As Quatro Faces do Amor

Reprodução capa
“Na alegria e na tristeza; na saúde e na doença.” São essas as palavras que selam o início da maioria dos relacionamentos conjugais. No entanto, quando a vida aperta e o cumprimento desses votos é cobrado, o amor basta?


Em As Quatro Faces do Amor, publicado pela Thomas Nelson Brasil, Miguel Uchôa, conselheiro de casais há mais de trinta anos, explica o fato de o amor poder ser cultivado de diversas formas e de ser a base do relacionamento.

O propósito dessa obra é justamente ajudar o leitor a conhecer e aperfeiçoar cada uma dessas nuances: o amor amante, o amor amigo, o amor irmão e o amor incondicional.

De maneira bastante direta e didática, Miguel se inspira no clássico livro Os quatro amores, do célebre escritor C. S. Lewis, para caminhar por entre as quatro facetas desse sentimento e dá conselhos valiosos para auxiliar o casal de qualquer idade a desenvolver o amor pleno e verdadeiro em seu matrimônio.



Como inserir e vivenciá-las na experiência conjugal? O autor discorre de maneira zelosa e enriquecedora os capítulos que contemplam as quatro expressões concretas no contexto das vivências do casal, indispensáveis à saúde e a vitalidade do casamento, são eles: amor Philia, amor Storgé, amor Eros e amor Ágape.

Em As Quatro Faces do Amor, Miguel Uchôa proporciona ensinamentos para os casais fortalecerem o relacionamento a partir dos ensinamentos de Deus.

Contextualizando os tipos de amor que Uchôa aborda, os tipos de amores são:

A face Eros - Meu cônjuge, meu amante
Eros é o nome grego que dá-se ao cupido, mais conhecido como “deus do amor”, que atira fechas para as pessoas se apaixonarem aleatoriamente. Neste sentido, Eros teria ligação com a paixão e sensualidade, e ainda é visto com desaprovação perante a Deus. “Porém, se entendemos que Deus criou todas as coisas e viu que eram boas - inclusive a atração física que existe entre homem e mulher, macho e fêmea, independentemente do nome que esta atração receba - concluiremos que foi o próprio Senhor quem criou a sexualidade, portanto, ela desempenha um papel importante no relacionamento conjugal.”

A face Philia - Meu cônjuge, meu amigo
“É curioso notar que as palavras usadas para designar os grupos de pessoas que se dedicam a uma mesma atividade ou a um mesmo passatempo geralmente terminam em “filia”: cinofilia (gosto pelo cinema), halterofilia (interesse por levantamento de pesos), enofilia (apreço por degustar vinhos), e assim por diante”. Estes grupos estão ligados ao sentimento de partilha, amor e interesse mútuo por alguma coisa. O afeto que nasce desse companheirismo é chamado de Philia (pronuncia-se “filia”), a face fraternal do amor. Enquanto Eros brota dos sentidos, Philia nasce da experiência, do andar junto no dia a dia.

A face Storgé - Meu cônjuge, meu irmão
Storgé termo designa a face doméstica, familiar e fraternal do amor. Trata-se de um amor natural, que se dá por conta de um elo de afeição e ternura. “Diferentemente de Philia, Storgé não une pessoas com gostos semelhantes, mas aproxima em comunidade até mesmo os que são opostos, e lhes permite conviver em harmonia. Ao contrário de Eros, ele não brota de instintos sensoriais, mas nasce de um simples apreço pela bondade e autenticidade que o outro lhe estende”.

A face Ágape - Meu cônjuge, meu próximo
O amor Ágape é aquele em que as pessoas se dedicam incondicionalmente para o outro, como para si mesmo. “Eu diria que esse não é simplesmente outro tipo de amor, mas o próprio Amor, em sua expressão mais sublime e suprema. A palavra Ágape também é de origem grega, como ocorre com as outras que vimos até aqui. Ela traz a ideia de elevada consideração, de compromisso total, de amor sacrificial em favor da pessoa amada”.

Sobre o autor
Apaixonado pelo projeto divino da família, Miguel Uchôa é conselheiro de casais há mais de trinta anos, ao lado de sua esposa, Valéria, com quem divide a vida desde 1987. Acompanhados de seus filhos, Gabriel e Matheus, vivem em Jaboatão dos Guararapes, região metropolitana de Recife, PE. Lá, a família serve a Deus ao lado de mais de três mil pessoas na comunidade anglicana PAES, que implantou em 1996, da qual Miguel é líder  e reitor.

Ficha técnica
As Quatro Faces do Amor
Autor - Miguel Uchôa
Páginas - 192
Preço - 29,90

Comentários

Portal Primus FM: fique por dentro