Instituto de Cinema promove série de Lives LGBTQI+




Representatividade LGBTQI+ no audiovisual e Representatividade Trans e Cinema Queer serão os temas

No dia 29 de junho, às 18h, o Instituto de Cinema promoverá um bate papo com a produtora cultural Leona Jhovs, por meio de uma Live no Instagram. A convidada é mulher transfeminista e cineasta, e foi especialmente chamada para falar sobre a representatividade LGBTQIA+ no audiovisual.

Leona é atriz, diretora, roteirista, apresentadora, cantora e produtora cultural. Fundou a campanha Representatividade Trans Já, sendo uma das representantes do desfile de mulheres trans de Ronaldo Fraga, no São Paulo Fashion Week 2016, além de ser mestre de cerimônias do Prêmio Justiça para Todas e Todos Josephina Bacariça, da Ouvidoria Pública do Estado de São Paulo.

É cofundadora da Casa Chama - Organização civil de ações socioculturais com foco em artistas Transvestigêneres. Trabalhou em campanhas publicitárias, recebeu prêmio como melhor atriz por sua atuação no curta Lúcia, de Cristobal Hernandes, e foi recentemente indicada a melhor atriz, no 3° Festival de Cinema de Jaraguá do Sul.

O mediador da conversa será Yan Della Torre, Produtor, diretor e roteirista Especialista em Script Writing. Produziu filmes premiados como "Poente" e "Top 10 Lugares em SP". Além disso, é Ceo da Lavanda Films, produtora especificamente voltada ao cinema LGBTQIA+ desde 2011. A Live acontece dia 29 de junho, às 18h, pelo Instagram do Instituto de Cinema (clique aqui).


Já no dia 30 de junho, às 19h, o Instituto promoverá um bate papo com a atriz Renata Carvalho, uma das vozes mais atuantes na militância LGBTQIA+ e na pesquisa sobre o corpo trans no teatro, e foi especialmente chamada para falar sobre a representatividade trans e Cinema Queer.

Renata começou a cursar teatro, se destacando na atuação de papéis femininos em dramaturgias mundiais. Passou dez anos trabalhando como diretora teatral e agente de prevenção e assistência a travestis e transexuais de São Paulo. É fundadora do Coletivo T, voltado apenas a artistas transgêneros e participou da criação do Monart (Movimento Nacional de Artistas Trans), que luta pela representatividade em espaços da arte.

O mediador da Live será Bruno Carmelo, Mestre em Teoria de Cinema pela Universidade Sorbonne Nouvelle - Paris III, Crítico de cinema pelo AdoroCinema, membro da ABRACCINE (Associação Brasileira de Críticos de Cinema), editor do Papo de Cinema e professor de cursos sobre o audiovisual. Para participar dessa conversa, que acontece no dia 30 de junho às 19h, acesse o Instagram aqui.

Postar um comentário

0 Comentários