Projeto inédito: Mundana +

Foto - Renato Mangolin 

Projeto multidisciplinar da mundana companhia une teatro, literatura e artes plásticas em espaço concebido pelo núcleo de arte da mundana companhia. Programação reúne experiência dramatúrgica, instalação cenográfica, aula aberta e oficinas de iluminação, cenografia e figurino. O projeto terá uma segunda parte em janeiro, Medea Material, idealizado por Aury Porto, com instalação, espetáculo teatral e um encontro com o diretor Márcio Aurélio

Situado entre as artes plásticas, a literatura e o teatro, atuando na zona de contágio entre essas práticas artísticas, o projeto mundana + máquinas do mundo é multidisciplinar e reúne Experiência Dramatúrgica, Instalação Cenográfica, Encontro com José Miguel Wisnik e Oficinas Cênicas de Iluminação, Cenografia e Figurino.

A programação acontece de 22 de novembro a 08 de dezembro no Sesc Pinheiros. No projeto, desenvolvido coletivamente por iniciativa de seu núcleo de arte, por atores da companhia e por colaboradores convidados, o coletivo explora as potencialidades estéticas contidas no contraponto entre o poema A máquina do mundo, de Carlos Drummond de Andrade; O delírio, de Brás Cubas (Capítulo VII de Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis); e um capítulo de A Paixão segundo G.H, de Clarice Lispector. Em cena, os três textos funcionam como monólogos entremeados.

"Cada um deles contém uma eclosão visionária, de fôlego totalizante, que podemos chamar de máquina do mundo - seja a do solitário caminhante da ‘estrada de Minas pedregosa’, em Drummond; a do homem que narra o seu delírio de morte, em Machado; ou a da mulher que olha o Rio de Janeiro do alto, do ponto de vista do quarto de empregada de seu apartamento de cobertura em Copacabana, em Clarice", explica Laura Vinci, responsável pela ideia disparadora do projeto.

Foto - Renato Mangolin 
O evento reúne artistas visuais, atores, iluminadores, figurinistas, músicos e intelectuais numa rede colaborativa autogerida e horizontal, sem se apoiar "nas figuras protagonísticas" de um diretor, um dramaturgo ou um ator/atriz principal.

Desde 2016 o grupo vem desenvolvendo trabalho de pesquisa ligado à leitura dos textos e a experimentações práticas que se colocam no cruzamento entre artes plásticas, literatura e teatro. "Essas três linguagens são assumidas como máquinas de dar a ver (ideia que está na origem da própria palavra theatron). A livre maquinação entre elas busca diminuir a distância entre narrativa e arte visual, entre ação ao vivo com atores e instalação, visando uma dramaturgia visual em que o teatro, as artes plásticas e os textos literários possam se combinar numa só máquina de ver mundos", discorre Laura. O projeto terá uma segunda parte em janeiro, Medea Material, idealizada por Aury Porto, com instalação, espetáculo teatral e um encontro com o diretor Márcio Aurélio.

Programação
Em Teatro, a programação inclui Máquinas do Mundo (22/11 a 08/12), definida como experiência dramatúrgica e física, na qual o espectador é convidado a mergulhar no universo simbólico de Clarice Lispector, Machado de Assis e Carlos Drummond de Andrade.

O núcleo dramático do espetáculo é formado pelos atores Roberto Áudio, Luah Guimarãez e Wellington Duarte.

A Instalação Cenográfica Máquinas Do Mundo (23/11 a 9/12) estará aberta à visitação, com entrada livre e gratuita. A programação também inclui a Encontro A Literatura nas máquinas do mundo – Machado, Clarice e Drummond (01/12. Sábado), com José Miguel Wisnik.

Há, ainda, a série de Ateliê Cênico (14 a 21/11) gratuitos: Iluminação, com Alessandra Domingues; Cenografia, com Laura Vinci, e Figurino, com Joana Porto e Diogo Costa. São três ateliês simultâneos, dirigidos ao público já iniciado nas áreas e oferecidos durante o processo de montagem do espetáculo Máquinas do Mundo. 

Foto - Renato Mangolin 
O núcleo artístico da mundana é formado por Roberto Audio, Flora Belloti, Yghor Boy, Guilherme Calzavara, Beatriz Camelo, Diogo Costa, Alessandra Domingues, Wellington Duarte, Ivan Garro, Luah Guimarãez, Flora Kountouriotis, Cesar Lopes, Renato Mangolin, Rafael Matede, Mariano Mattos Martins, Diego Moschkovich, Rogério Pinto, Joana Porto, Tarina Quelho, Roberta Schioppa, Marília Teixeira, José Miguel Wisnik e Laura Vinci (responsável pela ideia disparadora do projeto).

Serviço
Mundana +
Projeto multidisciplinar que une teatro, literatura e artes plásticas em espaço concebido pela mundana companhia. Com mundana companhia, grupo que trabalha junto desde a montagem do espetáculo O Idiota - Uma Novela Teatral.

• Teatro. Máquinas do Mundo. Experiência dramatúrgica e física, na qual o espectador é convidado a mergulhar no universo simbólico de Clarice Lispector, Machado de Assis e Carlos Drummond de Andrade. 16 anos. R$ 25. R$ 12,50 (SSS). 7,50 (TTT). De 22/11 a 8/12. Quinta a sábado, 20h30. 100 lugares. Local: Espaço Expositivo, 2o. andar. O núcleo dramático do espetáculo é formado pelos atores Roberto Áudio, Luah Guimarãez e Wellington Duarte.

• Artes Plásticas. Instalação Máquinas Do Mundo. Instalação cenográfica aberta à visitação. Livre. Grátis. 23/11 a 9/12. Terças e quartas, 10h30 às 21h30. Quinta a domingo, 10h30 às 18h. Local: Espaço Expositivo, 2o. andar.

• Literatura. Encontro A Literatura nas máquinas do mundo – Machado, Clarice e Drummond. Atividade com José Miguel Wisnik. 16 anos. Grátis. Retirada de ingressos a partir das 14h, na unidade. 01/12. Sábado, das 15h às 18h. Reflexões e articulações a partir do poema A máquina do mundo, de Carlos Drummond de Andrade, em correlação com os textos literários O delírio de Brás Cubas (capítulo VII de Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis), e um capítulo de A Paixão segundo G.H. de Clarice Lispector. 100 lugares. Local: Espaço Expositivo (2º andar)

• Ateliê. 16 anos. Grátis. 6 vagas cada. Interessados devem encaminhar currículo para e-mail teatro@pinheiros.sescsp.org.br até 08/11. Os selecionados serão informados até 11/11. Iluminação, com Alessandra Domingues. 14 a 21/11. Terça a domingo e feriados, das 14h às 17h. Cenografia, com Laura Vinci. 14 a 21/11. Terça a domingo e feriados, das 14h às 17h. Figurino, com Joana Porto e Diogo Costa. 14 a 21/11. Terça a domingo e feriados, das 14h às 17h. Local: Sala de Oficinas (2º andar).

Sesc Pinheiros
Endereço - Rua Paes Leme, 195 - Pinheiros - São Paulo
Bilheteria: Terça a sábado das 10h às 21h. Domingos e feriados das 10 às 18h
Informações 11 3095-9400

Comentários