Coleção A Cidade da Gente

Livro da Coleção A cidade da Gente
Imagem - Divulgação

A coleção, formada por  livros infanto-juvenis, abordam o patrimônio e a história de pequenas e médias cidades brasileiras

Balsas, no Maranhão. Campo Verde, em Mato Grosso. Não-Me-Toque, no Rio Grande do Sul. Paracatu, Araxá e Congonhas do Campo, em Minas. São José dos Campos, Taubaté e Pindamonhangaba, em São Paulo. Pinheiral, no Rio de Janeiro. O que essas cidades tem em comum? Simples, elas tem seus patrimônios materiais e imateriais abordados na coleção “A cidade da gente”.

Idealizado pela Editora Olhares, com autoria do escritor mineiro José Santos, o projeto já publicou livros sobre sete cidades de quatro regiões brasileiras. Mais três serão lançados em 2018. Cada um deles conta a história de um município brasileiro e o roteiro surge a partir da interação entre professores e alunos da rede municipal de ensino. Eles são incentivados a dissertar sobre os patrimônios de seus municípios e tornam-se guias do escritor na cidade. Assim, viram protagonistas de suas próprias histórias quando o livro toma forma.

Imagem - Divulgação
Com preocupação didática, o projeto tem o objetivo de apoiar a perpetuação e a disseminação da história das cidades abordadas e ampliar as noções das crianças locais sobre sua identidade e sobre o pertencimento à cidade e à região onde vivem, além de valorizar lugares importantes da memória coletiva da cidade.

Os livros da coleção se tornam importantes referências locais de conhecimento e têm sua tiragem distribuída gratuitamente para as escolas da rede pública da cidade, para que sejam utilizados pelas turmas ano a ano, apoiando as atividades didáticas em temas diversos. Sua contribuição local tem sido amplamente reconhecida por autoridades e professores locais.

Produzidos com recursos da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, os livros da coleção têm gestão cultural da Doble Cultura e já contaram com patrocínio de Monsanto, CBMM, Novelis e MRS.

Sobre o autor
José Santos é mineiro de Santana do Deserto. Vencedor do Prêmio Jabuti de livro infantil em 2016, tem 27 livros para crianças e jovens publicados, atingindo uma tiragem de 350 mil exemplares. Já teve quatro de seus títulos selecionados para o catálogo da Bologna Children’s Books Fair. E cinco de seus livros foram escolhidos pelo Ministério da Educação para fazer parte do PNBE - Programa Nacional Biblioteca na Escola. Seus projetos foram feitos em parceria com importantes ilustradores como Alcy, Laurabeatriz, Girotto, Guazzelli, Jô Oliveira, Maurício de Sousa e Eliardo França. 

Imagem - Divulgação
Sobre a  Editora
Em um catálogo heterogêneo, os títulos da Olhares têm em comum a proposta de estruturar o conteúdo junto com os autores, o pensamento editorial e de design entrelaçados, a articulação entre textos e imagens para a construção de uma narrativa comum. Trata de temas da cultura brasileira, em especial nos campos da arte, da história, da fotografia, da arquitetura e do design. Além de títulos relevantes nesses segmentos, a editora conquistou prêmios como o Jabuti e o Prêmio Design do Museu da Casa Brasileira.

Comentários


Fque por dentro