Renato Góes e Ícaro Silva vivem fundadores do Planet Hemp em “Legalize Já - Amizade Nunca Morre”


O filme, dirigido por Johnny Araújo e Gustavo Bonafé, mergulha na história de amor de grandes amigos que construíram o legado de uma das mais consagradas bandas de rap do brasil, tem estreia marcada para 18 de outubro


“Tem muita coisa errada, temos que reclamar”. Foi assim, com canções de denúncia social e resistência, que os amigos Skunk e Marcelo - atualmente conhecido como Marcelo D2 - deram os primeiros passos com a banda Planet Hemp. A relação de ambos é tema de “Legalize Já - Amizade Nunca Morre”, que estreia nos cinemas no dia 18 de outubro. 


Skunk, interpretado por Ícaro Silva, é um artista que sonha em ganhar a vida com o seu talento, enquanto, Marcelo, vivido por Renato Góes, trabalha como camelô e não reconhece o potencial que tem como compositor e cantor. O trailer do longa, que mostra o encontro dos dois e as dificuldades que enfrentaram até o início da carreira, pode ser visto abaixo. 


A cinebiografia conquistou o prêmio de Melhor Ficção Nacional Segundo o Público na 41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e também Melhor Longa-metragem pelo Júri Popular e Melhor Roteiro no 12º Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro, além de ter participado do Festival do Rio de 2017. Dirigido por Johnny Araújo e Gustavo Bonafé, com roteiro de Felipe Braga, o drama tem produção da Academia de Filmes, distribuição da RioFilme e Imagem Filmes e coprodução do Telecine e da RioFilme.

Renato Góes e Ícaro Silva
O cantor Marcelo D2 participou de perto desde o início do projeto, que durou nove anos, assina o argumento do filme junto do do diretor Johnny Araújo e é um dos responsáveis pela trilha sonora.

– O filme ‘Legalize Já’ não é só sobre maconha. É uma história de amor. É um grito de liberdade. Um pé na porta. É reconhecer que você tem o seu espaço no mundo. O mundo é meu, o mundo é seu. O mundo é de todos nós - declara o rapper.

Para Ícaro Silva, o encontro entre o Skunk e o Marcelo foi um divisor de águas na vida pessoal e profissional do vocalista do Planet Hemp, além de ter um contexto instigante para a juventude no Brasil.

– Fazer esse filme agora, falando do poder do encontro entre jovens e da possibilidade da mudança a partir do encontro, é genial, porque o nosso país vive um momento de desencontro. Poder falar que é muito mais se juntando do que se separando que a gente evolui, vai para a frente, constrói, é essencial - explica o ator Ícaro Silva.

Marcelo D2 complementa dizendo sobre o valor do seu amigo Skunk para ele.

– O Skunk foi um anjo na minha vida. Eu não sei se esse foi o papel dele aqui na Terra, mas ele realmente mudou a minha vida. Me botou em um caminho que eu não ia achar sem ele. Me trouxe para a música. Foi ele quem me incentivou a escrever - finaliza o carioca.

Os diretores Johnny Araújo e Gustavo Bonafé tiveram dificuldade para escolher quem iria interpretar o Marcelo D2, mas quando viram Renato Góes atuando, perceberam que ele era a aposta certa, justamente, pelos dois terem um brilho no olhar. O pernambucano precisou trabalhar para que o seu sotaque não interferisse na composição do personagem.

– Dois fatores que me preocupavam muito eram o corpo e o sotaque. Eu não preciso imitar o Marcelo, eu preciso ir na essência. Se eu assistir ao filme e ver que o meu olho está falando a verdade, eu não vou me importar com o sotaque - revela o ator Renato Góes.

No filme, Renato Góes e Ícaro regravaram e cantam clássicos do Planet Hemp como, “Legalize Já”, “Mantenha o Respeito” e “Phunky Buddha”.

Este filme foi realizado com recursos da Sabesp - Programa de Fomento ao Cinema Paulista - e do Programa de Apoio à Cultura - Lei Estadual 12.268/06 - da Secretaria do Estado da Cultura e do Governo do Estado de São Paulo e com o apoio da Ancine - Prêmio Adicional de renda 2008.

Sinopse

​Como o encontro entre dois jovens que vendiam camisetas e fitas cassete no centro do Rio de Janeiro para se sustentar pôde dar origem a uma das bandas mais populares do Brasil na década de 1990? O filme narra esse momento transformador na vida de Marcelo - futuramente, conhecido como Marcelo D2 - e Skunk, que culminou na formação do Planet Hemp. Reprimidos por uma sociedade preconceituosa, os dois fizeram da música um grito de alerta e de resistência, conquistando corações e mentes de toda uma geração.​

Elenco


Renato Góes - Marcelo
Ícaro Silva - Skunk
Ernesto Alterio - Brennand
Marina Provenzzano - Sônia
Stepan Nercessian - Dark (Pai de Marcelo)
Rafaela Mandelli - Suzanna
Shirley Cruz - Marli

Ficha técnica


Direção - Johnny Araújo e Gustavo Bonafé 
Roteiro - Felipe Braga
Produção - Academia de Filmes
Produtor - Paulo Roberto Schmidt
Fotografia - Pedro Cardillo
Montagem - Marcelo Junqueira
Trilha Sonora - Mauro Berman, Lourenço Monteiro e Marcelo D2
Distribuição - RioFilme e Imagem Filmes

Comentários

Portal Primus FM: fique por dentro