Lançamento: Anos de chumbo - o teatro brasileiro na cena de 1968


O escritor e jornalista A. P. Quartim de Moraes trata as novas linguagens, os debates e a luta da gente de teatro contra a repressão

As Edições Sesc São Paulo lançam Anos de chumbo: o teatro brasileiro na cena de 1968, de A. P. Quartim de Moraes. O autor traz o panorama da fervilhante cena teatral brasileira às vésperas da assinatura do Ato Institucional nº5 (decretado em 13 de dezembro de 1968, durante o governo do general Arthur da Costa e Silva). Naquele momento, as bases do teatro contemporâneo brasileiro eram fincadas nos palcos e nas ruas por artistas de peso: Ruth Escobar, Cacilda Becker, José Celso Martinez Corrêa, Augusto Boal e Plínio Marcos, entre outros talentos.

Ao lado de intelectuais, trabalhadores e estudantes, eles desafiavam o status quo e resistiam em prol da arte, da liberdade de expressão e, sobretudo, de sua própria sobrevivência. Quartim de Moraes costura os fatos sociopolíticos ocorridos naquele ano ao movimento dos grupos e profissionais de teatro, sobretudo do eixo Rio-São Paulo, que precisaram encarar com inteligência e coragem o aumento da violência de Estado.

O livro se organiza em três atos: “Assim foi, se não duvidas”, que apresenta a cena teatral nos anos que antecedem 1968 e contextualiza a situação e o envolvimento dos profissionais da área conforme a censura e a repressão recrudesciam; “Muito barulho por tudo”, que traça um panorama das principais companhias teatrais e as principais peças de seu repertório, entre as quais destacam-se O rei da vela, do Oficina, e a 1ª Feira Paulista de Opinião, do Arena; e “Vestidos de farda”, que apresenta a cronologia dos eventos sociopolíticos, os debates internos sobre o papel e os limites da arte engajada e as peças encenadas em 1968. O livro encerra com textos basilares de Augusto Boal, Anatol Rosenfeld e Zé Celso.

"Este livro valoriza a trajetória de atores, diretores e profissionais do teatro no palco da resistência democrática, expondo alguns dos acontecimentos fundamentais da história das artes cênicas no Brasil", Danilo Santos de Miranda, Diretor Regional do Sesc São Paulo.

Sobre o Autor

Jornalista, comunicador social e editor de livros, A. P. Quartim de Moraes trabalhou, sucessivamente, no Estadão, na revista Visão e no Governo do Estado de São Paulo. Foi secretário de Imprensa do governador Franco Montoro; coordenador de Comunicação Social da antiga Nossa Caixa-Nosso Banco - onde criou o projeto Teatral “Arte em Cena”; gerente de Comunicação Social da Fundação Memorial da América Latina; e assessor de Comunicação Social da Secretaria da Cultura do Estado, na gestão de Ricardo Ohtake. Em 1995 planejou, implantou e dirigiu, por sete anos, a Editora Senac-SP. Depois criou sua própria editora, a Códex/Conex, e foi editor associado das casas Ediouro e Global. De volta ao jornalismo, foi articulista e editorialista do Estadão de 2009 a 2017.

Ficha técnica

Anos de chumbo: o teatro brasileiro na cena de 1968
Autor - A. P. Quartim de Moraes
Páginas - 191
Preço
Impresso - R$ 54,00
Ebook - R$ 27,00

Serviço

Lançamento do livro Anos de chumbo: o teatro brasileiro na cena de 1968
Bate-papo com o autor A. P. Quartim de Moraes, o crítico de teatro Jefferson Del Rios e o diretor de teatro Sérgio de Carvalho, no programa de leituras públicas do TUSP. Seguido de sessão de autógrafos.
Data - 03 de dezembro - segunda-feira
Horário - 19h30
Local - TUSP - Teatro da USP
Endereço - Rua Maria Antônia, 294 - Vila Buarque - São Paulo
Entrada gratuita - sujeito à lotação do espaço

Comentários