'Quase ninguém viu': livro é destaque da literatura infantil


O livro infantil “Quase ninguém viu”, da escritora e ilustradora Aline Abreu, recebeu recentemente o Troféu Monteiro Lobato de Literatura Infantil 2020 por excelência. Criado em 2012, o prêmio leva o nome daquele que é considerado o patrono da literatura infantil no Brasil. Tem como propósito condecorar a obra de autores, voltados para o público infanto-juvenil, que se destacam na difusão do hábito da leitura pela qualidade de suas obras.

Lançado em 2019, “Quase ninguém viu”traz questões que permeiam a existência do ser humano, entre as quais: de onde viemos? Quem são nossos pares e família? E quem estará sempre conosco? Todos esses questionamentos são feitos por um sapinho de bromélia. Quando se perde na mata ainda bebê o pequeno é acolhido por uma nova família com a qual vive feliz enquanto sente crescer o desejo de encontrar sua origem.

A escritora e ilustradora Aline Abreu. Foto - Fabrício Brenner

Antes mesmo de ser lançado, o projeto do livro ganhou, em 2016, o Prêmio João-de-Barro de livro ilustrado, objeto em que texto, imagem e projeto gráfico se relacionam sem que se possa dissociá-los. Desde que ingressou profissionalmente na literatura infantil, Aline, que também é professora universitária do curso de Artes Visuais da Faculdade Santa Marcelina, localizada na capital paulista, já contabiliza nove livros que demonstram seu olhar atento aos pequenos leitores. A autora destaca “Quase Ninguém Viu”, “Menina Amarrotada”, ambos da Jujuba Editora, “Este não é o presente que pedi”, da Editora Melhoramentos, "Cheirinho de Talco", Editora Autêntica, e seu último trabalho “Mágica: Nina e Ludovico”, também da Jujuba Editora.

Ficha técnica
Quase ninguém viu
Autora - Aline Abreu
Editora - Jujuba Editora
Páginas - 48
Preço - R$ 35,00
Para mais informações e comprar clique aqui

Postar um comentário

0 Comentários