Inspirado em conto de Clarice Lispector, a companhia Ateliê Voador estreia o musical A Mulher que Matou os Peixes

Em cena a cantora Maira Lins. Foto - Heder Novaes
A peça aponta os momentos da vida compostos por alegrias e tristezas, perdas e ganhos, idas e vindas. Na trilha, o disco Arca de Noé, de Vinícius de Moraes e Toquinho, ganha versões revisitadas com ritmos nordestinos. O espetáculo estreia na mostra MiriM no CCBB SP

A primeira edição da MiriM - Mostra Nacional de Teatro para Crianças Grandes e Pequenas trouxe, desde setembro, companhias teatrais de vários estados do Brasil para temporadas gratuitas na área externa do CCBB São Paulo. A Mulher que Matou os Peixes, do grupo Ateliê Voador (Salvador/BA), é o próximo, e último, grupo a se apresentar no período de 22 de novembro a 15 de dezembro de 2019.

A peça, uma pop-bossa samba'n'roll, conta a história de um crime, a morte de dois peixes vermelhinhos, mas tudo narrado em um jogo delicioso e de extrema sensibilidade para concluir que a falha, o lapso, o erro e o esquecimento são inerentes a todos nós, homens e mulheres. A partir do original de Clarice Lispector, a encenação ganha roupagem de um pequeno musical e apresenta a cantora Maira Lins, que nos convida a pensar no movimento da própria vida que é composto de alegrias e tristezas, perdas e ganhos, idas e vindas.

A Mulher que Matou os Peixes. Foto - Heder Novaes
Sobre o espetáculo, o curador da mostra Dib Carneiro Neto adianta: “A Mulher que Matou os Peixes, do grupo Ateliê Voador (Salvador/Bahia), parte de um conto da escritora Clarice Lispector para discutir a morte e a necessidade de aceitar que todos nós erramos. No espetáculo, o disco Arca de Noé, de Vinícius de Moraes e Toquinho, ganha versões revisitadas com ritmos nordestinos”.

Ficha Técnica
Grupo Ateliê Voador - Salvador - Bahia
Dramaturgia - Djalma Thürler (a partir de Clarice Lispector, Vinícius de Moraes e Toquinho)
Direção - Djalma Thürler
Atuação - Maira Lins
Arranjos Musicais - Roberta Dantas
Cenografia - José Dias
Figurino - Luiz Santana
Adereços - Flávia Bomfim
Confecção Adereços - “Grupo Bordar os Sonhos, de Sussuarana”
Iluminação / Ass. Direção - Marcus Lobo
Direção de Produção - Duda Woyda e Rafael Medrado
Produção Executiva - Nany Oliveira
Assessoria de Imprensa - Rafael Brito
Design Visual - Giovanni Rufino

Sobra a MiriM

Ovelha Negra - Cia Pequod - Rio de Janeiro/RJ. Foto - José Roberto Crivano 
MiriM - Mostra Nacional de Teatro para Crianças Grandes e Pequenas está em sua primeira edição, e trouxe espetáculos de diversos estados do Brasil para apresentações na área externa do CCBB São Paulo. Mais de 2 mil pessoas já assistiram aos trabalhos e participaram das oficinas.

Com curadoria do jornalista e crítico de teatro infantil Dib Carneiro Neto e idealização de Jota Rafaelli e Rafael Petri, da MoviCena Produções e patrocínio do Banco do Brasil, a MiriM também traz oficinas mediadas pelos grupos e uma Mesa de Debates dia 20 de novembro, quarta-feira, 11h, sobre teatro infantil e jovem com o curador Dib Carneiro Neto, com Antonio Carlos Bernardes, do CBTIJ - Centro Brasileiro de Teatro para a Infância e Juventude e integrantes das companhias Rococó Produções e Grupo Ateliê Voador.

Pedro Malasartes e O Couro Misterioso - Grupo Teatro Faces - Primavera do Leste/MT. Foto - Fred Gustavos
Toda a programação tem entrada franca e é aberta ao público. Segundo Dib, um dos objetivos centrais é oferecer ao público a oportunidade de conhecer um panorama da produção das artes cênicas para crianças fora da capital paulista - as companhias convidadas são da Bahia, Mato Grosso, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Já passaram pela mostra os espetáculos Ovelha Negra, da Cia Pequod (Rio de Janeiro/RJ), Pedro Malasartes e O Couro Misterioso, do grupo Teatro Faces (Primavera do Leste/MT) e Era Uma Vez: Contos, Lendas e Cantigas, da Rococó Produções (Porto Alegre/RS).

Para os idealizadores, é uma oportunidade para que a cidade de São Paulo tenha acesso a temporadas mais extensas de peças infantojuvenis fora do circuito capital/interior paulista, além de seu formato possibilitar um maior alcance do público.

Era Uma Vez: Contos, Lendas e Cantigas - Rococó Produções - Porto Alegre/RS. Foto - Rodrigo Kão
“Na MiriM, cada companhia realiza entre 7 e 10 apresentações, gratuitamente, no Centro e a céu aberto, fatores que facilitam o acesso das apresentações”, reforçam. Os produtores lembram que a mostra fomenta o intercâmbio com companhias de fora do Estado, o que fortalece vínculos entre companhias brasileiras e possibilita que as pessoas tenham cada vez mais acesso à trabalhos que lidam com linguagens teatrais diversas e que traduzem muito da cultura regional do lugar de onde vem as montagens.

Ficha Técnica

MiriM - Mostra Nacional de Teatro para Crianças Grandes e Pequenas
Patrocínio- Banco do Brasil
Realização - Centro Cultural Banco do Brasil
Idealização - MoviCena Produções
Produção Geral - Jota Rafaelli
Produção Executiva - Rafael Petri
Curadoria - Dib Carneiro Neto
Assistente de Produção - Mateus Fávero
Técnico Geral Responsável - Caike Souza
Designer Gráfico - Gabriel Victal
Registro em Foto - Fellipe Oliveira
Registro em Vídeo - Marcos Yoshi
Assessoria de Imprensa - Canal Aberto Assessoria de Imprensa

Serviço

A Mulher que Matou os Peixes
Temporada - de  22 de novembro a 15 de dezembro
Horário - sábados e domingos às 15h30
Sessão extra - 06 de dezembro -sexta-feira
Horário - 15h30
Duração - 60 minutos
Classificação - livre

Workshop com o grupo Ateliê Voador
Data -  07 de dezembro - sábado
Horário - 10h

Mesa de Debate
Teatro para Crianças e Jovens: Temas, Linguagens e Reflexões
Com Dib Carneiro Neto, Antonio Carlos Bernardes e integrantes da Rococó Produções e do Grupo Atêlie Voador.
Data -  20 de novembro - quarta-feira
Horário - 11h

MiriM - Mostra Nacional de Teatro para Crianças Grandes e Pequenas
Data - até 15 de dezembro

Local - Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo
Endereço - Rua Álvares Penteado, 112 - Centro - São Paulo (acesso ao calçadão pela estação São Bento do Metrô)
Mais informações 11 3113-3651/3652 ou clique aqui

Postar um comentário

0 Comentários