Mundo Cristão lança "A menina da foto", autobiografia de Kim Phuc Phan Thi



No livro, a protagonista da icônica foto registrada durante a Guerra do Vietnã fala sobre os bastidores da guerra e compartilha um emocionante relato sobre como a fé em Cristo a fez superar a dor e o medo

“Meu maior objetivo ao escrever esta história? Que você conheça e viva plenamente a paz que eu encontrei.” - Kim Phuc Phan Thi


Lançamento da Editora Mundo Cristão, A menina da foto - Minhas memórias: Do horror da guerra ao caminho da paz chega às livrarias neste mês de setembro. O livro é uma autobiografia escrita por Kim Phuc Phan Thi, personalidade mundialmente conhecida por protagonizar a icônica imagem registrada por Nick Ut, fotógrafo da Associated Press, durante a Guerra do Vietnã, em 8 de junho de 1972. No retrato, Kim Phuc, aos nove anos de idade, corre sem roupas e queimada após um ataque a bomba, em meio a crianças e soldados.

No livro, Kim, hoje Embaixadora da Boa Vontade da Unesco, compartilha detalhes de sua história, começando com um quadro da bela e inocente infância que tivera nas formosas terras do Vietnã do Sul, passando pela devastação da guerra e pela opressão imposta pelo regime comunista.


Kim, que teve um terço de seu corpo profundamente queimado pela bomba de Napalm, arma tática que adere de maneira irreversível à pele humana e que queima a mais de dois mil e setecentos graus, fala sobre todo o contexto que marcou o antes e o depois do registro fotográfico e sobre as excruciantes dores físicas que enfrentou ao longo de toda a sua vida, em decorrência das dolorosas cicatrizes deixadas pela substância.


Como a própria escritora sugere no começo da obra, há uma história por trás dos relatos já produzidos acerca do que ela vivenciou na Guerra do Vietnã, e é essa história que ela deseja abordar. Na autobiografia, Kim fala sobre sua conversão à fé cristã e sobre como a fidelidade do Senhor foi decisiva quando ela estava envolta pelo medo paralisante e pela profunda dor na alma.

Em seu vívido e tocante texto, Kim Phuc traz à tona os abusos sofridos ao ser usada, de maneira antiética, como ferramenta de propaganda política do governo comunista e as agonias de estar sob os holofotes de autoridades opressoras. Enviada na juventude para estudar em Cuba, a autora revela o difícil período que enfrentou no país caribenho e sobre sua fuga para o Canadá, onde finalmente passou a experimentar a tão sonhada liberdade. 

Ao longo da obra, ela divide com o público os traumas, os medos, as lutas e os complexos que vivenciou em diferentes fases de sua caminhada e revela o segredo que a fez superar a desesperança, a tristeza e a dor que afligiam a sua alma: a fé inabalável em Jesus Cristo.


Emocionante do início ao fim, A menina da foto - Minhas memórias: Do horror da guerra ao caminho da paz oferece um caminho de união, equilíbrio e conciliação em um mundo marcado pela violência e busca desenfreada pelo poder. Altamente inspirador, o livro é leitura indicada para toda e qualquer pessoa que deseja obter encorajamento para vencer em meio às circunstâncias mais adversas e aprender com alguém que experimentou a cura, a restauração e a transformação que somente podem ser encontradas na graça e no amor de Deus.

Sobre a autora


Kim Phuc Phan Thi tornou-se conhecida após ser fotografada aos nove anos de idade, fugindo de um bombardeio de napalm que atingiu a aldeia onde ela morava no sul do Vietnã, em 1972. O ataque lhe provocou queimaduras severas. Hoje, Kim vive no Canadá e atua como embaixadora da boa vontade da Unesco. É casada com Toan e mãe de Thomas e Stephen.

Ficha Técnica


A menina da foto - Minhas memórias: Do horror da guerra ao caminho da paz
Categoria - Biografia e autobiografia
Páginas - 320

Preço - R$49,90 

Comentários