Novelas: a cada duas semanas um clássico chega ao Globoplay

Beatriz Segall a vilã Odete Roitman em Vale Tudo. Foto - Globo/Bazilio Calazans

Da chegada da TV no Brasil até a era do streaming, as novelas se mantêm como gênero consagrado na cultura brasileira. A partir do dia 25 de maio, o Globoplay vai resgatar a cada duas semanas, sempre às segundas-feiras, um clássico da Globo que marcou época e que volta para ficar, para ser visto e revisto a qualquer momento e em qualquer lugar.

Desde novelas que jamais foram reprisadas até grandes sucessos exibidos no Vale a Pena Ver de Novo e no Viva. O investimento já contabiliza cerca de 50 títulos em processo de resgate, sendo 21 liberados para publicação.

Patrícia Pillar (Flora)) e Claudia Raia (Donatela em A Favorita. Foto - Globo/Frederico Rozario 

O Globoplay inaugura o projeto com um sucesso de João Emanuel Carneiro, “A Favorita”. Marcada pela rivalidade entre as personagens Flora (Patrícia Pillar) e Donatela (Claudia Raia) - que até o desfecho da trama intrigavam o público na conclusão de quem seria vilã e mocinha. Esta será uma oportunidade inédita para grande parte do público assistir à novela pela primeira vez em HD, já que em 2008, ano de sua exibição original, a maioria das TVs no Brasil não tinham resolução em alta definição.

Betty Faria em Tieta. Foto - Globo/Jorge Baumann

Depois de A Favorita, já estão definidas as cinco estreias seguintes:
  • Tieta (1989)
  • Explode Coração (1995)
  • Estrela-Guia (2001)
  • Vale Tudo (1988)
  • Laços de Família (2000)

Edson Celulari é Júlio Falcão em Explode Coração. Foto - Globo/Jorge Baumann

Também estão em processo de resgate, ainda sem data definida para publicação, títulos como:
  • Dancin’ Days (1978)
  • Pai Herói (1979)
  • Baila Comigo (1981)
  • Guerra dos Sexos (1983)
  • Vereda Tropical (1984)
  • A Gata Comeu (1985)
  • Roque Santeiro (1985)
  • Selva de Pedra (1986)
  • Sinhá Moça (1986)
  • Brega e Chique (1987)
  • Sassaricando (1987)
  • Bebê a Bordo (1988)
  • Fera Radical (1988)
  • Que Rei Sou Eu? (1989)
  • Top Model (1989)
  • Rainha da Sucata (1990)
  • Barriga de Aluguel (1990)
  • Meu Bem, Meu Mal (1990)
  • O Dono do Mundo (1991)
  • Felicidade (1991)
  • Vamp (1991)
  • Pedra Sobre Pedra (1992)
  • Fera Ferida (1993)
  • Renascer (1993)
  • Quatro Por Quatro (1994)
  • Tropicaliente (1994)
  • A Viagem (1994)
  • A Próxima Vítima (1995)
  • História de Amor (1995)
  • O Fim do Mundo (1996)
  • A Indomada (1997)
  • Torre de Babel (1998)
  • Força De Um Desejo (1999)
  • Terra Nostra (1999)
  • Porto dos Milagres (2001)
  • O Clone (2001)
  • Chocolate Com Pimenta (2003)
  • Mulheres Apaixonadas (2003)
  • Cabocla (2004)

Esses títulos se somam a outros 91 já disponíveis no Globoplay, como O Rei do Gado (1996), Por Amor (1997), O Cravo e a Rosa (2000), Senhora do Destino (2004), Caminho das Índias (2009) e Avenida Brasil (2012). E a partir do dia 25 de maio, outra novidade para os fãs de novela: todos os primeiros capítulos de todas as novelas estarão abertos para não assinantes.

Reynaldo Gianecchini é Edu, Carolina Dieckmann é Camila e Vera Fischer vive Helena em Laços de Família. Foto - Globo/Roberto Steinberger

“As novelas são parte da memória afetiva do brasileiro. A liberação do primeiro capítulo de todas as obras do nosso acervo vai permitir aos nossos usuários, inclusive os não assinantes, se conectarem com a própria história. Quem nunca se lembrou de uma passagem da infância ou da juventude ao ouvir a trilha sonora ou ao rever uma cena de uma novela clássica?”, pontua Ana Carolina Lima, head de Conteúdo do Globoplay.

Para promover a volta desses clássicos, a campanha veiculada na TV e nas mídias sociais será embalada pela trilha sonora de “O Portão”, do Roberto Carlos, numa rara liberação de uma canção do Rei para campanhas publicitárias.

Postar um comentário

0 Comentários