Estás Me Matando Susana


Estreia nesta quinta-feira a nova comédia estrelada por Gael García Bernal com direção de Roberto Sneider

No dia 18 de outubro, a A2 Filmes e Mares Filmes estreiam nos cinemas brasileiros, a comédia Estás Me Matando Susana (Me estás Matando Susana / You’re killing me Susana), do cineasta e roteirista Roberto Sneider (diretor de "Arranca-me a Vida" e produtor de "Frida") e estrelada por Gael García Bernal ("Neruda", "No" e "Ensaio Sobre a Cegueira") e grande elenco.

Esta comédia romântica nos leva junto a Eligio em sua busca para encontrar e recuperar sua esposa, Susana, que, sem qualquer aviso, deixou a Cidade do México para uma conferência de escritores realizada no frio dos EUA.

O filme chegará aos cinemas do Rio de Janeiro, Niterói, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis, Salvador, Vitória, Fortaleza, Barueri e Teresina, dia 18 de outubro. A estreia em São Paulo acontecerá na próxima semana, dia 25.

Palavras do Diretor

Eu li "Cidades Desertas" pela primeira vez quando eu tinha 17 anos. Eu nunca vou esquecer esse dia. Na verdade, li o livro inteiro em uma única sentada. A única coisa que interrompeu a minha leitura foram as risadas e ter que enxugar as lágrimas dos meus olhos, ou para rir, ou porque a história tinha me comovido.

No final, meu coração estava batendo intensamente e minha cabeça havia mudado. O protagonista viveu uma relação de amor real e intensa, um choque cultural e uma experiência estética em apenas algumas horas. Eligio se tornara meu amigo, meu alterego. E eu estava perdidamente apaixonado por Susana.

A leitura me fez refletir e aceitar o que eu havia experimentado, viajar para os Estados Unidos, mas, ainda mais importante, eu havia me reconciliado com muitas contradições internas. Eu soube imediatamente que com essa história poderia fazer um filme que eu gostaria de ver.

Eu trabalhava apaixonadamente sobre os dois filmes que eu havia feito até agora, Dois Crimes e Arranca-me o Coração, mas Estás Me Matando Susana, adaptação de “Ciudades Desiertas”, de José Agustín, é um trabalho pessoal tanto para explorar tematicamente, como em termos do estilo visual que eu queria imprimir. É um filme em que decidi correr mais riscos criativos.

O que me impressionou no livro é a honestidade com que as emoções dos personagens são exploradas e o ritmo e estilo vertiginosos com os quais é contada a trama. O desafio, portanto, era encontrar esse nível de verdade nos personagens do filme e criar uma linguagem que tivesse no espectador o impacto que as palavras de Agustín tiveram sobre mim como leitor.

Sinopse

Certa manhã, Eligio (Gael García Bernal) acorda e descobre que sua esposa, Susana (vivida por Verónica Echegui), o deixou sem qualquer aviso ou explicação. Sem pistas do paradeiro dela, sem saber o motivo da sua atitude, Eligio inicia uma jornada para tentar localizar o amor de sua vida.

Saindo da Cidade do México, indo parar em uma gelada universidade em Iowa, nos Estados Unidos, o rapaz descobre que sua esposa se mudou para outro país para se distanciar do jeito infantil do marido em lidar com os problemas - e não o quer de volta! Em um lugar inóspito e totalmente fora de sua zona de conforto, Eligio terá que enfrentar seus próprios demônios e superar seus medos se quiser reconquistar Susana.



Ficha técnica

Estás Me Matando Susana (Me estás Matando Susana)
EUA - México - Canadá - 2016
Gênero - Comédia
Direção - Roberto Sneider
Roteiro - Roberto Sneider, Luis Cámara
Baseado no romance de José Agustín
Elenco - Gael García Bernal, Verónica Echegui, Ashley Hinshaw
Distribuição - A2 Filmes / Mares Filmes
Duração - 100 minutos
Classificação - 14 anos

Comentários


Fque por dentro