A Última Jornada: o fim do mundo é apenas o início


Longa mescla drama e aventura dentro de um cenário distópico e futurista

No filme, a mãe do menino Sira está morrendo e dá a ele uma missão: munido de um misterioso artefato, o garoto terá de encontrar um lugar muito especial, capaz de realizar os desejos das pessoas. O objeto que Sira recebe é a única forma de se proteger do ataque de uma força mortal a quem eles chamam de ‘o vento’, capaz de matar instantaneamente qualquer ser vivo. Com a ajuda de uma amiga e um aliado inesperado, Sira segue seu caminho na esperança de salvar o mundo.

'A Última Jornada' é o segundo longa do cineasta Perry Bhandal, segundo trabalho do diretor com o ator Luke Goss - o primeiro foi em Entrevista com um Hitman. Além disso, é um dos trabalhos mais recentes do astro britânico Luke Goss, famoso por filmes de ação e suspense, com mais de 70 filmes e seriados no currículo - entre eles, Hellboy 2, Blade 2, Tekken e Corrida Mortal 2. O protagonista Sira é vivido pelo ator Flynn Allen, que ganhou destaque com seu trabalho no sucesso 7 Dias em Entebbe, em 2018.

Disponível nas plataformas:

Sobre Perry Bhandal
Diretor, roteirista e ex-aluno da escola MET de cinema, Perry Bhandal ganhou destaque com seu longa-metragem de estreia em 2012, Entrevista com um Hitman, um filme que foi muito bem recebido pela crítica e pelo público, e amplamente distribuído internacionalmente. Produzindo com sua própria empresa, a Kirlian Pictures, Perry realizou 'A Última Jornada', um filme de ficção científica de fantasia. Bandhal é o autor do aclamado thriller policial ‘The Winter Man’ e de ‘Prelude’, uma coleção pessoal de contos e obras de arte.

Palavra do diretor
A Última Jornada é um drama de ficção científica inspirado na poesia mística sufista do século 13, escrita pelo poeta Rumi. Uma história de amor, perda e desejos, narrada contra um pano de fundo pós-humidade. A perda da maior parte da humanidade é justaposta a um planeta subsequentemente florescente, onde os recursos são abundantes e os animais podem viver em liberdade e paz. Apenas os humanos restantes são a exceção, pois são perseguidos pelos próprios ventos.

Como diretor, vi isso como uma oportunidade de trazer para a tela uma visão pós-apocalíptica não repleta de horror humano e destruição mecânica, mas com simples perda em grande escala. Apresento um mundo de pernas para o ar. Onde procuramos outros porque isso é tudo que nos resta. Onde não temos medo de considerar e aceitar o esotérico porque essa é a nova norma. Onde devemos nos reconectar com todas as coisas que nos fazem o que realmente somos, porque os artifícios que nos definiram e nos constrangeram não existem mais. E um mundo em que os desejos são realizados. Se você puder sobreviver à jornada.

Conto a história através dos olhos de um soldado que só consegue pensar em atravessar uma nação de volta para uma mulher que ele deixou em sua noite de núpcias. Um cientista que busca uma maneira de reverter o que aconteceu, sem pensar se é a coisa certa a fazer. Um falso padre que só pode pensar em tentar se agarrar ao passado. Uma jovem que percebe que neste novo mundo talvez o que você deseja possa se tornar realidade. E, finalmente, uma história simples de um menino que perde sua mãe e, em vez de lamentar sua perda, sabe que tem uma chance de vê-la novamente se conseguir chegar a um lugar que conceda desejos.

Assista ao trailer:


Ficha técnica
A Última Jornada
Reino Unido | 2019 | Ficção/Suspense | 87 min.
Título Original - The Last Boy
Direção - Perry Bhandal
Elenco o Luke Goss, Flynn Allen, Peter Guinness, Matilda Freeman, Jennifer Scott, Aneta Piotrowska, Anna Wilson-Jones, Lowri Walton
Produtor - Kirlian Pictures
Classificação - 12 anos

Postar um comentário

0 Comentários