Sesc Pinheiros recebe o espetáculo infantil Aurora e o Tempo

Foto - Mariana Moraes

A peça é uma livre adaptação do livro Tempo de Voo de Bartolomeu Campos de Queirós


Primeira peça da Cia Temporã tem direção de Luciana Viacava e de Fernando Escrich, que está morando em Portugal e trabalhou com o grupo por videoconferência, além de assinar trilha sonora original do espetáculo


Inspirado livremente no livro Tempo de Voo, do autor mineiro Bartolomeu Campos de Queirós (1944 - 2012), Aurora e o Tempo é a primeira peça da Cia Temporã. Com duas atrizes (Ana Luiza Caetano e Raíça Augusto) e uma musicista (Luisa Toller) em cena, o espetáculo prossegue temporada no auditório do Sesc Pinheiros até 11 de novembro, sempre aos domingos, às 15 e 17 horas.


Foto - Mariana Moraes

A direção é de Luciana Viacava e do premiado Fernando Escrich, que atualmente vive em Portugal e assina aqui sua segunda direção à distância - ele já havia dirigido o espetáculo Pequena Magdalena, da Cia de Copas, por Skype. Fernando também é responsável pela concepção do roteiro e trilha sonora original. O texto foi escrito por Nereu Afonso em colaboração com as atrizes. Elisa Taemi é produtora e assistente de direção, tendo se responsabilizado pela gravação dos encontros virtuais e registro das alterações no texto e andamento da peça propostos por Fernando.


A peça conta a história de duas crianças que vivem em épocas diferentes e que são bastante curiosas em relação ao tempo, temática que permeia todo o espetáculo. Aurora e sua mãe, que está grávida, vivem numa cidade grande e estão na expectativa da chegada de seu irmãozinho ou irmãzinha. Em uma época passada vive Agostinho, um menino do interior, que embarca numa longa viagem de trem com sua tia para visitar sua família. “O livro de Bartolomeu se debruça sobre este tema (o tempo) pouco palpável e tão enigmático. São inúmeras as metáforas usadas pelo autor para descrever o tempo, este senhor tão bonito”, dizem as integrantes da companhia em relação à obra que inspirou o espetáculo.

As músicas são cantadas pelas atrizes e tocadas ao vivo. De forma lúdica e divertida, misturando atuação e manipulação de bonecos, o espetáculo busca encantar as crianças, estimulando a curiosidade sobre o tempo, conhecendo a trajetória de quatro personagens e suas diferentes relações com o tempo, explorando sonoridades, paisagens e memórias das gerações passadas.

Tudo isso enquanto busca alcançar os adultos abordando questões filosóficas e existenciais. Na trilha também constam duas músicas do CD Canções Para Pequenos Ouvidos, da Orquestra Modesta, lançado recentemente pelo Selo Sesc. São elas Atrasadinha Estressadinha e Passa o Tempo. Dirigido por Fernando Escrich, o CD está disponível em todas as plataformas digitais e foi executado mais de 10 mil vezes no Spotify desde seu lançamento.

Sinopse

Uma menina cria um método inusitado para contar o tempo que falta para o nascimento de seu irmãozinho ou irmãzinha. Enquanto isso, reflete sobre os mistérios do tempo, passeia por histórias da juventude de sua mãe e descobre que um garoto de uma geração passada também tinha muitas indagações. 

Sobre a Cia Temporã

Aurora e o Tempo é o primeiro espetáculo da Cia Temporã, montado com recursos do próprio grupo. Desde o início de 2014, a cia está dedicada ao processo de criação dessa peça, livremente inspirada no livro Tempo de Voo, de Bartolomeu Campos de Queirós. O espetáculo foi produzido pela primeira vez com o nome de Barriga do Tempo, no ano de 2015, através do Edital ProAC de Montagem de Teatro Infantil e cumpriu as apresentações de contrapartida, permanecendo inédito em São Paulo. Em 2018, o grupo retoma o espetáculo numa outra roupagem, com novos nomes na ficha técnica, título e enredo alterados, seguindo assim as transformações do tempo.

A Cia é formada pelas atrizes Ana Luiza Caetano e Raíça Augusto, que trabalham juntas há 10 anos. Atualmente as artistas também fazem parte do grupo vocal Vozeiral, além de terem integrado o Núcleo Ausência em Cena, de São Bernardo do Campo, que tinha como pesquisa central a literatura e o teatro. O processo de criação do espetáculo Aurora e o Tempo marcou um período de transição e fim do grupo, batizado agora de Cia Temporã. O Núcleo Ausência em Cena durou seis anos e deixou como repertório três espetáculos destinados ao público adulto: Clarice: em cena (2009), Lá Fora (2011) e O quarto do Barba Azul (2012), todos com direção artística de Paula Carrara.

Ficha Técnica


Cia Temporã - Ana Luiza Caetano e Raíça Augusto
Concepção e Trilha Sonora Original - Fernando Escrich
Texto - Nereu Afonso em colaboração com a Cia Temporã
Direção - Fernando Escrich e Luciana Viacava
Elenco - Ana Luiza Caetano e Raíça Augusto
Musicista convidada, arranjos e preparação vocal - Luisa Toller
Musicista stand-in - Aline Anfilo
Assistente de Direção - Elisa Taemi
Cenário - Bira Nogueira
Bonecos - Victor Merseguel
Bonecos (assistência) - Luciana Castellano
Figurinos - Cleuber Gonçalves
Costureira - Velu Freitas
Iluminação - Giuliana Cerchiari
Técnico de Som - Tiago Fróes
Produção - Nascedouro Gestão Cultural
Fotos - Mariana Moraes

Serviço

Aurora e o Tempo
Data - de 14 de outubro a 11 de novembro - domingos - exceto 28 de outubro
Horários - 15h e 17h
Local - Sesc Pinheiros - Auditório
Endereço - Rua Paes Leme, 195 - Pinheiros - São Paulo
Capacidade - 98 lugares
Duração - 50 minutos.
Classificação - Livre

Ingressos

R$ 17,00 (inteira), R$ 8,50 (meia entrada: estudante, servidor de escola pública, maiores de 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência) e R$ 5,00 (credencial plena do Sesc - trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes)
Ingressos à venda no portal Sesc e nas bilheterias das unidades do Sesc.
Grátis para crianças até 12 anos, com retirada de ingresso.
Não é permitida a entrada após o início do espetáculo.
Bilheteria: Terça a sábado das 10h às 21h. Domingos e feriados das 10 às 18h
Informações 11 3095.9400

Comentários


Fque por dentro