Artistas da Vanguarda Paulista participam de projeto no Sesc

Foto - Divulgação
“Humor e Música” reúne Carlos Careqa, Mário Manga, Língua de Trapo e membros do grupo Premê em apresentações despojadas e com muita história

De 12 a 26 de setembro, o Sesc Vila Mariana faz uma homenagem a artistas que se diferenciam por unir música e irreverência em seus shows. O projeto Humor e Música traz, para apresentações cheias de causos e histórias, alguns nomes que emergiram à cena musical paulista na década de 1980: Carlos Careqa e Mário Manga, o trio Wandi Doratiotto, Paulo Freire e Maurício Pereira e o grupo Língua de Trapo.

Humor e irreverência são as características marcantes destes artistas, que se destacaram durante a efervescência da chamada Vanguarda Paulista - termo usado para se referir a músicos que surgiram nos anos 1980 com a proposta de explorar novas vertentes musicais, misturar diferentes estilos e desafiar os estereótipos. O caráter cômico impresso em suas apresentações, com ironias e letras sarcásticas, era usado para buscar brechas no crivo do período militar. O Teatro Lira Paulistana foi o grande palco para o surgimento destes nomes e de outros, como Itamar Assumpção e Arrigo Barnabé - músicos que influenciam até hoje a música brasileira.

O projeto Humor Música pretende valorizar e lançar foco sobre este estilo musical marcado pela inovação, experimentalismo, inventividade e, principalmente, diversão. Cada uma das apresentações têm ingressos a partir de R$ 6,00 e classificação indicativa de 12 anos.

Carlos Careqa e Mário Manga
Data 12 de setembro - quinta-feira
Horário - 20h30
Ingressos - R$ 6,00 (Credencial Plena), R$ 10,00 (meia) e R$ 20,00 (inteira)

Carlos Careqa já conhecia Mario Manga desde os anos 80. No primeiro álbum de Carlos Careqa, Manga participa da faixa Menudo's theme e consolida a parceria na turnê do amigo pelo Brasil e Argentina. Para a apresentação, os convidados retomam o bom humor muito característico em ambos. Carlos Careqa apresenta canções que o público ainda não conhece, a novíssima Ser solteiro, assim como a pérola Vou falar com o Pitangui. Já Mário Manga canta canções que consagraram o grupo Premeditando o Breque (Premê), como Padaria, Brigando na Lua e Lua de Mel.

Wandi Doratiotto, Paulo Freire e Maurício Pereira
Data -  19 de setembro - quinta-feira
Horário - 20h30
Ingressos - R$ 6,00 (Credencial Plena), R$ 10,00 (meia) e R$ 20,00 (inteira)

A reunião de três músicos, amigos, compositores e contadores de histórias, com muita estrada e o dom do improviso, resulta no espetáculo Três é bom, que abre espaço para o lírico, o sentimental, a música instrumental e, até mesmo, o brega. De algum modo, Guimarães Rosa, Tonico e Tinoco, Os Mulheres Negras e Premê estarão presentes - ora de maneira literal na forma de canções, ora como influências.

Língua de Trapo
Data - 26 de setembro - quinta-feira
Horário - 20h30
Ingressos - R$ 6,00 (Credencial Plena), R$ 10,00 (meia) e R$ 20,00 (inteira)

Com quase quatro décadas de existência, o grupo paulistano acumula muita história para contar. Em 1980, foram pioneiros ao lançar uma fita cassete independente intitulada Sutil como um Cassetete, feita artesanalmente e vendida em bares, faculdades e na saída dos shows. Seu trabalho serviu de inspiração para nomes importantes relacionados à música e humor, como os grupos Os Mulheres Negras e Mamonas Assassinas.

Serviço
Projeto Humor e Música
Local - Sesc Vila Mariana - Auditório
Endereço - Rua Pelotas, 141 - Vila Mariana - São Paulo
Capacidade - 120 lugares
Mais informações 11 5080-3000

Nenhum comentário