Teatros e espaços culturais independentes pedem auxílio para evitar falência

Foto - Divulgação

Uma petição com cerca de 70 Teatros e Espaços Culturais Independentes, da cidade de São Paulo, solicita atenção das esferas governamentais para evitar o colapso e a falência destes que, desde o decreto governamental, estão com as atividades paralisadas pela pandemia do covid-19.

Os Teatros e Espaços Culturais foram os primeiros a terem suas portas fechadas, e, no entanto, os custos fixos de manutenção (aluguel, IPTU, pessoal, água e Luz, telefonia e Internet e outros) continuam, mas, sem nenhuma previsão de receita. Os custos para manter um espaço, de pequeno a médio porte (de 20 a 600 lugares), pode variar de 12 a 100 mil reais mensais, mesmo o estabelecimento estando fechado.

Num consenso destes deficitários Administradores, Gestores e Diretores de teatros e espaços culturais, foi redigido um documento para que se avalie uma ação emergencial, por meio de auxílio financeiro, crédito especial, antecipação de recursos de leis de incentivo, e/ou isenção de impostos, principalmente com a liberação dos recursos contingenciados no FNC (Fundo Nacional de Cultura).

Eles entendem que a adesão ao confinamento para o combate ao coronavírus foi fundamental e ainda o é, porém, como pequenas, micros e médias empresas - algumas totalmente autônomas, fomentando e mantendo por conta própria suas casas de espetáculos, entraram em situação altamente vulnerável, e não se viram incluídos em decretos de lei até então, promulgados no âmbito das três esferas governamentais.

Principalmente porque a cultura é comprovadamente um dos segmentos que mais contribui para o desenvolvimento socioeconômico não só da cidade de São Paulo, mas, do estado e do país, movimentando aproximadamente vinte bilhões de receita, contribuindo relevantemente para além do entretenimento, com geração de empregos, inclusão social e formação profissional.

Alguns números aproximados que foram mapeados:

Teatros na cidade de São Paulo
  • 124 estabelecimentos
  • Funcionários diretos - 500 pessoas
Foto - Teatro Bibi Ferreira/Divulgação


Relação dos espaços e Teatros Independentes que solicitam um auxílio imediato:
  1. Espaço Cemitério de Automóveis
  2. Espaço Cênico da Memória
  3. Espaço Cia Amadodito
  4. Espaço Cia da Revista
  5. Espaço Cida do Feijão
  6. Espaço Cia Pessoal do Faroeste
  7. Espaço Cultural ENCENA
  8. Espaço dos Satyros
  9. Espaço Elevador
  10. Espaço Galpão do Folias
  11. Espaço Leão
  12. Espaço Núcleo Experimental
  13. Espaço Parlapatões
  14. Espaço Provocação Cultural
  15. Espaço Sobrevento
  16. Espaço Viga
  17. Teatro Ágora
  18. Teatro Aliança Francesa
  19. Teatro Bibi Ferreira
  20. Teatro Casa Agnaldo Silva
  21. Teatro Casa das Utopias
  22. Teatro Centro da Terra
  23. Teatro Commune
  24. Teatro Corinthians
  25. Teatro-D
  26. Teatro de Contêiner Mugunzá
  27. Teatro das Artes
  28. Teatro do Ator
  29. Teatro do Incêndio
  30. Teatro do Sol
  31. Teatro Espaço Ao Cubo
  32. Teatro Eva Wilma
  33. Teatro Fernando Torres
  34. Teatro Folha
  35. Teatro Frei Caneca
  36. Teatro J Safra
  37. Teatro Gamaro
  38. Teatro Garagem
  39. Teatro Gazeta
  40. Teatro Giostri
  41. Teatro Liberdade
  42. Teatro Escola Incenna
  43. Teatro Itália
  44. Teatro Jardim Sul
  45. Teatro Maria Della Costa
  46. Teatro Morumbi Shopping
  47. Teatro Nair Bello
  48. Teatro Next
  49. Teatro Novo
  50. Teatro Oficina
  51. Teatro Opus
  52. Teatro Paiol Cultural
  53. Teatro Pequeno
  54. Teatro Piccolo
  55. Teatro Pombas Urbanas
  56. Teatro Procópio Ferreira
  57. Teatro Renaissance
  58. Teatro Raposo Shopping
  59. Teatro Ruth Escobar
  60. Teatro Santo Agostinho
  61. Teatro TUCA
  62. Teatro TUSP
  63. Teatro UMC
  64. Teatro União Cultural
  65. Teatro Vento Forte
  66. Teatro Viradalata
  67. Teatro West Plaza

Postar um comentário

0 Comentários