Série Cinema #EmCasaComSesc estreia mais quatro filmes

De Crápula a Herói


A partir de quinta-feira, dia 09 de julho, a plataforma Sesc Digital disponibiliza clássico de Roberto Rossellini de 1959, além do alemão Manifesto, e duas produções brasileiras, o documentário Todos os Paulos do Mundo e a animação infantil Molly, a Monstrinha

A programação de filmes em streaming do Sesc São Paulo, na plataforma Sesc Digital, que reserva a cada semana um espaço exclusivo para as sessões, oferece mais quatro novos títulos a partir desta quinta-feira, 09 de julho.

Basta acessar o Cinema Em Casa para conferir longas e documentários, sempre a partir de quinta-feira, com acesso gratuito a qualquer hora do dia para ver e rever e sem necessidade de cadastro. No ar desde 04 de junho, o novo serviço de streaming já ultrapassou 100 mil visualizações, atendendo ao público de diversas regiões do país.

De Crápula a Herói

Nesta semana, o #EmCasaComSesc exibe o clássico 'De Crápula a Herói', de Roberto Rossellini, vencedor do Leão de Ouro de Melhor Filme no Festival de Veneza em 1959. O filme se passa em 1943, na Itália, quando o vigarista e jogador Emmanuele Bertone finge ser coronel do exército para extorquir dinheiro de inocentes que desejam ajudar parentes que estão presos. Quando é preso também, aceita colaborar com a Gestapo, passando-se pelo General della Rovere, que seria líder da Resistência.

Manifesto

'Manifesto', do cineasta e multiartista alemão Julian Rosefeldt, trata dos históricos manifestos de arte e como estes podem ser aplicados à sociedade contemporânea. Estrelado por Cate Blanchett, o filme explora os componentes performáticos e o significado político de declarações artísticas e inovadoras do século XX, que vão dos futuristas e dadaístas ao Pop Art, passando por Fluxus, Lars von Trier e Jim Jarmusch.

Todos os Paulos do Mundo

Além disso, o público pode conferir também o documentário 'Todos os Paulos do Mundo', de Gustavo Ribeiro e Rodrigo de Oliveira, que mostra a carreira de Paulo José como ator, revista a partir de seus filmes, como os icônicos "Todas as Mulheres do Mundo" e "Macunaíma", passando ainda por "O Padre e a Moça", "Juventude" e "O Palhaço". Ícone do cinema brasileiro, a trajetória de Paulo José serve também como retrato de uma era no audiovisual do país.

Molly, a Monstrinha

Já a animação infantil 'Molly, a Monstrinha', de Matthias Bruhn, Michael Ekbladh e Ted Sieger, conta a história da pequena monstrinha Molly, que vive dias de ansiedade: assim que sua mãe colocou um novo ovo, Molly percebe que a chegada de um irmãozinho ou de uma irmãzinha era iminente. A monstrinha decide, então, sair em uma longa jornada, que a levará a diversos novos lugares, com o objetivo de compreender o novo papel que desempenhará em sua família que está crescendo.

Confira abaixo detalhes da programação do Cinema #EmCasaComSesc a partir de 09 de julho:

De Crápula a Herói
França e Itália | 1959 | Ficção | 132 min. 
Direção - Roberto Rossellini
Classificação - 14 anos


Em 1943, na Itália, o vigarista e jogador Emmanuele Bertone, finge ser coronel do exército para extorquir dinheiro de inocentes que desejam ajudar parentes que estão presos. Quando é preso também, aceita colaborar com a Gestapo passando-se pelo General della Rovere, que seria líder da Resistência. Vencedor do Leão de Ouro de Melhor Filme no Festival de Veneza.

Manifesto
Alemanha | 2017 | Drama | 98 min.
Dirrção - Julian Rosefeldt
Classificação - 12 anos


Os históricos manifestos de arte podem ser aplicados à sociedade contemporânea? É isso o que Cate Blanchett tenta responder ao explorar os componentes performáticos e o significado político de declarações artísticas e inovadoras do século XX, que vão dos futuristas e dadaístas ao Pop Art, passando por Fluxus, Lars von Trier e Jim Jarmusch.

Todos os Paulos do Mundo
Brasil | 2018 | Documentário | 80 min.
Direção - Gustavo Ribeiro, Rodrigo de Oliveira
Classificação - 14 anos


A carreira de Paulo José como ator é revista a partir de seus filmes, dos icônicos "Todas as Mulheres do Mundo" a "Macunaíma", passando ainda por "O Padre e a Moça", "Juventude" e "O Palhaço". Ícone do cinema brasileiro, a trajetória de Paulo José serve também como retrato de uma era no audiovisual do país.

Molly, A Monstrinha
Alemanha, Suíça, Suécia | 2016 | Animação | 70 min.
Direção - Matthias Bruhn, Michael Ekbladh, Ted Sieger
Classificação - livre


A pequena monstrinha Molly vive dias de ansiedade: assim que sua mãe colocou um novo ovo, Molly percebeu que a chegada de um irmãozinho ou de uma irmãzinha era iminente. A onstrinha decide, então, sair em uma longa jornada, que a levará a diversos novos lugares, com o objetivo de compreender o novo papel que desempenhará em sua família que está crescendo.

Serviço
Cinema #EmCasaComSesc
Toda semana, sempre a partir de quinta-feira, tem quatro novos filmes para streaming
Para mais informações e assistir clique aqui

Postar um comentário

0 Comentários