A História de Nós 2 reestreia em curta temporada

Alexandra Richter e Mouhamed Hafouch. Foto - Crica Richter
Para comemorar 10 anos em cartaz e prestes a virar filme, a peça reestreia dia 11 de outubro no Teatro Porto Seguro


Depois de 10 anos, 800 mil espectadores, turnê por mais de 30 cidades no país e indicação aos Prêmios Shell e APCA de melhor texto, a comédia romântica A História de Nós 2 reestreia em curta temporada dia 11 de outubro, às 21 horas, no Teatro Porto Seguro.

Com Alexandra Richter e Mouhamed Hafouch no elenco, o espetáculo traz emoção e romance para retratar as diferentes facetas de um casal recém-separado. O texto é de Lícia Manzo, responsável pela próxima novela das nove na TV Globo, e a direção é do premiado Ernesto Piccolo.

Na peça, Edu é um homem dividido entre o desejo de ascender profissionalmente, a vontade de manter um casamento e o sonho de ser eternamente livre. Já Lena, é uma mulher ”partida” entre carreira, maternidade e paixão.

Dois personagens, que, em cena se transformam literalmente em seis: Edu, Duca, Carlos Eduardo, Lena, Mammy e Maria Helena, dando corpo e voz às diferentes facetas de um mesmo homem e uma mesma mulher. Humor e romance são os ingredientes principais do texto.

A relação instável do casal tem como ponto de partida os diferentes desejos e perspectivas de vida dos personagens. Enquanto Edu se divide entre a busca pela ascensão profissional, a vontade de manter um casamento e o sonho de ser eternamente livre, Lena tenta se doar igualmente à carreira, maternidade e paixão.

Dois personagens, que, em cena, embarcam numa sequência de flashbacks e se transformam literalmente em seis: Edu, Duca, Carlos Eduardo, Lena, Mammy e Maria Helena, dando corpo e voz às diferentes facetas de um mesmo homem e uma mesma mulher.

A produção é da Turbilhão de Ideias, empresa de Gustavo Nunes, sediada no Rio de Janeiro, que só este ano já montou aqui em São Paulo quatro espetáculos - Meu Quintal é Maior que o Mundo (direção de Ulysses Cruz, com Cássia Kis), Perfume de Mulher, (direção de Walter Lima Jr. e Gabriela Duarte no elenco), Simples Assim (com Julia Lemmertz, Georgiana Goes e Pedroca Monteiro, direção de Ernesto Piccolo) e Isso que é Amor (direção de Ulysses Cruz, com canções de Luan Santana).

Foto - Crica Richter
Sobre os atores

Alexandra Richter, também coprodutora do espetáculo, foi quem encomendou a peça à autora, que lhe apresentou o texto. “Me apaixonei pela peça e, junto com Lícia, Neco e Gustavo montamos o que chamo de projeto da minha vida.” Marcelo Valle e Bruno Garcia já interpretaram o personagem Edu.

Formada em Artes Cênicas pela Escola de Teatro Martins Pena (RJ), participou de diversas novelas da TV Globo (Cheias de Charme, A Regra do Jogo e O Tempo não Para, entre outras). Atuou em mais de 20 peças teatrais, destacando-se em A História de Nós 2. Atuou em 10 filmes nacionais, entre eles: Divã, de José Alvarenga, Minha mãe é uma Peça (as 3 sequências), e recentemente, DPA, o filme. Participou dos programas humorísticos da TV Globo: Zorra Total, Os Caras de Pau.

A atriz dedicou este ano ao Cinema. Rodou dois filmes - Minha Mãe é uma Peça 3 e o terceiro filme da franquia infantil DPA 3, o primeiro a ser lançado no final deste ano e o segundo em 2020. Na TV, estará nas séries Minha Mãe é uma Peça e Desalma (ambas pela Globoplay). No teatro, Alexandra tem planos de montar em breve em São Paulo seu monólogo cômico Uma Loira na Lua, homenagem à atriz americana Lucille Ball (1912-1989).

Mouhamed Hafouch participou da novela Órfãos da Terra, da TV Globo, atuou nas séries Malhação, Liberdade Liberdade, Verdades Secretas, entre outras. Estreou no teatro em 1994, em Estação Baixo Gávea. Depois emendou vários espetáculos: Ou Tudo ou Nada, Decolando na Onda, Teen Lover, Se você Me Ama, Os Candidatos, A Prosa de Nelson e Forró da Revolução Popular. Premiado pelas peças A Menina Que Perdeu O Gato Enquanto Dançava O Frevo Na Terça-Feira de Carnaval e Auto do Novilho Furtado.

Há três anos sem fazer teatro, recebeu o convite da produtora Alexandra Richter muito feliz. “Já havia assistido à peça com Ernesto Piccolo no elenco, também diretor da peça. O texto é incrível, atual, hábil e perspicaz. Permite um jogo cênico bem legal e leva o público a uma imediata identificação com as situações retratadas. Eu digo que é uma peça para quem vai se casar, quem está casado e para quem já se separou.”

Casado e pai de dois filhos, o ator também transita pela música. Impulsionado pela experiência de cantar no musical Ou Tudo ou Nada e na última edição do reality Popstar (Globo), aos 41 anos, pôde ver um single (Volta) de sua autoria na novela Órfãos da Terra. Segundo o ator, ele possui mais de 40 canções ainda guardadas e pretende gravar um EP (Lente Aberta) ainda em 2019. A produção do álbum está a cargo de Marcelo Sussekind.

Sobre o diretor

Um dos nomes de maior destaque na atual cena carioca e com diversos prêmios na bagagem, o ator e diretor Ernesto Piccolo já foi indicado duas vezes ao Prêmio Shell - nas categorias melhor direção, por Divã, e Especial, pelo desenvolvimento do projeto Oficinas de Criação de Espetáculo, que ele coordena e dirige no Centro de Artes Calouste Gulbenkian. Recebeu também o Prêmio Coca-Cola pela direção do musical infantil A Guerrinha de Tróia. Dirigiu sucessos teatrais, como Doidas e Santas, entre outras.

Sobre a autora

Roteirista de cinema, teatro e TV, Lícia Manzo é redatora na TV Globo, onde escreveu para os humorísticos Retrato Falado, A Diarista e Sai de Baixo. Autora principal de novela com A Vida da Gente, apontada por unanimidade pela crítica como uma das melhores novelas das 18h nos últimos tempos. Foi roteirista final do seriado Tudo Novo de Novo, também da TV Globo, com direção de Denise Saraceni. No teatro, entre outros, escreveu textos para os espetáculos As Noites de Cabrita, com direção de Bibi Ferreira, e Salada, dirigido por Ernesto Piccolo. É mestra em Literatura Brasileira pela PUC/RJ e foi indicada ao Prêmio Jabuti pelo ensaio Era uma vez: eu - a não ficção na obra de Clarice Lispector (2003/UFJF).

Foto - Crica Richter
Ficha Técnica
Texto: Licia Manzo
Direção: Ernesto Piccolo
Elenco: Alexandra Richter e Mouhamed Hafouch
Assistente de direção: Neuza Caribé
Cenógrafo: Clívia Cohen
Figurinista: Cao Albuquerque e Kiara Bianca
Direção de movimento: Marcia Rubin
Trilha sonora: Rodrigo Penna
Iluminador: Maneco Quinderé
Fotografia: Dalton Valério
Programador Visual: Zé Luiz Fonseca
Produção Executiva: Glauce Carvalho
Coordenação de Produção: Helber Santa Rita
Diretor de produção: Gustavo Nunes
Produção: Turbilhão de Ideias
Realização: Alexandra Richter e Gustavo Nunes
Assessoria de Imprensa: Arteplural

Serviço

A História de Nós 2
Gênero - Comédia romântica
Temporada - de 11 a 29 de outubro
Local - Teatro Porto Seguro
Endereço - Alameda Barão de Piracicaba, 740 - Campos Elísios - São Paulo
Capacidade - 496 lugares
Horário - 21h sextas e sábados e aos domingos 18h
Duração - 65 minutos
Ingresso
Sexta-feira R$ 80,00 (plateia/inteira) e R$ 40,00 (meia). Balcão e frisa R$ 45,00 (inteira) e R$ 22,50 (meia)
Sábado e domingo R$ 100,00 plateia (inteira) e R$ 50,00 (meia). Balcão e frisa R$ 45,00 (inteira) e R$ 22,50 (meia)
Bilheteria - terça a sábado das 13h às 21h e domingo das 12h às 19h
Classificação - 12 anos
Mais informações 11 3226-7300

Nenhum comentário