora formada no curso de Audiovisual da ECA-USP, Set Mosquinha é uma oficina de introdução à produção audiovisual na qual jovens de 12 a 17 anos os alunos discutem roteiro, decupagem e finalização com a tutora enquanto produzem pequenos curtas-metragens de até 5 minutos em suas casas. As produções da oficina que autorizarem terão sua estreia no YouTube da MOSCA em 12 de dezembro, último dia da mostra.

Oficina Cinema Queer
Com Henrique Rodrigues Marques
Datas - 08, 10 e 17 de dezembro
Horário - das 18h00 às 21h00
Vagas - 20, sendo 05 reservadas para pessoas trans

Nascida em meio às efervescentes discussões feministas e LGBT durante a década de 1980, a teoria queer rapidamente se disseminou por diversas áreas do conhecimento, como os estudos culturais, literários e cinematográficos.

Trazendo a discussão para o contexto brasileiro, a oficina traçará um panorama histórico do cinema queer no Brasil, por meio da produção de curtas-metragens. Serão 03 encontros de 03 horas cada, ministrados por Henrique Rodrigues Marques, curador, pesquisador e mestre pela UNICAMP.

Utilizando reflexões teóricas e propondo análises de obras selecionadas, busca responder o que define um filme como queer, o que difere essa produção do cinema dito LGBT e como utiliza-se a teoria queer enquanto metodologia analítica e crítica. A proposta é que os participantes desenvolvam, como parte prática da oficina, uma crítica, reflexão ou ensaio queer sobre curtas brasileiros.

Oficina Abebé: Vidas Negras no Audiovisual
Com Simone de Assis
Data - 11 de dezembro - sexta-feira
Horário - das 16h00 às 18h00
Data - 12 de dezembro - s´bado
Horário - das 15h00 às 17h00
Vagas - 30
Classificação - maiores de 16 anos

O abebé é uma espécie de espelho utilizado por orixás femininos, como Yemanjá e Oxum. Oxum mira o abebé para si, busca observar a própria beleza, também para analisar o ambiente que a circunda e, na observação, enxergar os momentos em que precisa agir e/ou guerrear.

Já Yemanjá, orixá da generosidade, mantém o abebé voltado para comunidade. Preza pelas análises e atuações em conjunto, mediante aos reflexos e reflexões promovidos pelo espelho comunitário.

A oficina, ministrada por Simone de Assis, pesquisadora, poeta e historiadora pela UFSJ, propõe uma roda de conversa para dialogar sobre a representação do corpo-oralidade e consciência negra no audiovisual brasileiro a partir da análise de curtas-metragens em exibição na 13ª MOSCA online. A Mostra conta com um vasto acervo fílmico que contempla diversas abordagens na programação não apenas da Mostra Brasil e Mostra Mineira, mas também da Mostra Jovem e Meia-Noite.

Oficina Corpas Que Gritam
Com Tom Grito
Data - 10 de dezembro - quinta-feira
Horário - das 15h00 às 17h00
Vagas - 30 vagas - preferência para gordas e trans
Classificação - maiores de 18 anos

Nesta oficina de criação poético performática, Tom Grito, poeta brasileiro da cena do slam, propõe exercícios de escrita e performance por meio da experimentação de processos de resistência e cura para corpos não hegemônicos, especialmente gordos e trans.

A oficina, com duração de 2 horas, está dividida em dois blocos. No primeiro, dedicado à escrita criativa, partiremos da inspiração provocada pelo poeta até exercícios de criação literária. No segundo bloco, dedicado à performance da oralidade, os participantes praticarão exercícios corporais, experimentações performáticas e de poesia falada.

Esta oficina faz parte da ocupação Corpas Que Gritam, que inclui a exposição Verão Para Todxs Xs Corpxs, disponível na mostramosca.online.


HQ Ela Vem À Meia-Noite
De Felipe Silva Lemes
Data - até 12 de dezembro
Local - plataforma mostramosca.online aqui

Ela Vem À Meia Noite é uma HQ criada por Felipe Silva Lemes para a exposição da edição online da 13ª MOSCA. O ilustrador cambuquirense e fã da sessão da Meia-Noite homenageia a sessão temática mais antiga da MOSCA, que existe desde 2005, 1ª edição da Mostra, e tem atraído um público cativo desde então. Nesta edição, a Sessão ganha status de Mostra, com três programas de filmes, ilustrações e camisetas exclusivas, além da HQ do Lipe.

Exposição de Fotografias Encontros Invisíveis
De Cayque Castro
Data - até 12 de dezembro
Local - plataforma mostramosca.online aqui

Exposição de fotografias do jovem cambuquirense, Cayque Castro. Cayque se mudou para São Paulo e começou a fotografar aos 12 anos após o primeiro contato com a fotografia em uma atividade escolar.

Aos 15 anos ele propõe sua primeira exposição na MOSCA. Embora a ideia original tenha sido ter suas fotos no salão do antigo cassino de sua cidade natal, a exposição adequa-se ao formato online e entra na programação da Mostra MOSCA trazendo ao público mais um talento proveniente de Cambuquira.

Para a curadoria dessa exposição online, a MOSCA convidou Mariane Goldberg, experiente tanto em produção de exposições de fotografia, quanto em oficinas com crianças e adolescentes de Escolas e ONGs de várias regiões do país.

1º Doc - Clara Cristina de Oliveira Documenta Dr. Hilton Rocha
De Clara Cristina de Oliveira
Data - até 12 de dezembro
Local - plataforma mostramosca.online aqui

A artesã Clara Cristina de Oliveira teve a iniciativa de homenagear a memória de um cambuquirense notável, o Dr. Hilton Rocha, um médico humanista. Através de depoimentos, o curta-metragem documenta a relação entre o médico e seus antigos conhecidos e pacientes, e conta também a história da autora, que em 2020 realiza seu primeiro documentário, e abre espaço para um novo tipo de Exposição Audiovisual na Mostra MOSCA, batizada de 1º Doc.

Cambuquira: Cartografias Afetivas
Idealização Museu Dr. Américo Werneck (MAW)
Curadoria de Francislei Lima da Silva, Aline Guerra, Vanessa Mane

Numa proposta de troca entre as estâncias hidrominerais de Lambari e Cambuquira, cidades de Minas Gerais, a MOSCA recebe a exposição 'Cartografias Afetivas do Museu Dr. Américo Werneck (MAW)'

 A exposição propõe ao público da Mostra a composição de uma cartografia afetiva e sensível de Cambuquira num ano em que não é possível ocupar os lugares construídos e tocá-los com nossas mãos. Assim, ela apresenta-se em formato colaborativo e convida o público a enviar postais e fotografias acompanhadas de coordenadas afetivas em forma de textos ou áudios.

A exposição será então montada no site ou nas redes sociais da mostra com a reunião de memórias sobre Cambuquira. A exposição 'Cambuquira: Cartografias Afetivas' foi idealizada para a 13ª MOSCA pelo Museu Dr. Américo Werneck (MAW) em parceria com a pesquisadora cambuquirense Vanessa Manes.

A equipe responsável pela curadoria é formada pelos professores Francislei Lima da Silva e Aline Guerra, ambos de Lambari, e Vanessa Manes, que seguindo as instruções deixadas por Arjun Appadurai, pretendem traçar a biografia dos objetos a partir das lembranças compartilhadas.

Outras atividades online

Um dos grandes desafios da Mostra MOSCA em 2020 é adequar sua programação, com forte apelo presencial, ao formato online. Além das exibições de curtas-metragens, as atividades extras da MOSCA sempre conseguiram promover encontros, prosas, bate-papos e até investigação coletiva dos astros. Tentando manter o espírito coletivo, que é sua marca registrada, a 13ª MOSCA promove plataformas de encontros para debates e prosas. Confira:

Encontros com cineastas
Encontros e bate-papos com realizadores, organizados por eixos de mostras. Todas as prosas serão transmitidas ao vivo pelo canal do YouTube da Mostra MOSCA (clique aqui). O público poderá interagir fazendo perguntas no chat, que serão lidas aos participantes pelos moderadores.

Mostra MOSCA no Discord
Durante o período da Mostra, acontecem diversas salas abertas na plataforma Discord para o público poder discutir os filmes após as sessões. Além disso, haverá a sala do Café da MOSCA, tradicional espaço de encontro da MOSCA presencial que agora ganha sua versão online! Para conferir clique aqui.

Bate-papo com a Astronomia
Data - 08 de dezembro - terça-feira
Horário - 20h00
Local - aplicativo Discord aqui

Em parceria com o Observatório Centauro, a atividade 'MOSCA Nos Céus' acontece desde a 7º edição da mostra no jardim do cinema, onde é instalado um telescópio para observação astronômica.

Em 2020, sem a possibilidade da atividade repetir-se nos moldes tradicionais, o professor Raoni Nogueira de Vilhena, junto com novos colaboradores do observatório, oferecerá gratuitamente uma aula online respondendo à pergunta “Como surgiu a Astronomia?”.

Localizado em Cambuquira, o Observatório Centauro é o único centro de estudos de Astronomia amador em funcionamento no Sul de Minas, tendo como principal missão o ensino e a divulgação da astronomia para todas as faixas etárias.

MOSCA Convívio e MOSCA na Escola

Iniciando suas atividades em 2020 no Lar de Velhinhos Irmã Marieta (Vila Vicentina) em Cambuquira, o projeto MOSCA Convívio visa promover sessões de curtas-metragens que integram ou integraram a programação da MOSCA em abrigos e lares de idosos, um dos poucos lugares onde é possível realizar sessões em grupo atualmente.

Se a maioria das pessoas irá conversar sobre os filmes por intermédio das redes sociais, nestes locais será possível a troca com convívio. A programação é pensada individualmente e personalizada a partir do público alvo de cada local.

Na mesma linha, a MOSCA na Escola é um eixo da programação da MOSCA que investe em itinerâncias em escolas do Ensino Fundamental e Médio. Durante seus 15 anos de existência, a Mostra MOSCA já visitou 20 cidades diferentes em 45 itinerâncias, a maioria delas em escolas.

O projeto pretende levar curtas-metragens para as salas de aula online e/ou presenciais, como complemento pedagógico. As programações são formadas a partir das necessidades dos professores e alunos para máximo aproveitamento.

Os alunos das escolas que se inscreverem no projeto durante o período da 13ª MOSCA ainda poderão assistir aos bate-papos entre seus cineastas preferidos no Encontros com os Cineastas no YouTube. Já as escolas poderão agendar bate-papos específicos entre professores, alunos e realizadores dos filmes da Mostra MOSCA na plataforma Discord aqui. Para mais informações, as instituições interessadas em participar podem escrever para o email aqui.

Serviço
13ª MOSCA - Edição Online
Período - até 12 de dezembro - sábado
Local - para assistir aos filmes clique aquiaqui
Programação totalmente gratuita
Para mais informações, visite o site oficial da mostra aqui

Postar um comentário

0 Comentários