Sustenidos apresenta o resultado dos programas geridos pela instituição em 2019


Documento ratifica a importância da música como instrumento de inclusão e transformação

O Relatório Anual de Atividades 2019 apresenta um panorama de todos os programas geridos pela Sustenidos Organização Social de Cultura:
  • Projeto Guri
  • MOVE
  • Imagine Brazil
  • Ethno Brazil
O Projeto Guri - maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo -, por exemplo, atendeu quase 50 mil alunos, nos 337 polos administrados pela Sustenidos no interior e litoral (incluindo a Fundação CASA). O documento ratifica o compromisso da Organização em “promover, com excelência, a educação musical e a prática coletiva da música, tendo em vista o desenvolvimento humano de gerações em formação”.

A Sustenidos, especialista na implantação e gestão de políticas públicas de cultura, passou por um processo de transformação no passado. Antes chamada de Associação Amigos do Projeto Guri, a Organização mudou de nome com o objetivo de reforçar a identidade e expandir a capacidade de realização por meio de festivais, eventos, programas de intercâmbio e projetos que têm como objetivo potencializar as dimensões estética, afetiva, cognitiva, motora e social de crianças e jovens; garantir sua sociabilidade, além de promover o acesso à diversidade musical e artística.

Assim, a Sustenidos já nasce com experiência em gerenciar ações de forma descentralizada: desde 2004, comanda o Projeto Guri em mais de 280 municípios paulistas. Outra especialidade da Organização é a atuação em parceria com setores públicos e privados. Todas as práticas, atividades e parcerias seguem descritas no Relatório Anual de Atividades 2019, documento publicado no site da Organização. O material está disponível para download gratuito no computador e possui versão específica para celular (clique aqui).

Projeto Guri
Maior programa sociocultural brasileiro, o Projeto Guri tem também o maior capítulo do Relatório. O programa oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos gratuitos de iniciação musical, canto coral, luteria, tecnologia em música e instrumentos musicais como cordas dedilhadas e friccionadas, sopros, percussão, teclas, entre outros, para crianças, adolescentes e jovens entre 06 e 18 anos incompletos, e, no caso da Fundação CASA e nos Grupos de Referência, até 21 anos.

Dos alunos matriculados, o documento mostra que a distribuição por gênero é equilibrada, sendo 50,1% meninos e 49,9% meninas. Além disso, as crianças, na faixa etária entre 10 e 13 anos, representam a grande maioria, sendo cerca de 47,7% do total de Guris. Em relação à renda, 43,3% dos estudantes têm uma renda domiciliar per capita de até ½ salário mínimo.

Durante o ano, foram realizadas mais de duas mil e trezentas apresentações que contaram com a participação de mais de 100 mil alunos e um público de 402.990 pessoas. Apenas no período entre dezembro de 2018 e novembro de 2019, foram realizadas 846 atividades socioeducativas que mobilizaram mais de 20 mil estudantes, familiares, representantes de parcerias e comunidades locais.

O EmCena, encontro entre polos de uma ou mais regionais administrativas, que tem a finalidade de criar um intercâmbio de experiências artístico-pedagógicas entre alunos e educadores de diferentes cidades, movimentou mais de oito mil alunos em 72 eventos. E o Programa de Empréstimos de Instrumentos, Toca Mais, Guri, teve mais de 3,5 mil empréstimos em 2019.

Já os Grupos de Referência (GRs), implantados em 2010, que integra hoje 381 alunos de polos distintos do Projeto Guri em estágio avançado de aprendizado, participaram de 85 apresentações ao longo de 2019, com um público estimado de 27 mil presentes.

Com a finalidade de estimular a criação individual e coletiva dos Guris, a Sustenidos realizou a quarta edição do Concurso de Composição Cultural e recebeu mais 150 inscrições de estudantes e grupos matriculados nos polos de ensino do interior e litoral paulista, incluindo unidades da Fundação CASA.

A parceria com o projeto De Criança para Criança proporcionou aos estudantes a criação e composição de trilhas sonoras para animações. Ao todo, foram nove histórias com propostas instrumentais ou vocais distintas produzidas por Guris de variados polos de ensino.

Por meio de uma ação de intercâmbio, realizada em conjunto com a Music Crossroads Malawi, instituição que incentiva o potencial musical dos jovens, a Sustenidos trouxe ao País os integrantes do grupo Hear Us Children, de Lilongue, no Malawi (África). Além de exibir o musical “Mizumu”, que conta a história da África - evento este que foi aberto aos alunos e à comunidade e apresentado em três unidades do Sesc no Estado de São Paulo e no Museu Afro Brasil – o grupo realizou uma série de workshops para os Guris e profissionais do programa.

A Sustenidos também trabalhou eixos temáticos, Guri Participativo, Consciente e Inclusivo, por meio de ações complementares de educação e desenvolvimento social. Com isso, incentiva a autonomia, participação criativa, ativa, consciente e reflexiva dos Guris, em benefício do exercício de seus direitos, do fortalecimento da autoestima e da identidade individual e coletiva.

Essas práticas são pautadas em três pilares. O primeiro é o Guri Participativo, programa de fomento à autonomia e participação ativa de alunos. Por meio da ação, os profissionais do programa social estimularam a cooperação e ajudaram a aprimorar práticas que ampliaram os saberes individuais dos jovens. Cerca de 70% dos alunos apresentaram melhoras no desenvolvimento e na aprendizagem por meio das iniciativas.

O segundo é o Guri Consciente que incentiva ações sustentáveis, em prol do meio ambiente, e práticas que visam o exercício da cidadania, promovendo mudança de olhares, hábitos, usos e costumes, aprimorando a convivência coletiva, a qualidade de vida e a justiça social. Em 2019, 15% dos polos ofereceram aos alunos a possibilidade de planejar e promover ações musicais relacionadas à responsabilidade social e cidadania, gerando assim, práticas e participação criativa, ativa e reflexiva dos Guris.

O terceiro pilar é o Guri Inclusivo que considera a inclusão além das questões da deficiência e soma as temáticas de gênero, diversidade, raça e etnia. A Sustenidos cumpriu 100% da cota determinada pelo Ministério do Trabalho para contratação de profissionais com deficiência. A eficácia da inclusão, porém, não se limitou aos números e refletiu o cuidado da organização com o desenvolvimento de cada indivíduo por meio de ações em grupo - assim como ocorreu nas aulas coletivas nos polos de ensino do Projeto Guri.

Patrocinadores e apoiadores do Projeto Guri - Sustenidos: CTG Brasil; CCR AutoBAn; Instituto CCR; SulAmérica; VISA; Bayer; WestRock; Microsoft; Supermercados Tauste; Banco Votorantim; VALGROUP; Novelis; EMS; Capuani do Brasil; Faber-Castell; Pinheiro Neto; Santander; Raízen; BTP; Distribuidora Ikeda; Grupo Maringá; Instituto 3M; Supermercados Rondon; Frigol; Mercedes-Benz; Castelo Alimentos; ENEL; Grupo GR; Cipatex; Grupo Herval e Pirelli.

Para saber mais sobre o Projeto Guri clique aqui.

Ethno Brazil
A segunda edição do Ethno Brazil, festival que reúne jovens artistas de todo o mundo para um programa de imersão cultural, contou com a participação de 28 músicos de 10 países, com idades entre 18 e 30 anos. Seis músicos estrangeiros receberam bolsas integrais; e seis brasileiros foram isentos da taxa de inscrição. Durante 13 dias, os músicos participaram de oficinas, shows e vivências múltiplas e movimentaram um público de mais de mil espectadores nos espetáculos gratuitos.

MOVE
O programa de intercâmbio MOVE (Musicians and Organizers Volunteer Exchange), recebeu e enviou seis jovens músicos para o Malawi, Moçambique, Noruega e Brasil. Os selecionados puderam vivenciar novas culturas e experiências musicais, em contato direto com educadores, estudantes e profissionais da música.

Imagine Brazil
Já a quinta edição do Imagine Brazil, festival internacional de música, contou com a inscrição de 100 grupos e solistas. Sendo escolhidos 10 finalistas: 5 solistas, 1 duo e 4 gruposr. Em 2019, o festival teve uma média de 30% de participação de alunos ou ex-alunos do Projeto Guri.

Postar um comentário

0 Comentários