Doença Corporativa: quando o trabalho adoece


Livro desvenda o papel das lideranças e aponta caminhos para aqueles que se veem entre a empresa e os colaboradores

Adoecer se tornou algo cada vez mais comum no ambiente de trabalho. Hoje em dia, as doenças laborais são a principais causas de afastamento de profissionais em suas atividades. E você sabia que o grande responsável pelos números de pessoas com depressão ou problemas nos relacionamentos com seus pares no dia a dia, costuma ser o superior hierárquico?

Uma liderança mal preparada é, em diversas pesquisas voltadas para o clima organizacional, apontada como a origem dos problemas enfrentados em empresas. O que essa figura, indispensável a muitas áreas de atuação, teria verdadeiramente de responsabilidade sobre a condução do trabalho desempenhado, volume de atividades realizadas, e até ao personificar um representante mais próximo da companhia para seus liderados?

A obra 'Doença corporativa: viver para trabalhar ou trabalhar para viver?', de Renato Bispo desvenda esse importante papel dos líderes, apontando caminhos para aqueles que se veem entre a empresa e os colaboradores, mas ainda vai além, propondo alternativas até para quem se vê sob a condução de um líder ainda em desenvolvimento, mostrando como é possível auxiliá-lo nessa missão e, dessa forma, conviver de maneira harmônica, com benefícios a todas as partes.

“Parte do problema reside no modelo de gestão e, nesse sentido, a atuação dos líderes é de extrema importância, porque essa é uma relação que tem o poder de motivar ou desmotivar os funcionários”, destaca Renato Bispo.

No mundo extremamente competitivo de hoje, a tônica das empresas é conquistar cada vez mais resultados fazendo com que a pressão do dia a dia recaia sob os funcionários. Apesar de ser comum, no sentido dessa prática ser recorrente, ela não é normal, tampouco salutar e é também questionável em termos produtivos. Para o autor, “admitir que a mente pode adoecer-nos e aprisionar-nos é o primeiro passo para conseguirmos desenvolver mecanismos que nos livrem desse aprisionamento”.

A obra, lançada pela Literare Books International dá um direcionamento prático ao leitor com indagações e atividades para cada um refletir e extrair o máximo do seu conteúdo. Um verdadeiro material de apoio para consulta, sempre que alguma questão, aparentemente complicada, surgir no dia a dia do mundo corporativo ou no ambiente de negócios.

Sobre o autor

Foto - Divulgação

Renato Bispo é formado em Administração de Empresas, Pós-Graduado em Gestão de Marketing, MBA em Gestão Empresarial. Atuação de mais de 20 anos em grandes corporações Multinacionais e Nacionais como líder e gestor de vendas e marketing no segmento de Medical Devices. Foi empresário de 2015 a 2018 como distribuidor de uma grande Multinacional Americana. Devido ao seu grande amor pela mente humana, juntou sua experiência do Mundo Corporativo e iniciou vários estudos sobre terapias alternativas. Psicanalista Clínico, Hipnoterapeuta, Master Coach, Master PNL e Inteligência Emocional. Aprofundou-se também em Neurociência com os cursos de Neurometria e Neurofeedback.

Ficha técnica
Doença corporativa: viver para trabalhar ou trabalhar para viver?
Autor - Renato Bispo
Editora - Literare Books International
Páginas - 152
Preço - R$ 39,90
Para mais informações e comprar clique aqui

Postar um comentário

0 Comentários