Autora de best seller dá dicas para ser uma escritora de sucesso

A escritora e seus "filhotes". Foto - Divulgação
Isabela Freitas do "Não se apega, não" lista cinco dicas para quem tem o sonho de escrever um livro

Para ser um escritor e, acima de tudo, um escritor de sucesso, é preciso aprender constantemente por meio da leitura e da escrita. Além disso, criar uma rede de contatos e atrair o seu público alvo na web são passos fundamentais.

Convidamos a escritora do best seller “Não se apega, não” e dos livros “Não se iluda, não” e “Não se enrola, não”, Isabela Freitas, para listar cinco dicas de como se tornar uma escritora de sucesso, confira:

Não tenha medo de escrever
Parece óbvio, e é. Mas nós escritores muitas vezes somos críticos com o que escrevemos, achamos que não está bom o suficiente, que podem ler e achar ruim, que podem nos caçoar... Então não tenha medo de escrever! Escreva! Ninguém tem que achar nada! Coloque seus pensamentos para fora, só assim eles podem tomar forma. Por muitos anos eu só escrevia em diários e não compartilhava com o mundo o que eu pensava, quando passei a escrever e jogar na internet, eu ganhei visibilidade. Foi chocante, até porque nunca achei que escrevesse bem. Mas é muito legal ver pessoas se identificando com o que escrevemos. Vale a pena “o medo”. Te garanto.

Escreva com o coração
Não tente ser igual escritor X ou Y. Não leia um texto na internet e tente imitar. Escreva o que seu coração te diz pra escrever, escreva aquilo que seu coração sente no momento, escreva aquilo que grita no fundo da sua alma. Algo que sempre valorizei foi isso, escrever com amor, escrever sobre ideias que acredito. Isso transparece verdade, e as pessoas gostam da verdade. Mesmo que você escreva sobre um assunto que talvez mais ninguém goste, se ele for escrito com verdade, vai atrair leitores. Vai por mim.

Publique na internet
Como eu disse anteriormente, de nada adianta você escrever nos seus diários e guardar a sete chaves na sua casa. Publique seus textos e frases na internet! Permita que o mundo conheça sua escrita, seus pensamentos. Se tiver vergonha, faça como eu, comece publicando atrás de um personagem, um fake, com um nome fictício. Isso abre espaço para você fazer o que quiser. Mas não prive o mundo de conhecer o que você escreve. A internet é porta de entrada pra tudo hoje em dia. Se eu nunca tivesse publicado meus textos na internet, nunca teria me tornado uma autora de livros.

Comece com textos em primeira pessoa
Algo que eu sentia muita dificuldade no início da minha escrita, era escrever em terceira pessoa, com a visão de alguém que não era eu. E realmente é difícil quando se está começando. Algo que me ajudou muito foi o conselho da minha editora na época, Lívia, que me disse que quando eu escrevia em primeira pessoa, falando de MIM, meus textos eram melhores. Lógico, eu tinha mais confiança para falar de mim do que de qualquer outra pessoa. Essa é uma ótima dica pra quem está começando.

Está sem inspiração? Escute uma música, veja um filme...Relaxe
Toda vez que me encontro sem inspiração, eu procuro outras formas de arte para me inspirar. Escuto música, assisto a um filme um clipe, que seja! Algo que traga um quentinho no meu coração e me faça ter vontade de levar...

Nenhum comentário