Carrascoza resgata a infância em contos delicados

Reprodução capa
Em novo livro voltado ao público infantil, o consagrado autor mostra a capacidade imaginativa das crianças na superação dos problemas

Para iluminar o escuro da noite, o menino põe o mundo no papel. Longe das coisas esquecidas em casa, faz da praia sua caixa de brinquedos. Com saudades do mar, recria o oceano... Quantos universos mais ele é capaz de inventar? 

Com um olhar poético sobre a infância, o livro Caixa de Brinquedos, de João Anzanello Carrascoza, um dos principais contistas brasileiros contemporâneos, reúne contos curtos sobre meninos, tendo como eixo a capacidade imaginativa e os recursos lúdicos por meio dos quais eles veem e lidam com o mundo. O premiado autor aborda ainda outros temas importantes para o desenvolvimento infantil, como percepção de si mesmo e dos outros, ciclo da vida, autonomia e criatividade.

Tão delicadas quanto os contos, as ilustrações de Larissa Ribeiro, feitas de colagem, conseguem captar o espírito poético do texto, expandindo seus sentidos narrativos.

Ficha técnica
Caixa de brinquedos
Autor - João Anzanello Carrascoza
Editora - SM
Coleção Barco a Vapor
Páginas - 56
Preço - R$ 41,00

Sobre o autor
João Anzanello Carrascoza nasceu em Cravinhos, São Paulo, em 1962. Formou-se pela Escola de Comunicações e Artes da USP, pela qual é mestre e doutor e onde leciona até hoje. Escritor reconhecido no Brasil e no exterior, é autor de obras infantojuvenis, contos, livros de não ficção, romances e adaptações, traduzidas para diversos idiomas. 

Sobre a ilustradora
Larissa Ribeiro nasceu em São Paulo, capital, em 1983. Cursou Arquitetura na FAU/USP e especializou-se em ilustração infantojuvenil pela Universidade Autônoma de Barcelona e pela Escola de la Dona (Barcelona). 

Sobre a coleção
Lançada em agosto de 2004, a Barco a Vapor é a versão brasileira de uma das mais importantes coleções de literatura infantojuvenil em língua espanhola, criada há mais de trinta anos na Espanha. Fiel ao espírito aventureiro e sonhador dos dois personagens que a inspiraram — Tom Sawyer e Huckleberry Finn, criados pelo escritor norte-americano Mark Twain —, a coleção aposta na fantasia, na imaginação e na reflexão como meios de despertar o gosto pelos livros e formar leitores capazes de compreender melhor o mundo. Com histórias para rir e chorar, escritas e ilustradas por autores de diferentes nacionalidades, contempla grande diversidade de gêneros, temas e estilos narrativos. A Série Azul abarca livros para leitores a partir de oito anos.

Comentários


Fque por dentro