Festival de Arte e Cultura de São Paulo promove programação multicultural

Foto - Coletivo Pink / Site
Jogando luz sobre a causa do Outubro Rosa, acontecem oficinas, shows, peças, contação de histórias, filmes, exposições, dentre uma série de outras atividades abertas, sempre promovidas por mulheres

No período de 01 a 20 de outubro, o Festival de Arte e Cultura de São Paulo ocupa a Casa das Rosas para uma programação especial montada em torno do feminino e do Outubro Rosa. Promovida pelo Coletivo Pink, programação busca a diversidade oferecendo do popular ao erudito, passando pelas oficinas, de trabalhos manuais, de amarração de lenços para as cabeças, escrita criativa, até shows ao ar livre, de samba, choro, ópera, forró, dentre outros.

“Esta é a primeira edição de um projeto muito rico de democratização do acesso à cultura por meio de uma programação essencialmente feminina”, explica Camila Alves, produtora executiva do Festival de Arte e Cultura de São Paulo. “Casar os dias de festival com a causa do Outubro Rosa faz muito sentido pois estamos 100% voltadas para a valorização da mulher e do universo feminino”, completa.

O Festival de Arte e Cultura de São Paulo é patrocinado pela Pfizer e pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Rouanet e integra a programação do Coletivo Pink, que traz serviços gratuitos, intervenções artísticas e atividades educativas sobre o câncer de mama para a Casa das Rosas em outubro 2019.

Como participar

No site (clique aqui) é possível conferir a programação completa e preencher os formulários de inscrição para as diferentes oficinas que exigem reserva de horário ou dispõem de vagas limitadas. Essas atividades estão divididas em três semanas temáticas, totalmente alinhadas com o propósito de resgatar o olhar integral sobre a doença e o ser humano paciente. Conheça, abaixo, alguns destaques:

Foto - Divulgação
Shows

Os principais gêneros musicais estão contemplados na programação do Outubro Rosa deste ano na Casa das Rosas. Desde os ritmos mais tradicionais brasileiros, como o choro, o samba, o forró, o baião, o maxixe e a bossa nova até a sofisticação do jazz e da ópera. Serão seis shows gratuitos apresentados por mulheres afinadíssimas e de muito talento.

Data - 04 de outubro - sexta-feira
Local - Varanda
Horário - 18:00

Com a cantora Priscila Amorim à frente, o projeto Samba na Moringa nasceu na garagem de sua casa, mas, em pouco tempo, o espaço ficou pequeno e hoje é apresentado em vários espaços e bares da Vila Madalena. Neste show ela trará seu repertório de sambas refinados onde os principais compositores brasileiros estarão presentes em arranjos sofisticados.

Data - 06 de outubro - domingo
Local - Jardins
Horário - 15:00

Foto - Divulgação
As Choronas, formado por Ana Cláudia Cesar (cavaquinho), Paola Picherzky (violão 7 cordas), Maicira Trevisan (flauta) e Miriam Capua (percussão), comemora seus 25 anos de trajetória profissional com um show em homenagem às mulheres e promete comover o público tocando ritmos próprios da música brasileira: choro, baião, maxixe e samba.

11 de outubro - sexta-feira
Local - Varanda
Horário - 18:00

Jovem soprano de carreira brilhante, Marly Montoni estreou no Teatro Municipal de São Paulo em 2017 como Leonora, em Fidelio, de Beethoven. Integrou o elenco estável do Theatro São Pedro onde interpretou vários papéis. Para este recital, Marly, acompanhada pelo pianista Edson Piza, interpretará árias e canções de Puccini, Bizet, Gershwin, entre outros, mostrando os diferentes papéis que a mulher desempenhou no universo da ópera.

Data - 13 de outubro - domingo
Local - Jardins
Horário - 15:00

Idealizado pela saxofonista Paula Valente e pela pianista Lis de Carvalho, o grupo Jazzmin estreou com grande sucesso em 2017 com a proposta de unir apenas mulheres instrumentistas a uma nova e refinada experiência timbrística. Seu repertório é voltado à música popular sem fronteiras, principalmente o jazz e a música brasileira. Jazzmin Combo é formado por Paula Valente, sax e flauta, Lis de Carvalho, teclado, Gê Cortes, baixo e Priscila Brigante, bateria.

Data - 18 de outubro - sexta-feira
Local - Varanda
Horário - 18:00

O grupo Samba de Rainha, composto por 7 mulheres, interpreta músicas que retratam a participação da mulher no cenário musical, reverenciando aquelas que se tornaram ícones no gênero, seja como compositoras, intérpretes ou inspiradoras. “Samba de Rainha canta as Rainhas do Samba” é um projeto que pretende contar um pouco da história do samba através das mulheres que fizeram e fazem parte dela.

20 de outubro - domingo
Local - Jardins
Horário - 15:00

Foto - Divulgação
O grupo Pé de Manacá é composto por cinco jovens forrozeiras reunidas desde 2017, trazendo uma sonoridade que combina a rabeca ao conjunto de vozes femininas. Seu repertório passeia por referências como Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Anastácia, Sivuca, Marinês, Trio Nordestino, Mestre Luiz Paixão, Gilberto Gil, entre outras. O Pé de Manacá traz Sofia Baroukh, violão, Nina B Lucato, percussão, Maria Vitória, percussão, Alice Vaz, zabumba e Luana Caroline, rebeca.

Oficinas

1ª semana - de 01 a 06 de outubro

Meu corpo em cena - Da prevenção do câncer ao enfrentamento da doença

Algumas atividades
  • Automaquiagem: É mais do que estética, é fortalecer a autoestima. Técnica, dicas e empoderamento feminino.
  • Crochê livre: Intervenção poética em crochê: O que faz você florir?
  • É tempo de vivenciar o crochê como uma jornada, experimentar o imprevisto, deixar a criatividade fluir, tecer o próprio processo criativo.

Oficina de Flores: alimento e inspiração

As flores podem ser comestíveis, compondo chás e receitas, mas também podem deixar um ambiente mais bonito e perfumado. A versatilidade dessa verdadeira obra-prima da natureza é o destaque dessa oficina, que traz técnicas para cozinhar com flores, secar ou criar arranjos poéticos.

Oficina de ervas medicinais: plantinhas poderosas em uma rotina de autocuidado, para aprender a produzir travesseiros, chás, incensos e sais.

Impressão em lenços com flores: Matérias-primas cotidianas, como açafrão, folhas de eucalipto e folhas de rosas, vão compor estampas para a produção de lenços artesanais, formando peças únicas.

Aula coletiva de ioga no jardim da casa: um estímulo para o combate ao sedentarismo, fator de risco para o câncer de mama.

2ª semana - de 08 a 13 de outubro


Pensando e Racionalizado sobre câncer de mama e metástase - Mente e informação

Algumas atividades
  • Escrita Criativa: Escrever-se a partir de experiências pessoais, como forma de experimentar, destravar e elaborar.
  • Bordado na Fotografia: Aquela fotografia inspiradora, que retrata um momento inesquecível, pode se tornar um objeto mais único ainda.
  • Livros Bordados: Um livro de memórias é um objeto especial para anotar o que é importante para você: podem ser os detalhes de uma viagem, frases, recados ... O importante é que cada caderno produzido será uma peça única, refletindo a energia criativa de cada participante.
  • Oficina de Fotografia para Celular: A melhor câmera é aquela que está com você quando algo de bom acontece! Técnicas e truques para extrair o melhor ângulo e aproveitar todos os recursos dessa super câmera portátil.
  • Imagine e Desenhe: Ouvir mulheres e interagir com elas, criando um marcador de página com o rosto de cada uma e usando frases de estímulo ao amor-próprio.

3ª semana - de 15 a 20 de outubro

Emoções e saúde - Qual é o impacto desse aspecto na recuperação da paciente?

Algumas atividades
  • Oficina de Feltragem: Técnica com pigmentos naturais em lã colorida, permitindo a criação de várias peças delicadas.
  • Macramê, tecer com as mãos: essa tecelagem manual, em que os próprios dedos vão cruzando fios que se prendem por nós, é capaz de produzir formas decorativas inspiradoras, com cruzamentos geométricos e franjas.
  • Cala Boca Já Morreu: Experiência de conversação e arte com as visitantes, que são convidadas a dizer aquilo que não pode mais ser calado, enquanto a artista Ana Teixeira materializa esse discurso em obras pessoais.
  • Danças circulares: Uma vivência integrativa, para sentir a força do coletivo e celebrar a união.

Todas as semanas

Corte de cabelo solidário
Quem tem fios de pelo menos 15 cm de comprimento poderá ter a chance de fazer uma paciente mais feliz.

Artes Cênicas

Circo Choque Rosa
Quatro palhaças são obrigadas a se aventurar no tão temido mundo Fora, um lugar que não foi feito para elas, onde mulher nenhuma pode se aventurar. Será?

Contação de histórias com Kiara Terra
Dinâmica colaborativa em que os participantes são convidados a partilhar histórias vividas, experimentando a sensação de empatia e pertencimento a partir do momento em que as diferentes narrativas se encontram.

Cinema no jardim
Curadoria de filmes ligados ao universo feminino e às reflexões relacionadas à temática em discussão.

Sobre o Coletivo Pink

Com a participação das principais associações de pacientes oncológicos do País, o Coletivo Pink é o resultado de muitas vozes. Instituto Oncoguia, Instituto Vencer o Câncer (IVOC), Amor e União Contra o Câncer (AMUCC), Fundação Laço Rosa, Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama), Instituto da Mama do Rio Grande do Sul (Imama), Fundação Nossa Casa, Meninas do Peito, Todos Juntos contra o Câncer (TJCC) e Instituto Frida Galera, juntamente com a Pfizer, se uniram novamente com o firme propósito de fazer a diferença neste Outubro Rosa.

Serviço

Projeto Coletivo Pink - Por um Outubro Além do Rosa
Data - de 01 a 20 de outubro
Horário - terça-feira a sábado das 10 às 22h e domingos das 10h às 18h
Local - Casa das Rosas
Endereço - Avenida Paulista, 37 - Bela Vista - São Paulo - próximo ao Metrô Brigadeiro
Mais informações e inscrições aqui

Nenhum comentário