Apoio Cultural

50º Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão tem programação renovada e ampliada

Foto - Divulgação
Edição especial de cinquenta anos marca início de nova fase; programação terá, além de ícones da música clássica, artistas populares em concertos sinfônicos inéditos


O Governador João Doria anunciou, no último sábado, 29 de junho, o início do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão - evento que acontece de 29 de junho a 28 de julho. Em 2019, é celebrada a quinquagésima edição com grandes atrações tanto na cidade de Campos do Jordão como na capital paulista.



Reconhecido como o maior festival de música clássica da América Latina, em sua longa trajetória, tem proporcionado aos espectadores uma programação de altíssima qualidade, com obras sinfônicas, camerísticas e corais.

“Esse ano o Festival de Campos do Jordão não tem investimentos públicos. Buscamos parcerias com o setor privado e conseguimos. É uma forma de fazer gestão eficiente com recursos privados apoiando a cultura. E os recursos economizados serão destinados a outras áreas de cultura de São Paulo”, destacou o Governador, João Doria.

Serão cerca de 150 concertos, a maioria gratuitos, programados em dois eixos: Clássico e Popular-Sinfônico. O programa clássico tem a curadoria da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, e o popular-sinfônico é selecionado pela Orquestra Jazz Sinfônica, corpos artísticos da Secretaria de Cultura e Economia Criativa de São Paulo.

Osesp sob a regência de Marin Alsop. Foto - Divulgação
“Estamos falando de um novo Festival de Inverno de Campos do Jordão. Inteiramente renovado, com uma estrutura grande e um número recorde de locais e apresentações. Trata-se de um novo conceito e uma nova experiência para o público. Estamos enriquecendo a programação com atrações jovens, nomes consagrados da MPB, concertos com músicas de filmes, trilhas de games e, claro, uma programação clássica de altíssimo nível, com grandes orquestras e solistas”, destaca o Secretário Sérgio Sá Leitão.

Ao longo de todo o Festival, haverá muitas comemorações. Além da quinquagésima edição do evento, os concertos celebrarão os 20 anos da Sala São Paulo e os aniversários de diversos compositores, cujas obras serão tocadas nos programas: o centenário de nascimento de Claudio Santoro, os 80 anos de Marlos Nobre e Leo Brower, e os 60 de João Guilherme Ripper.

A abertura oficial, realizada no dia 29 de junho no Auditório Claudio Santoro, contou com a apresentação do concerto da Osesp sob a regência de Marin Alsop, tendo como solista o barítono Paulo Szot.

Clique Aqui e confira a programação completa.

Nenhum comentário