55SP lança edição da icônica obra Glu-Glu da artista Amelia Toledo


Glu-Glu (1968-2018): vidro soprado, água e espumante - Edição 50 55SP - Foto Du Ribeiro

Múltiplo da escultura “Glu-Glu”, criada em 1968 é lançado no espaço da 55SP que abre ao público dia 10 de maio e segue para feira JustLX em Portugal
 
A 55SP lança no dia 10 de maio uma edição limitada da icônica escultura em vidro e líquido com tensoativo “Glu-Glu”, de Amelia Toledo (1926-2017) criada no final dos anos 60, uma das mais celebradas invenções da artista.

A obra em formato de ampulheta ou chocalho traz em seu interior um líquido espumante e quando manuseada ou chacoalhada, forma bolhas que mudam a cada nova interação. A proposta da artista era justamente criar essa relação tátil entre corpo e a obra. O nome é uma onomatopeia do som que a água faz ao passar de uma esfera para a outra.

A obra “Glu-Glu “, que completa hoje 50 anos de existência foi mostrada pela primeira vez no Rio de Janeiro em 1968 e já esteve presente na Bienal de Arte de São Paulo e em outras exposições pelo mundo. A obra foi concebida por Amelia Toledo para ser um múltiplo e ganha uma edição certificada e assinada de 50 exemplares. 

A 55SP também apresentará o “Glu-Glu” na feira internacional de arte JustLX em Lisboa (Portugal), onde a artista residiu e lecionou na Faculdade de Belas Artes nos anos 60. 

A 55SP foi convidada pela curadoria da primeira edição do evento, focado em arte contemporânea emergente e que acontece entre os dias 17 e 20 de maio reunindo 43 galerias de todo o mundo.

Sobre a artista
Consagrada ainda em vida, a obra de Amelia Toledo está presente nas principais coleções particulares e acervos de museus do Brasil como o MASP, o MAC USP , MAM- Rio e trabalhos expostos permanentemente na Pinacoteca e MAM SP. Faleceu aos 90 anos em 2017, quinze dias após inaugurar sua retrospectiva “Lembrei que Esqueci”, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) em São Paulo. A exposição foi premiada como a melhor exposição do ano no País em 2017 pela Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA) e também pela APCA de São Paulo. 

Amelia recebeu importantes prêmios mundo afora e em 2016 foi artista homenageada no Prêmio Marcantonio Vilaça. Atualmente Amelia é destaque da exposição Radical Women, que já passou pelo Hammer Museum, que está aberta no Brooklin Museum de NY e chega no segundo semestre à Pinacoteca de São Paulo.

Amelia foi pintora, desenhista, escultora e gravadora, foi também designer de joias e professora.

Sobre a 55SP
Criada para difundir a arte contemporânea, a 55SP vem fomentando o novo colecionismo e a relação do comprador com arte e a produção artística. Além de trabalhar divulgando novos artistas, aposta em nomes consolidados do mercado, produzindo, com o suporte de curadores, edições limitadas e exclusivas de obras. 

A 55SP realizou seus últimos projetos em galerias e espaços culturais independentes, como a Galeria Vermelho e Tijuana, Casanova Arte e Cultura,Plataforma91, Cartel011, Pair. Em seu novo espaço, ao lado da galeria Pilar, a 55SP conta com apresentações musicais, lançamentos de livros de arte, cursos e talks com artistas e convidados.

Serviço
55SP @ Glu-Glu - Amelia Toledo
Abertura: 10 de maio, quinta-feira, a partir das 19 horas - Entrada Gratuita
Local: Rua Barão de Tatuí, nº 377, Santa Cecília
Horário de funcionamento: de terça-feira a sexta-feira das 11 às 19 horas e aos sábado das 11 às 17 horas - Período expositivo: de 11 de maio a 16 de junho 

Comentários

Portal Primus FM: fique por dentro