Belo Jardim respira cinema latino-americano na IV Edição do Cine Jardim


Festival que começa hoje, 14 de maio, contará com a exibição de 81 filmes e realização de seis oficinas gratuitas com o objetivo de ampliar a reflexão e dinamizar a vida cultural da cidade sobre sustentabilidade, inclusão sociocultural e construção de melhores cidades para se viver

O Cine Jardim, festival de cinema que transforma Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, em capital da sétima arte ao longo de 12 dias, expandiu os horizontes em 2018. Promovido pelo Instituto Conceição Moura, juntamente com a Pontilhado Cinematográfico, agora é Festival Latino-Americano de Cinema de Belo Jardim. Os 81 curtas e longas-metragens que ganharão as telas do Cineteatro Cultura, ou serão exibidos ao ar livre no Parque Ariano Suassuna, foram selecionados entre 759 inscritos por cineastas de diversos países latino-americanos. O conjunto de obras estimulam a reflexão do público sobre a necessidade de firmar compromissos em prol da sustentabilidade, diversidade sexual, inclusão sociocultural e pela construção coletiva de melhores cidades para se viver.

Além da extensa lista de filmes em exibição, a programação prevê a realização de seis oficinas gratuitas para crianças e jovens, cujo objetivo ultrapassa a transmissão de conhecimentos sobre produção cinematográfica. Miram a formação cidadã e um pensamento autocrítico sobre como, por meio do cinema, é possível contribuir para melhorar a vida das comunidades e das cidades onde os participantes vivem.

Um dos destaques é a Oficina de Crítica de Cinema, que será a base de formação do Júri Jovem do Festival. Alunos do Ensino Médio serão responsáveis por eleger quais filmes receberão as premiações de Melhor Curta-Metragem e Melhor Longa-Metragem.

Outro ponto alto do Cine Jardim será a realização da primeira edição do concurso de Vídeo Cleto Mergulhão. O evento é uma competição para vídeos produzidos com o tema “Minha Cidade dava um filme”. Participam crianças, jovens e adultos moradores das cidades da região do Agreste pernambucano que dirigiram filmes com duração entre 3 a 25 minutos, captados em qualquer formato, inclusive celular. Os vencedores serão anunciados no final do Festival.

Ao abraçar a latinidade, o IV Cine Jardim busca aproximar a população de Belo Jardim de suas raízes, compreendendo, observando e tornando visíveis os processos socais que se desenvolvem nas sociedades latinas. Todos os filmes selecionados transitam ao redor do tema “As veias abertas da América Latina”, descentralizando o olhar e abraçando as transformações sociais e dando imagem, som e voz a indígenas, mulheres, comunidade LGBTIQ+.

Sobre o Instituto
O Instituto Conceição Moura é uma organização de investimento social privado, sem fins lucrativos, concebida e mantida pelo Grupo Moura, promovendo ações de transformação social por meio da arte & cultura, educação e meio Ambiente. O seu maior objetivo é contribuir para tornar Belo Jardim, a 180 Km do Recife, uma cidade melhor para se viver. 

Anualmente, cerca de 10 mil pessoas são beneficiadas pelas ações e projetos do Instituto, cujo nome é uma homenagem à empreendedora e cofundadora do Grupo Moura, Conceição Moura. Os projetos desenvolvidos favorecem o desenvolvimento educacional, cultural e socioambiental de crianças e jovens da cidade. As ações acontecem de forma integrada em parceria com o Poder Público e instituições privadas, articulando competências, ferramentas e métodos para desenvolver jovens, apoiando-os na superação dos desafios da vida pessoal e na atuação cidadã, tendo em vista a construção de uma comunidade engajada na busca por soluções.

Comentários


Fque por dentro