Lançamentos da Editora do Brasil retratam a vida de imigrantes ao redor do mundo

Voltados para o público juvenil "Ilegais" e "O Haiti de Jean" abordam a busca de jovens por uma vida melhor

São diferentes os motivos que levam algumas pessoas a saírem de sua terra natal na busca por uma vida melhor. Seja pelas guerras, desastres naturais ou até mesmo a situação econômica, o número de cidadãos que deixam suas pátrias é enorme. Dois lançamentos da Editora do Brasil para o público juvenil retratam exatamente estas situações. Os livros O Haiti de Jean e Ilegais contam as histórias de dois jovens que têm em comum a vontade de vencer na vida em outro lugar.


Em O Haiti de Jean, as autoras Cassiana Pizaia, Rima Awada Zahra e Rosi Villas Boas nos apresentam a um jovem que passou pelo maior desastre natural do Haiti e, junto de sua família, tentam vir ao Brasil na esperança de uma vida melhor. Uma leitura rica em detalhes, densa, que não deixa de lado a sensibilidade e cuidado que o assunto pede. Um livro que traduz ao leitor um pouco do sofrimento das famílias que passaram pela tragédia que abalou o país há quase dez anos e até hoje enfrenta consequências, inclusive, a crise imigratória que trouxe centenas de pessoas ao Brasil.

A trajetória da família de Jean até a chegada no Brasil, mais precisamente em Curitiba, também é contada com precisão. O medo, a ansiedade, os desafios de ultrapassar fronteiras sem serem pegos pela polícia e escapando da maldade dos chamados “coiotes”, são alguns dos detalhes que o livro traz.



Os coiotes, como são conhecidas as pessoas que, ilegalmente, ajudam pessoas a ultrapassar fronteiras entre os países também são apresentados no livro Ilegais. O lançamento conta a história de Jair, um adolescente que ama futebol, sua namorada e família, mas tem receio que o Brasil não seja seu lugar e não proporcione as oportunidades que ele precisa para crescer na vida.

O texto de Luiz Antonio Aguiar conta como o jovem protagonista e seus amigos conhecem um rapaz que oferece a eles a chance de imigrar para os Estados Unidos para conquistar o que ele chama de vida melhor. Fred é o responsável por iludir os garotos com falsas promessas e se mostra um bandido de marca maior ao longo da trama.

O Haiti de Jean e Ilegais têm em comum não só a história de dois jovens sonhadores, mas também possuem narrativas envolventes, que surpreendem o leitor com pitadas de alegria, emoção e até de ansiedade, são atuais e repletos de detalhes que convidam o leitor à reflexão e ao pensamento crítico.

Sobre os autores e ilustradores

Luiz Antonio Aguiar é um escritor nascido e criado no Rio de Janeiro. Já lançou cerca de 160 livros, conquistando prêmios no exterior e no Brasil (inclusive dois Jabuti). É também professor de Literatura, em cursos de formação de professores e de criação literária. Atua, ainda, como tradutor, consultor editorial e escreve ensaios e artigos para diferentes publicações.

Fabio Maciel nasceu no Rio de Janeiro, em 1978. Formado em História e Biblioteconomia e mestre em Memória Social pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Editou fanzines no selo Tytyvyllus Publicações. Ilustrador e escritor, colaborou com imagens, contos e poemas em antologias, revistas e páginas de internet.

Cassiana Pizaia se descreve como jornalista por profissão, escritora de coração e inquieta por natureza. Já atuou como produtora, editora e repórter de TV. Pela Editora do Brasil publicou, em coautoria, a coleção Crianças na Rede. Também produz documentários e escrever sobre viagens, livros e ideias em seu blog.

Rima Awada Zahra é psicóloga, especialista em psicologia clínica. Tem experiência na atuação com crianças, adolescentes, famílias e refugiados. Rima é colaboradora do Núcleo de Psicologia e Migrações do CRP-PR. Também atua na área de direitos humanos, com ênfase em saúde mental. É coautora da coleção Crianças na Rede.

Rosi Vilas Boas é bibliotecária e especialista em Educação. Atuou em bibliotecas escolares, foi produtora de conteúdo digital em portais de educação e é coautora da coleção Crianças na Rede. Há mais de 40 anos atua na defesa dos direitos humanos, pela autonomia dos povos e pela paz e solidariedade entre as nações.

Angelo Abu é mineiro de Belo Horizonte. Abu é o apelido derivado do sobrenome de seu bisavô Hachid, que emigrou do Líbano para o Brasil há 100 anos, fugindo das adversidades da época. Abu ilustra livros e HQs desde 1995. Atualmente, trabalha como diretor de arte em Cinema de Animação e colabora semanalmente para o jornal Folha de S. Paulo.

Fichas Técnicas

Ilegais
Autor - Luiz Antonio Aguiar
Ilustrações - Fábio Maciel
Páginas - 128
Preço - R$ 53,30
Para mais informações ou comprar clique aqui

O Haiti de Jean
Autoras - Rosi Villas Boas, Cassiana Pizaia e Rima Awada Zahra
Ilustrações - Angelo Abu
Páginas - 120
Preço - R$ 49,10
Para mais informações ou comprar clique aqui

Postar um comentário

0 Comentários