Teatro Alfa lança o 'Projeto Escola Online'

Foto - Teka Queiroz

Formado pela sessão da peça Lolo Barnabé e uma série de atividades desenvolvidas especialmente para serem trabalhadas com os alunos antes e 
depois das apresentações, tem assessoria pedagógica de Paula Zurawiski, especialista em Educação Infantil e atriz do grupo Furumfunfun. O lançamento para educadores é  dia 13 de outubro, às 18h

Dirigido a instituições de ensino de todo o Brasil, o 'Projeto Escola Online' do Teatro Alfa é formado por um espetáculo cuidadosamente escolhido pela curadoria do teatro e de uma série de atividades pedagógicas desenvolvidas especialmente para serem trabalhadas com os alunos antes e depois das apresentações.

O projeto tem assessoria pedagógica de Paula Zurawiski, especialista em Educação Infantil e atriz do grupo Furumfunfun. No dia 13 de outubro, terça-feira, às 18 horas, haverá uma sessão online, com transmissão digital pela Sympla, para apresentação do projeto para professores, coordenadores e diretores de escolas.

Investimento

As escolas podem comprar uma sessão fechada para até 950 crianças por R$ 5.000,00 ou então solicitar que a compra seja feita pelos pais para sessão em horário a ser definido em conjunto com o Teatro Alfa e a Cia Circo de Bonecos. O valor individual por aluno é de R$ 20,00. Neste caso, outras escolas podem compor a sessão. O Projeto Escola também se estende às escolas da rede pública, com a disponibilização de acessos gratuitos durante ao longo do ano.

Entre os destaques está um bate-papo entre os personagens e os estudantes, assim como oficinas. A primeira peça a integrar o projeto é 'Lolo Barnabé', adaptação feita pela Cia Circo de Bonecos para a linguagem de vídeo do livro homônimo de uma das mais importantes escritoras da literatura infantil brasileira, a escritora Eva Furnari. O grupo fez uma adaptação alegre abrindo o debate sobre o consumo consciente.

“Lolo Barnabé online é um espetáculo divertido, que prende a atenção do começo ao fim. Por meio do humor, convida o público a refletir sobre o consumo consciente”, diz Claudio Saltini, diretor e ator da Cia Circo de Bonecos. A escritora Eva Furnari já assistiu e gostou muito. “A cia fez uma adaptação super bacana. Eles exploram aspectos muito interessantes e vão muito além do livro. Vale a pena vocês verem!”.

Informações para assistir a sessão de apresentação podem ser obtidas pelo email aqui e pelo Whatsapp (11) 94165-0403. O Projeto Escola pode ser adquirido por instituições de ensino. 

Sobre Lolo Barnabé

Foto - Teka Queiroz

A história conta a vida de Lolo, um sujeito criativo e inteligente que nasceu há muito tempo, na pré-história. Casou-se com Brisa e juntos tiveram um filho: Finfo Barnabé. Eles eram muito felizes… mas nem tanto! Moravam numa caverna, um lugar úmido e escuro. Então, a família Barnabé começou a inventar um monte de coisas para o conforto e a felicidade de suas vidas. Afinal, conforto é bom demais!

Nessa busca pelo conforto algo saiu errado: o excesso de invenções e a falta de tempo trouxeram problemas para os Barnabés. E assim, viveram cada vez mais infelizes… Mas como eram pessoas inteligentes e criativas, acabaram inventando um jeito de reencontrar a felicidade. O aumento populacional e o consumo desenfreado há tempos vem gerando problemas que se tornam cada vez mais críticos. Esse contexto faz parte de um sistema que necessita ser repensado para uma mudança urgente e global. Lolo Barnabé, uma adaptação livre do livro Lolo Barnabé de Eva Furnari, abre o debate sobre o consumo consciente.

Sobre Maria Paula Zurawski
É graduada em Teatro pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Tem doutorado em Educação pela Faculdade de Educação da USP, com uma pesquisa sobre teatro infantil e teatro para bebês. Participa, desde 1994, do Grupo Furunfunfum de teatro para crianças. É assessora pedagógica das temporadas infantis do Teatro Alfa. É professora dos cursos de Pedagogia e de Pós-Graduação em Educação Infantil do Instituto Superior de Educação Vera Cruz, em São Paulo, e formadora em projetos de capacitação em redes públicas e particulares de todo o Brasil.

Saiba mais sobre o projeto no vídeo abaixo:

Postar um comentário

0 Comentários