Apoio Cultural

50º Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão

Orquestra do Festival regida por Sian Edwards. Foto - Marcos Fecchio

A abertura do evento acontece dia 29 de junho no Auditório Claudio Santoro

O Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, evento realizado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado, que acontece de 29 de junho a 28 de julho, celebra sua quinquagésima edição com grandes atrações, tanto na cidade de Campos do Jordão, como na capital paulista. Reconhecido como o maior festival de música clássica da América Latina, em sua longa trajetória, tem proporcionado aos espectadores uma programação de altíssima qualidade, com obras sinfônicas, camerísticas e corais.

Serão cerca de 150 concertos, em maioria gratuitos, programados em dois eixos: Clássico e Popular-Sinfônico. O programa clássico tem a curadoria da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, e o programa popular-sinfônico tem a curadoria da Orquestra Jazz Sinfônica, corpos artísticos da Secretaria de Cultura e Economia Criativa de São Paulo. 

“Estamos falando de um novo Festival de Inverno de Campos do Jordão. Inteiramente renovado, com uma estrutura grande e um número recorde de locais e apresentações. Trata-se de um novo conceito e uma nova experiência para o público. Estamos enriquecendo a programação com atrações jovens, nomes consagrados da MPB, concertos com músicas de filmes, trilhas de games e, claro, uma programação clássica de altíssimo nível, com grandes orquestras e solistas”, destaca o Secretário de Cultura e Economia Criativa Sérgio Sá Leitão. 

Ao longo de todo o Festival, muitas comemorações

Além da quinquagésima edição do evento, os concertos celebrarão os 20 anos da Sala São Paulo e os aniversários de diversos compositores, cujas obras serão tocadas nos programas: o centenário de nascimento de Claudio Santoro, os 80 anos de Marlos Nobre e Leo Brower, e os 60 de João Guilherme Ripper. 

A abertura oficial será realizada no dia 29 de junho, sábado, às 20h30, no Auditório Claudio Santoro, com um concerto da Osesp sob a regência de Marin Alsop, tendo como solista o barítono Paulo Szot. No mesmo dia, antes da abertura oficial, às 16h30, a Jazz Sinfônica, sob a regência de Nelson Ayres, faz um concerto gratuito com a cantora Mônica Salmaso, na Praça do Capivari. 

Na primeira semana, as atrações sinfônicas em destaque são a Filarmônica de Goiás, regida por Neil Thomson, com o clarinetista britânico Michael Collins; a Orquestra Sinfônica do Paraná, com Stefan Geiger (regente) e a italiana Francesca Dego (violino); a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, com Roberto Minczuk (regente) eArcádio Minczuk (oboé); e a Orquestra Jovem do Estado de São Paulo, com Claudio Cruz (regente) e a ucraniana Anna Fedorova (piano). 

Já o domingo abre com uma apresentação ao ar livre da Jazz Sinfônica com Carlinhos Brown, na Praça do Capivari, seguindo com bandas sinfônicas no período da tarde, no mesmo local. No fim de semana, também estão programados concertos de câmara no Palácio Boa Vista, tanto no palco ao ar livre como na Capela do Palácio. 

E, na segunda-feira, 01 de julho, começam os concertos de câmara gratuitos diários, sempre às 18h30, no Espaço Cultural Dr. Além, região central de Campos do Jordão, oferecendo música de qualidade, não somente para quem passa férias na cidade, como para toda a população local. 

 Osesp regida por Marin Alsop. Foto - Marcos Fecchio

Abertura Oficial

A Osesp, comandada por sua diretora musical e regente titular Marin Alsop, faz o concerto de abertura do Festival - 29 de junho, 20h30, Auditório Claudio Santoro - tendo como solista o consagrado barítono brasileiro Paulo Szot, vencedor do Tony Award 2008 de melhor ator pelo musical South Pacific. O programa traz peças sinfônicas e operísticas de grandes compositores russos: Ruslan e Ludmila: Abertura, de Mikhail Glinka; Eugene Onegin: Vi mnye pisali - Kogda bi zhizn (ária de Onegin), de Pyotr Il’yich Tchaikovsky; Príncipe Igor: Ária (ária de Igor), de Alexander Borodin; Sinfonia nº 4 em fá menor, Op.36, de Tchaikovsky.

Na ocasião, o Governador João Doria e o Secretário de Cultura e Economia Criativa Sérgio Sá Leitão homenagearão cinco personalidades que marcaram a história do Festival: o maestro Eleazar de Carvalho, um dos criadores do evento e de sua programação pedagógica; o maestro e pianista João Carlos Martins, que realizou as primeiras apresentações de música clássica na cidade, no Hotel Toriba; Roberto Minczuk, diretor artístico do Festival de 2004 a 2010 e atual regente da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo; Fabio Mechetti, regente assistente de Eleazar de Carvalho no Festival e atual regente titular e diretor artístico da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais; e o violonista Fabio Zanon, um dos principais concertistas da atualidade, coordenador artístico-pedagógico do Festival desde 2013. Os ingressos para a abertura custam R$ 100,00. 

Clique Aqui e confira a programação completa.

Nenhum comentário