Arte é Inovação: Polo Cultural debate o valor da arte na construção de um mundo inovador, inclusivo e diverso

Slam das Minas. Foto - Renata Armelin

Evento acontece no espaço cultural Cia da Revista, com Mel Lisboa, Isabel Wilker, VJ Suave e Slam das Minas entre os debatedores e performers

Questões básicas hoje em debate na sociedade - como a diversidade sexual e a inclusão do negro e da pessoa trans - há tempos estão incorporadas no universo da arte. Vivemos em uma cultura disruptiva, em que tudo muda a todo momento, em que se crê na criatividade como base da inovação e a arte como sustentação da criatividade.

Com a proposta de discutir temas como Arte, Inovação e Sustentabilidade para colaborar na construção de uma sociedade mais justa, inclusiva, diversa e com mais oportunidades para todos no futuro, a organização social sem fins lucrativos Polo Cultural apresenta o projeto 'Arte é Inovação'. O evento acontece entre 22 e 25 de outubro no espaço da Cia da Revista, com transmissão online e gratuita pelo canal do YouTube da Polo Cultural (clique aqui).

Artistas e profissionais de diversos setores participarão de quatro dias de programação, com oito mesas redondas, e quatro performances. Cada dia abrigará dois debates, um às 16h e outro às 18h e uma atividade artística abre e fecha o evento diariamente.

Entre os temas abordados estão: Arte é a saída, Arte pulsante das periferias, Arte engajada, Territórios criativos, Centros comunitários e vida na periferia, Êxodo para o Interior, Acessibilidade artística e Empreendedorismo social.

O diretor executivo da Polo Cultural Marcelo Sollero. Foto - Divulgação

“Na prática, quando se dá oportunidade para a criança conviver com a arte, pensar novas formas de expressão, se está construindo uma sociedade melhor, com condições de gerar pessoas mais criativas. A arte é a pedra fundamental, o combustível de uma sociedade melhor no futuro”, diz Marcelo Sollero, citando O Inimigo do Povo, de Henrik Ibsen.

O diretor executivo da Polo Cultural faz um paralelo com o clássico do dramaturgo norueguês: “foi escrita há mais de 100 anos e falava exatamente sobre isso ao enfocar um personagem, que ao denunciar a poluição das águas causada por um curtume, na esperança de obter respeito e consideração por parte da população, ao contrário, passa de mocinho a vilão, ou seja, torna-se ele o “inimigo do povo”.

De acordo com Marcelo Sollero, “a arte colabora na formação de seres humanos melhores e com mais condições de conquistar oportunidades na vida pessoal e profissional. Também por meio da arte e da tecnologia, as pessoas da periferia tem alternativas para se empoderar e conquistar seu espaço.

A atriz Mel Lisboa participa do debate 'Arte é a Saída'. Foto - Divulgação

Partindo do princípio de que o artista sempre está na vanguarda do pensamento, Sollero conta que idealizou o evento para tratar sobre o valor da arte na sociedade e jogar luz em temas caros a uma sociedade inovadora, “além de ligar a arte diretamente com a inovação”.

Para montar a curadoria dos temas, Sollero pesquisou assuntos relevantes para a geração que hoje está com 30 anos. Entrevistou especialmente mulheres sobre o que pensam para o futuro. Ouviu que trabalho e sucesso na carreira são importantes, mas o pensamento principal diz respeito a estarem envolvidas com questões sociais, de terceiro setor.

“Elas se preocupam em contribuir para um futuro com melhor convivência entre as pessoas e qualidade de vida, mais liberdade criativa, diversidade e inclusão, assuntos que fazem parte de uma luta antiga, ideias que agora estão incorporadas por essa geração”, finaliza Solero.

 VJ Suave realizará performance na esquina da Consolação com a Caio Prado. Foto - Divulgação

Confira abaixo a programação completa do evento:

Tema - Arte é a saída
Data - 22 de outubro - quinta-feira
Horário - 16h
Com as atrizes Mel Lisboa, Isabel Wilker, Leona Jhovs (atriz, diretora, roteirista, apresentadora, cantora. Mulher Transfeminista ), Cauâ Taborda (líder de comunicação e assuntos públicos do Youtube na América Latina).
Mediação - Luz Ribeiro (poeta e pedagoga, integra o Slam das Minas).

Tema -  Arte Pulsante das Periferias
Horário - 18h
Com Slam das Minas (Carol Peixoto e Pam Araújo) e Khally (bboy, bailarino da periferia).
Mediação - Helder Oliveira.

Performance
Horário - 20h
VJ Suave (duo formado por Ygor Marotta e Ceci Soloaga)
Local - esquina da Consolação com a Caio Prado

Tema - Arte engajada
Data - 23 de outubro - sexta-feira
Horário - 16h
Com a artista e designer gráfica Marcela Scheid, Fábio Ventura (Coletivo Abrupto).
Mediação - Leona Jovis.

Tema - Territórios criativos - a ascensão da classe criativa
Horário - 18h
Com o diretor , cenógrafo e figurinista, prêmio APCA 2008 Kléber Montanheiro,
Museu do Amanhã (representante).
Mediação - Marcelo Sollero.

Performance
Horário - 20h
Slam das Minas faz batalha de poesia ao vivo

Tema - Centros comunitários e vida na periferia
Data - 24 de outubro - sábado
Abertura - quatro bailarinos - Bboys.
Horário - 16h
Com Teto, coletivo Gastronomia Periférica e bailarino Khally (bbou, hiphop).
Mediação - Marcelo Sollero

Tema - Território Global
Horário - 18h
Com Ygor Marota e convidado do Uruguai. Mediação

Performance
Horário - 20h
Sessão do monólogo Madame Blavtski
Texto - Cláudia Barral
Direção - Marcio Macena
Interpretação - Mel Lisboa
Proposta da peça é ser um encontro caseiro e virtual, e não um espetáculo. O cenário é a casa da atriz, com pequenos ajustes estéticos que ajudam a dramaturgia. O figurino também foi composto com peças já existentes. No local, uma única câmera, parada, fixa, sem a possibilidade de cortes, sem utilização de ferramentas como o zoom do equipamento, com o objetivo de transmitir a imagem mais parecida com a que seria o ponto de vista de um expectador na poltrona de uma plateia.

Tema - Acessibilidade artística
Data - 25 de outubro - domingo
Horário - 16h
Com a atriz pedagoga, psicopedagoga, arte educadora, produtora e diretora teatral Nina Mancin e diretor, roteirista e ator Victor di Marco.
Mediação - Marcelo Sollero.

Tema - Empreendedorismo social em busca de autonomia
Horário - 18h
Impact, Plana Vivências
Mediação - Marcella Franco

Performance
Horário - 20h
Bloco Vra Power

Serviço
Arte é Inovação
Data - de 22 a 25 de outubro
Local - Espaço da Cia da Revista
Horário - cada dia abrigará dois talks, um às 16h e outro às 18h e uma atividade artística abre e fecha o evento diariamente
Via - canal do YouTube da Polo Cultural aqui
Grátis

Postar um comentário

0 Comentários