Poetas no Palco: trilogia de espetáculos da Cia da Casa Amarela

Cena do espetáculo “A Lua e o Poeta”. Foto - Anisio Magalhães

“A Menina na Janela”, “Bela Flor Bela” e “A Lua e o Poeta” integram o conjunto de peças para crianças que têm como tema a vida e obra de poetas. As apresentações acontecem em dezembro no Sesc Santo Amaro

No mês de dezembro, a Cia da Casa Amarela apresenta três espetáculos para crianças no Sesc Santo Amaro. “A Menina na Janela” no dia 02, “Bela Flor Bela” no dia 09 e “A Lua e o Poeta” no dia 16 de dezembro. Todas as peças de teatro acontecem aos domingos, às 16h, na Praça Coberta, e fazem parte da trilogia “Poetas no Palco”. Marca registrada da companhia, as produções trazem um olhar sensível e delicado para as histórias que são encenadas.

No primeiro domingo de apresentação, dia 02, a atriz Drika Oliveira e o ator Carlinhos Rodrigues levam ao palco os momentos de infância da poetisa Cecília Meireles com “A Menina na Janela”. A pequena Cecília é criada pela Dona Jacinta, sua avó superprotetora. Como não frequenta a escola, ela fica no quarto observando as pessoas e os animais. Além do que vê pela janela, Cecília cria o seu próprio mundo: rodeada por livros deixados por sua mãe, a menina finge que os lê e inventa histórias com os personagens. Muito além da imaginação, eles entram em seu quarto e interagem com ela. 

No dia 09, é dia de Florbela Espanca ser tema no palco. O espetáculo “Bela Flor Bela” volta no tempo e leva o público até a aldeia portuguesa Vila Viçosa, onde é possível encontrar duas crianças brincando: a quieta Florbela e seu aventureiro irmão Apeles. Apesar de serem muito diferentes - ela é retraída; ele, agitado e falante -, os dois irmãos são muito ligados. Na peça, é mostrado os passos mais importantes da autora e sua descoberta na poesia como uma forma de expressar e entender os sentimentos de seu universo interno.

A última peça de teatro da trilogia “Poetas no Palco” acontece dia 16. Dessa vez, a Cia da Casa Amarela conta a história do poeta e escritor espanhol Federico García Lorca em “A Lua e o Poeta”. Em meio a Guerra Civil Espanhola, Lorca volta para Granada, sua cidade natal, e se refugia no Jardín dle Carmen para escapar dos soldados que estão perseguindo o poeta. Ao voltar ao seu lugar preferido na infância, ele entra em contato com sua alma infantil que o conforta nesse momento assustador e o lembra da força que sua poesia tem, além da que vem de sua musa inspiradora: a Lua.

Sobre a Cia da Casa Amarela

A Cia da Casa Amarela traz em sua proposta espetáculos com sensibilidade especial para a poesia e para as metáforas. O casal de atores faz um trabalho voltado para as crianças, mas fugindo de estereótipos e de estéticas usuais do teatro infantil.

Foi criada em 1995, na cidade de Catanduva (SP), pelos atores Drika Vieira e Carlinhos Rodrigues. A companhia ganhou três vezes o prêmio APCA, da Associação Paulista dos Críticos de Arte e conquistou três Troféus Mambembe (FUNARTE). Em 23 anos de formação, ganhou mais de 100 prêmios em festivais de teatro, além de representar o Brasil em dois festivais internacionais (Portugal).

Serviço

Trilogia "Poetas no Palco"  da Cia da Casa Amarela
Local - Sesc Santo Amaro
Endereço - Rua Amador Bueno, 505 - Santo Amaro - São Paulo

A Menina na Janela
Data - 02 de dezembro - domingo
Horário - 16h
Local - Praça Coberta (térreo)
Duração - 60 minutos
Classificação - Livre
Grátis

Bela Flor Bela
Data - 09 de dezembro - domingo
Horário - 16h
Local - Praça Coberta (térreo)
Duração - 60 minutos
Classificação - Livre
Grátis

A Lua e o Poeta
Data -16 de dezembro - domingo
Horário - 16h
Local - Praça Coberta (térreo)
Duração - 60 minutos
Classificação - Livre
Grátis

Bilheteria e horário da unidade
Terça a sexta, das 10h às 21h30. Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h30.
Acessibilidade - universal.
Estacionamento da unidade
R$ 5,50 a primeira hora e R$ 2,00 por hora adicional (Credencial Plena), R$ 12,00 a primeira hora e R$ 3,00 por hora adicional (outros).
Disponibilidade - 158 vagas para carros e 36 para motos.
A unidade possui bicicletário gratuito.

Comentários