Do ateísmo às terras de Nárnia: conheça as amizades de C. S. Lewis que influenciaram sua vida cristã


Clive Staples Lewis (1898 - 1963) ganhou notoriedade por meio da famosa série de livros As Crônicas de Nárnia, mas sua trajetória também foi marcada por diversos outros fatos e curiosidades interessantes. Até as pequenas peculiaridades foram importantes para Lewis se tornar um dos intelectuais mais relevantes que já existiram. Separamos algumas dessas situações, confira:

  • C. S. Lewis era filho caçula e foi descrito como uma “criança sonhadora” pelos seus pais, Albert James Lewis e Florence Augusta Lewis. Com apenas três anos de idade, simplesmente resolveu adotar o nome de “Jack” e foi reconhecido dessa forma, pela família e por amigos, até o fim de sua vida;
  • Com apenas 10 anos, Lewis viu sua mãe morrer de forma precoce. Essa tragédia fez com que o garoto se isolasse ainda mais da convivência com as outras crianças, buscando refúgio em suas histórias e fantasias infantis;
  • Lewis e seu irmão Warren eram diferentes dos adolescentes da época, pois não demonstravam interesse pelas novidades e inovações provenientes da época. Passando a maior parte do tempo em bibliotecas, Warren e Clive se dedicavam à leitura de livros clássicos;
  • Mesmo com uma criação seguindo as tradições da Igreja da Irlanda, Lewis se tornou um ateu convicto na altura da sua adolescência, voltando a professar a fé cristã apenas na vida adulta. Um grande escritor e amigo de Lewis foi fundamental nesse processo;
  • O amigo de Lewis que o ajudou a voltar ao cristianismo foi nada mais nada menos que J. R. R. Tolkien (autor de O Senhor dos Anéis). Os dois integraram o corpo docente da Faculdade de Língua Inglesa da Universidade de Oxford e estiveram à frente do grupo informal de discussão e colaboração literária chamado The Inklings;
  • Outro grande amigo de Lewis foi Paddy Moore, soldado irlandês que conhecera durante o serviço militar na Primeira Guerra Mundial. Lewis e Paddy se tornaram tão próximos que fizeram uma promessa: caso algum deles morressem em combate, o outro tomaria conta da família do falecido. Paddy morreu e Lewis cumpriu a sua promessa, se tornando amigo da família Moore até o fim de sua vida.

Em A vida de C. S. Lewis: do ateísmo às terras de Nárnia, obra relançada pela Editora Mundo Cristão, é possível entender toda essa rica trajetória do escritor. Além das grandes histórias de Lewis, o autor Alister McGrath, um dos maiores teólogos da atualidade, traz detalhes minuciosos e uma visão crítica dos escritos desse pensador.

Sobre o autor
Alister McGrath é um dos principais teólogos cristãos da atualidade. Ele trabalha no King’s College, em Londres, como diretor do Centro de Teologia, Religião e Cultura e como professor de Teologia, Ministério e Educação. Antes de se mudar para essa instituição, McGrath foi professor de Teologia Histórica na Universidade de Oxford. Sua capacidade intelectual e seu vasto domínio das Escrituras permitem que trafegue por diferentes gêneros, da ficção à teologia sistemática, passando por obras de apologética e biografia, numa extensa e rica produção literária.

Ficha técnica
A vida de C. S. Lewis: do ateísmo às terras de Nárnia
Autor - Alister McGrath
Páginas: 424
Preço: R$ 59,90
Para mais informações ou comprar clique aqui

Postar um comentário

0 Comentários