Narrativa e cultura popular no cristianismo primitivo

Obra traz uma potencial crítica sobre a relação entre cristianismo e cultura ocidental

A PAULUS Editora lança a obra Narrativa e cultura popular no Cristianismo primitivo, de Paulo Nogueira. O livro é um convite para entrar no mundo dos primeiros cristãos por meio de um exercício de estranhamento. O autor propõe que os leitores se permitam ver como esse grupo é singular a qualquer outra forma de cristianismo que conheçam ou que praticam. 

O livro apresenta o cristianismo em sua origem, no entanto, traz uma potencial crítica sobre a relação entre cristianismo e cultura ocidental, com blocos políticos e econômicos poderosos. Além disso, a obra oferece ao leitor alternativas e complementos a perspectivas de estudos já consagrados como a história social e a história de crenças e doutrinas. 

Os capítulos do livro e sua concepção são frutos de anos de interlocução entre Paulo Nogueira, diversos pesquisadores e pós-graduandos, principalmente nos debates do Grupo de Pesquisa Oracula, da Pós-Graduação em Ciências da Religião da Universidade Metodista de São Paulo.

A obra é dividida em cinco capítulos. No primeiro são discutidas questões metodológicas, terminológicas, de delimitação de fontes e cronologia. Em seguida, o autor busca definir o campo de estudos chamado de “cristianismo primitivo” e sua relação com a área de Novo Testamento, origens cristãs e o “Early Christian Studies”. 

Na sequência, o autor traz as narrativas cristãs conhecidas como Atos Apócrifos, que contam sobre a atuação missionária dos apóstolos em diversas cidades e regiões do Mediterrâneo. De acordo com o autor, a escolha por essas narrativas do cristianismo primitivo se deve ao fato de que se constitui num gênero literário que articula temas próprios do cristianismo, como a morte violenta de seus líderes, e temas de seu entorno social, como as relações domésticas, as relações dos cristãos com membros das elites do império, além de exibições públicas dos poderes dos apóstolos milagrosos.

Paulo Nogueira afirma que o objetivo do livro é propor uma hipótese de leitura do cristianismo primitivo, que tire o leitor de posições confortáveis, de que o mundo está fundamentado nas crenças e valores antigos, ou de que essas mesmas crenças e valores podem apresentar alternativas sociais e políticas para o mundo contemporâneo. 

Sobre o autor

Paulo Augusto de Souza Nogueira é doutor em Teologia pela Universidade de Heidelberg (Alemanha), é professor titular da Pós-Graduação em Ciências da Religião da Universidade Metodista de São Paulo. Pesquisa e leciona nas áreas de história da literatura do cristianismo primitivo e teoria da linguagem e religião.

Ficha Técnica

Narrativa e cultura popular no cristianismo primitivo
Autor - Paulo Nogueira
Páginas - 152​​​​​
Preço - R$ 20,30

Clique Aqui para mais informações

Comentários