Grupo Feminino da USP apresenta “O Canto das Sereias” na Casa-Museu Ema Klabin

Coral da Usp traz clássicos de Heitor Villa Lobos, Queen, Luiz Gonzaga, Tom Zé, entre outros. Foto - André Sanches

Coral traz um repertório que valoriza a presença feminina, seja na composição, no arranjo, na temática ou na interpretação

Dia 29 de junho, sábado, às 16h30, o Coral Grupo Feminino (USP) apresenta o projeto “O canto das sereias”, na Casa-Museu Ema Klabin. O concerto tem entrada franca. 

Regido por Paula Christina Monteiro, o projeto tem por objetivo divulgar a obra coral composta para vozes femininas, com peças eruditas e populares, sacras e profanas, a capella ou com acompanhamento de piano e percussão.

No repertório

Thomas Ravernscroft (Three Country dances - Robin Hood)
Henry Purcell (I Gave Her Cakes)
Dulce Pontes (Modinha das Saias - arranjo: Jetse Bremer)
Heitor Villa Lobos (Missa São Sebastião - Kyrie, - Sanctus)
Gabriel Fauré (Tantum Ergo)
Medley de “Mudança de Hábito”(Hail Holy)
Queen (I will follow Him - arranjo: Mac Huff)
Canção tradicional do Quênia -Ning Wendete (arranjo.: Lana Walter)
Luiz Gonzaga (Assum Preto - arranjo: Alberto Cunha)
Tom Zé (Augusta, Angélica e Consolação - arranjo: Paula Christina Monteiro)
Vicente Matos/Dinoel/Arlindo Veloso (Lenda das Sereias - arranjo: Selma Boragian)


Sobre o Coral da USP

Com um variado repertório que combina nomes da música brasileira e mundial, o CORALUSP é detentor de 5 premiações da APCA - Associação Paulista de Críticos de Artes, conquistando a opinião crítica e o reconhecimento do público por seu repertório e execução de espetáculos ao longo de 50 anos.

Fundado em 1967 e em constante atividade desde então, o CORALUSP vem desenvolvendo um estilo próprio, que hoje é formado por 15 coros, 1 oficina coral, 7 regentes, 6 orientadores de técnica vocal e por volta de 560 coralistas, que se apresentam para públicos variados dentro e fora da Universidade.

Construiu em seus 50 anos uma trajetória que inclui apresentações nos Estados Unidos, África, Europa e Argentina. Faz parte do quadro da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da Universidade de São Paulo - PRCEU/USP e foi contemplado por programas internacionais, como o Programa de Intercâmbio e Atividades de Cultura e Extensão da PRCEU/USP, levando ritmos brasileiros ao Berklee College of Music, em Valência, na Espanha, à Pontifícia Universidad Javeriana de Bogotá, Colômbia, e à École Nationale de Musique, em Villeurbanne, na França.

Em junho de 2017, o CORALUSP recebeu o Colar Guilherme de Almeida, da Câmara Municipal de São Paulo.

Serviço

Programa Tardes Musicais - Grupo Feminino “O canto das sereias “
Data - 29 de junho - sábado
Horário - 16h30
Local  - Fundação Ema Klabin
Endereço - Rua Portugal, 43 - Jardim Europa - São Paulo
Capacidade - 170 vagas por ordem de chegada
Entrada francaInformações 11 3897-3232 ou Clique Aqui

Postar um comentário

0 Comentários