Projeto Teatros em Movimento disponibiliza espetáculos e faz bate-papo ao vivo

Núcleo Tumulto! de Investigação Cênica. Foto - Morbach Portella

Os grupos Teatro da Vertigem e Núcleo Tumulto! de Investigação Cênica encerram projeto com exibição de suas obras na íntegra

O projeto Teatros em Movimento disponibiliza na íntegra os vídeos dos espetáculos ‘Enquanto Ela Dormia’, do Teatro da Vertigem e ‘Pepe, o Hipopótamo’, do Núcleo Tumulto! de Investigação Cênica. Os vídeos ficam disponíveis de 28 a 31 de maio.

Contemplado na 9ª Edição do Prêmio Zé Renato da Secretaria Municipal da Cultura da Cidade de São Paulo, o projeto teve suas últimas atividades suspensas por causa da pandemia de Covid-19 no Brasil. Em razão disso, as ações on-line surgem para encerrar o ciclo de apresentações iniciado em fevereiro deste ano.

O projeto abrangeu a circulação de companhias teatrais, seus trabalhos e processos criativos pelas sedes de outros grupos em diferentes bairros da capital paulista, apostando na circulação dos espetáculos e no intercâmbio de procedimentos. Além de poder enriquecer a experiência dos grupos de teatro envolvidos, também se efetivou a oportunidade para que públicos de distintas regiões tivessem acesso à produção teatral de outros lugares da cidade.

Os dois grupos farão um bate-papo ao vivo, discutindo meios e modos de produção, dia 29 de maio, às 20h na página do YouTube do Núcleo Tumulto! de Investigação Cênica (clique aqui).

Núcleo Tumulto! de Investigação Cênica. Foto - Morbach Portella

O Núcleo Tumulto! de Investigação Cênica deu seus primeiros passos em outubro de 2013, quando um grupo de aprendizes egressos da SP Escola de Teatro se reuniu com o desejo de trabalhar junto. Os temas discutidos, desde os primeiros encontros, apontavam uma linha tênue por onde circular entre tabus e lendas urbanas, entre convicções políticas e visões de mundo diversas. Buscando as fricções e os deslocamentos temáticos e formais, o núcleo desenvolve pesquisa na criação de linguagem própria, sempre transitando entre narrativas reais e ficcionais.

Pepe, o Hipopótamo foi tirado à força de sua terra natal, transportado em condições precárias, vendido no mercado ilegal encarcerado. Tratado como bicho exótico ou peça de museu, foi exibido como artigo de luxo até a morte daquele que se dizia seu dono. Foi abandonado, passou fome, viu os vigias fugirem para outras terras e então resolveu fugir. Pepe, o hipopótamo, levou com ele sua companheira e, juntos, deram vida a um incontável número de filhotes que deixaram atrás de si um rastro de destruição e morte. Você pode pensar “e o que eu tenho com isso?”. Mas só até descobrir que o Pepe está crescendo bem perto de você.

Enquanto Ela Dormia. Foto - Mayra Azzi

O Teatro da Vertigem, sediado no bairro da Bela Vista, é uma companhia teatral brasileira criada em 1992 como um projeto experimental de pesquisa de linguagem da expressão representativa. O grupo, encabeçado pelo encenador Antônio Araújo, foi responsável pela pesquisa e criação de espetáculos em espaços não convencionais, realizador da Trilogia Bíblica formada por Paraíso Perdido, 1992, de Sérgio de Carvalho; O Livro de Jó, 1995, de Luís Alberto de Abreu; e Apocalipse 1,11, 2000, de Fernando Bonassi.

Enquanto Ela Dormia, é um espetáculo estreado em julho de 2017, com produção original do SESI-SP. O texto nasceu de um de seus programas, o Núcleo de Dramaturgia, voltado para novos dramaturgos e coordenado por Marici Salomão. Em 2018, a montagem foi indicada na categoria Cenografia no Prêmio Shell e fez, desde então, inúmeras apresentações por diversos bairros da capital paulista.

O espetáculo conta a história de Dora, personagem submetida a convenções sociais predominantemente formuladas pelo gênero masculino. Quando motivada por acontecimentos cotidianos, Dora traz à tona seus próprios traumas, frutos de uma sociedade patriarcal enraizada. O espetáculo aproxima o público do universo feminino ao demonstrar os abusos, violências e a constante marginalização social do gênero. O enredo desenvolve uma atmosfera dramática, que demonstra e reflete sobre questões da subjetividade da mulher.

Enquanto Ela Dormia. Foto - Mayra Azzi

A partir de uma pesquisa sobre a violência contra a mulher e as relações de poder entre os gêneros, o processo de criação da peça foi norteado por visitas às delegacias e pelas escutas de depoimentos de vítimas. O monólogo parte de uma linha cronológica das dores do feminino, como, por exemplo, os pés de lótus das mulheres chinesas e a expulsão da deusa Lilith do Paraíso.

Fichas Técnicas

Pepe, o Hipopótamo
Direção - Pablo Callazans dos Reis
Dramaturgia - Camila Damasceno
Elenco - Bruno Carboni, Carolina Portella, Cristiano Alfer e Gustavo Braunstein
Direção de arte - Flávio Morbach Portella
Sonoplastia - Bruno Carboni e Gustavo Braunstein
Produção - Jéssica Policastri
Assessoria de Imprensa - BMG Comunicação - Bruno Mourão Guzzo

Enquanto Ela Dormia
Diretora Artística - Eliana Monteiro
Texto - Carol Pitzer
Atriz - Lucienne Guedes
Diretor Técnico e Light Designer - Guilherme Bonfanti
Dramaturgismo - Antonio Duran
Figurinista - Marichilene Artisevskis
Cenografia - Marisa Bentivegna
Diretora de cena - Tete Rocha
Operadora de áudio - Nayara Konno
Operadora de vídeo - Aline Sayuri
Operadora de luz - Patricia Amorim
Produção Geral - Teatro da Vertigem
Fotos - Mayra Azzi
Assessoria de Imprensa - Márcia Marques | Canal Aberto
Espetáculo realizado a partir de produção original do SESI-SP
Texto original oriundo do projeto Núcleo de Dramaturgia SESI-SP

Serviço

Teatros em Movimento na Quarentena
Vídeos na íntegra - de 28 a 31 de maio

Enquanto Ela Dormia
Duração - 65 min.
Recomendação - 16 anos
Para assistir clique aqui

Pepe, o Hipopótamo
Duração - 90 min.
Recomendação - 16 anos
Para assistir clique aqui

Debate ao vivo
Tema - Modos e Meios de Produção
Com o Núcleo Tumulto! de Investigação Cênica
Data - 29 de maio
Horário - 20h
Para participar clique aqui

Postar um comentário

0 Comentários