Oscar 2020: filme brasileiro sobre Humberto Mauro na corrida de Melhor Documentário


Humberto Mauro - O Cinema é Cachoeira, é um filme documentário sobre o cineasta pioneiro do cinema brasileiro e marca a estreia de seu sobrinho-neto André Di Mauro como diretor de longas-metragens


O premiado filme Humberto Mauro de André Di Mauro que conta a história do legendário cineasta considerado “o pai do cinema brasileiro” está entre os filmes selecionados que disputarão a indicação para o Oscar 2020 na categoria Melhor Filme Documentário de Longa-metragem.

O filme sobre o Chaplin brasileiro foi o representante do Brasil no 75º Festival de Cinema de Veneza. Tem feito enorme sucesso nos festivais internacionais e nacionais como Festival de Cinema de Rotterdam, Festival de Cinema de Havanna, Play-Doc na Espanha onde ganhou o prêmio máximo de Melhor Filme entre outros.

Frame do filme Primavera da Vida de 1926
Nesta última semana no dia 12 de novembro de 2019 a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood anunciou que foram selecionados 159 longas-metragens na corrida ao Oscar 2020 de Melhor Documentário na 912ª edição dos Óscares e o filme Humberto Mauro é um dos filmes que está na disputa.

O filme estreou no dia 05 de setembro de 2018 no 75º Festival Internacional de Cinema de Veneza, fez parte da seleção oficial da mostra Venezia Classici e foi indicado ao Leão de Bronze - Prêmio de Melhor Filme Documentário. A estréia no Festival teve um significado bastante especial já que exatamente 80 anos antes, em 1938, o cineasta Humberto Mauro esteve em Veneza e participou do festival com o longa O Descobrimento do Brasil representando um marco histórico já que foi a primeira vez que o cinema brasileiro participou de um evento internacional de cinema.

Frame do filme O Descobrimento do Brasil de 1937
A partir desta seleção oficial para o 75º Festival Internacional de Cinema de Veneza o filme Humberto Mauro ganhou maior visibilidade e interesse em nível internacional e nacional. Foi convidado para participar de outros importantes festivais de cinema internacionais como 48º Festival Internacional de Cinema de Roterdam (Holanda), 15º Play-doc International Documentary Film Festival (Espanha) conquistando o “Prêmio de Melhor Filme”, 40º Festival Internacional del Nuevo Cine Latinoamericano (Cuba), 10º Cinema Verite Iran International Documentary Film Festival (Irã) e 9ª Mostra Brasil em Munique (Alemanha).

No Brasil teve sua première nacional no 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, participou da 42ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, do 20º Festival de Cinema do Rio (Première Brasil) entre outros. E foi um dos 12 filmes brasileiros que disputaram a vaga para representar o Brasil no Oscar 2020 na categoria “Melhor Filme de Língua Estrangeira”.

Humberto Mauro no set de filmagem
E, como foi citado acima, agora o filme Humberto Mauro está entre os filmes anunciados pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood que concorrerão ao Oscar 2020 de “Melhor Filme Documentário de Longa-Metragem”.

O cinema precisa deste documento e Humberto Mauro precisa ser redescoberto por aqueles que já conhecem parte de sua biografia e seu caminho e totalmente descoberto por novas gerações que foram educadas sob a égide da indústria da mídia, a multiplicação de mensagens e fontes e a presença progressiva e dominante da Internet e das redes sociais na vida dos grandes coletivos humanos.

Frame do longa Humberto Mauro
As mesmas gerações, especialmente no campo do cinema, estão integradas em um mercado determinado por gostos cada vez mais condicionados por uma estética padrão e pelo blockbuster cinema show. Nesse sentido, e à sua maneira, o diretor Humberto Mauro é uma figura extremamente significativa na história do cinema.

O fascínio pelos segredos por trás das câmeras amplia os espaços para essa homenagem, que abordará tanto Humberto Mauro quanto o novo renascimento do cinema brasileiro. A importância de produzir um documentário sobre a vida e obra do diretor Humberto Mauro é inerente à história do cinema. Além de inspirar várias gerações de diretores no Brasil, seus filmes promoveram a cultura brasileira em todos os aspectos. Sua arte sempre refletiu seu país e a vida da população, estimulando a identidade cultural tão importante para o desenvolvimento de uma nação.

Considerado pelo escritor e historiador francês Georges Sadoul um dos mais importantes pioneiros do cinema latinoamericano e do cinema mudo do mundo, Mauro inspirou várias gerações de diretores. O diretor brasileiro Glauber Rocha disse que ele foi "o fundador do cinema brasileiro e o grande precursor do movimento conhecido como Cinema Novo".

Quando perguntavam a Humberto Mauro qual seria sua definição para o cinema ele dizia: o cinema é cachoeira.

Frame do longa Humberto Mauro
Sinopse

Um documentário-tributo ao cineasta Humberto Mauro considerado o pioneiro do cinema brasileiro e latino-americano. O filme mostra a vida de Humberto Mauro por meio de seus filmes. Apresenta uma narrativa sensorial cujo fio condutor é uma entrevista gravada com Mauro nos anos 60 onde ele manda mensagens para o futuro. O filme Humberto Mauro é um amplo painel dinâmico e humano sobre a criatividade e o cinema de Mauro, expondo as incomuns soluções técnicas para fazer seus filmes e a luta diante das adversidades inerentes ao pioneirismo no início do século XX em uma pequena cidade no interior do Brasil.

Sobre o Diretor

André Di Mauro tem um histórico multidisciplinar que inclui trabalhos como escritor, diretor, produtor e ator. Trabalha na área audiovisual desde o início dos anos 90. Foi o criador do primeiro Curso de Cinema de Nível Superior da Cidade do Rio de Janeiro na Universidade Estácio de Sá onde trabalhou como Diretor Acadêmico por dez anos. André dirigiu diversos curtas metragens e projetos independentes para televisão e VOD.

Em 2018, seu curta-metragem, o documentário Moon Effect, recebeu o prêmio de “Melhor Curta-metragem Documentário” no Canadá Independent Film Festival. Em 2018 dirigiu seu primeiro longa-metragem o filme Humberto Mauro.

Confira o trailer do longa:



Ficha Técnica
Produção - DiMauro Filmes
Co-produção - Canal Brasil
Elenco - Humberto Mauro e Zequinha Mauro
Direção, Argumento e Roteiro - André Di Mauro
Coroteirista - Marcos Pimentel
Produtor - André Di Mauro
Produção Executiva - Laise Nascimento
Direção de Produção - Liége Müller
Assistente de Produção - Daniel Barbosa
Produtor de Finalização - Federico Bardini
Montagem - André Di Mauro e Renato Valone
Edição de Som - Visom Digital
Mixagem - Alexandre Jardim (CTAV)
Construção Sonora - Renato Valone
Som Direto - Bruno Espírito Santo
Distribuição - DiMauro Filmes
Agente de Vendas Internacionais - House Of Film
Patrocínio - Energisa
Apoio Cultural - CTAV - Centro Técnico Audiovisual do Rio de Janeiro | SAV/Minc; Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais; Cinema do Brasil; Apex do Brasil; Cinecolor Digital e Visom Digital.

Postar um comentário

0 Comentários