Paris Filmes leva três filmes a 41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo


Human Flow, Assim é a Vida e Aqualoucos integram a programação de 2017 


A Mostra Internacional de Cinema de São Paulo chega a sua 41ª edição e reúne três filmes com distribuição nacional Paris Filmes. De 19 de outubro a 1º de novembro, a 41ª edição da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo exibe durante suas duas semanas 394 títulos, entre homenagens, retrospectivas, apresentações especiais, projeções ao ar livre e filmes contemporâneos.


Dirigido e roteirizado por Ai Weiwei, que também assina a arte do cartaz da Mostra, “Human Flow – Não Existe Lar se Não Há para Onde Ir” será o filme de abertura. Filmado ao longo de um ano em 23 países, o filme segue uma corrente de histórias que se espalha pelo mundo em países como Afeganistão, Bangladesh, França, Grécia, Alemanha, Iraque, Israel, Itália, Quênia, México e Turquia. Uma busca desesperada por segurança, abrigo e justiça: dos campos de refugiados lotados a perigosas travessias pelo oceano e fronteiras delimitadas por arames farpados; do deslocamento e da desilusão à coragem, resistência e adaptação; da ilusão de deixar vidas para trás ao potencial desconhecido do futuro. No Brasil, o longa tem estreia prevista para 16 de novembro de 2017.

“Assim é a Vida” (C’est La Vie) chega aos cinemas dia 14 de dezembro e conta a história de Max, que geriu uma empresa de catering por 30 anos. Ele planejou centenas de festas e está começando a ficar cansado. Mas hoje é o grande dia de Pierre e Helena, que irão se casar em um castelo do século 17. Como de costume, Max organizou tudo. Recrutou seu time de garçons, cozinheiros e assistentes. Também indicou o fotógrafo ao casal, reservou a banda, cuidou dos arranjos de flores: tudo para fazer da festa um sucesso. No entanto, uma série de contratempos pode transformar esse instante de felicidade em um verdadeiro caos.

Com produção Paris Entertainment, o nacional “Aqualoucos” conta a história dos atletas palhaços em trajes de banho que faziam estripulias do alto do trampolim. Eram uma combinação, originalíssima, de saltadores e mergulhadores exímios com palhaços de circo. Famosos entre os anos 50 e 80, eles atraíam milhares de pessoas ao Clube Tietê aos finais de semana. Mas Aqualouco não era profissão nem fonte de renda, era parte da personalidade desses rapazes, que encontraram sua verdadeira vocação ao desafiar o perigo na frente de uma plateia lotada, sem receber nada em troca. A estreia é prevista para 09 de novembro.

Nenhum comentário