Polêmica Peça Teatral "A Fábrica de Sonhos" tem estreia prevista para setembro em Brasília.

Texto provocativo e polêmico põe em discussão livre de tabus e moralismos imagens de mulheres e suas realidades no mundo do entretenimento adulto, falando sobre preconceito, prostituição e sociedade


Colaborou - Fabiano de Abreu / MF Press Global 

Com estreia prevista para setembro, a peça teatral A Fábrica de Sonhos já está dando o que falar, meses antes de sua estréia. O texto de Lilian Alencar é provocativo, polêmico, e toca na ferida da sociedade, falando de tabus, preconceito, diversidade e da indústria do entretenimento para maiores de 18 anos, o chamado entretenimento adulto.

Fotos - MF Press Global 

O argumento do texto surge à partir do depoimento do personagem Tuca (George Sand) ex-empresário e dono da Fábrica dos Sonhos, um Cabaret de estripers, revela-se o sucesso e o fracasso do seu negócio. Por meio do seu depoimento surgem sete imagens de mulheres: Cléo (Lilian Alencar) Cris (Naty Bittencourt), Gabi (Poliana Dandara), Penélope (Dani Farias), Joice (Gleyce Lima), Marlin, e Rose. A primeira delas, no decorrer da trama é dispensada por ele, seu ex. chefe e amante por está velha para o trabalho. As amigas de trabalho então resolvem fazer greve.

O texto, construído sem um personagem principal, alterna-se entre monólogo e diálogo e traz em enfoque as histórias dessas mulheres, como ponto de partida para falar sobre tabus e preconceito: "Todas são dançarinas de um cabaré e tem uma realidade diferente da outra. A minha personagem está lá para conseguir sustentar o segundo filho, pois o primeiro filho foi dado para adoção. Acho muito importante termos oportunidade de dialogar sobre essas mulheres na vida real, e a arte usa o artificio do teatro para conseguir por sobre a mesa esse tema, essas realidades representadas pelas nossas personagens”. Comenta Naty Bittencourt, que além de interpretar, também atua como produtora da peça.

Inovadora, provocativa e perspicaz, a peça promete sacudir o cenário cultural da nossa capital, Brasília, e é uma excelente narrativa de tolerância e empatia, em tempos tão difíceis de radicalismo, extremismo político e social: "a estreia está prevista para setembro, e nós iremos apresentar em várias regiões do DF, para termos uma peça mais inclusiva, que abarque todo o público.” revela a produção do espetáculo.

Ficha técnica


A Fábrica de Sonhos
Direção - Lilian Alencar
Produção - Naty Bittencourt
Elenco - Lilian Alencar, Naty Bittencourt, Gleyce Lima, Poliana Dandara, Dani Freitas, George Sand
Estréia prevista para setembro
Local - Teatro Brasilia Shopping (sujeito a variação)
Classificação - 14 Anos

Comentários

Portal Primus FM: fique por dentro