Acervo da revista Filme Cultura está disponível em repositório digital


A Revista Filme Cultura foi relançada no dia 1º de julho de 2017, durante a 16ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis. Com o intuito de alcançar o maior número de interessados, a Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura (SAv/MinC), em parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG), lançam a primeira versão do repositório online com todas as revistas, trazendo a possibilidade de busca por metadados, no site: revista.cultura.gov.br.

O repositório online foi construído a partir da solução tecnológica Tainacan, desenvolvida pela Universidade Federal de Goiás (UFG). O Tainacan é uma plataforma de gestão de acervos digitais, que apresenta possibilidades de participação social e gestão descentralizada. Outro ganho da utilização do Tainacan é a integração de diferentes tipos de acervos e a categorização e indexação de dados.

Histórico

A Revista Filme Cultura é um periódico sobre cinema brasileiro criado em 1966 e que vem sendo editada desde então com alguns períodos de pausas. A revista resgata com essa edição seu importante papel na divulgação, reflexão e debate sobre o cinema nacional, apresentando artigos sobre estética e técnica cinematográfica, ensaios, reportagens, depoimentos, entrevistas, legislação e material iconográfico.

No final de 2016, foi lançado edital para selecionar artigos que trabalhassem o tema cinema e infância. Foram contemplados oito trabalhos de formatos diversos, dentre artigos, entrevistas, críticas de filme, e outros, para compor as várias seções da Filme Cultura. Além disso, foram convidados articulistas para que expressassem suas percepções sobre o cinema infantil e sobre a representação da infância no audiovisual.

Dentre os convidados, destacam-se Luiza Lins e Carla Camurati, que organizam os maiores festivais de cinema voltados ao público infantil do país – Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis e Festival Internacional de Cinema Infantil, respectivamente. Os leitores poderão também conhecer um pouco mais sobre a carreira e a trajetória de Célia Catunda - criadora do “Peixonauta” e de “O Show da Luna!” - e de Hélio Ziskind - criador de várias trilhas sonoras para obras infantis, como “Castelo Rá-Tim-Bum” e “Cocoricó”.

Além disso, nessa edição a revista lança um olhar sobre o uso do audiovisual nas escolas em face da Lei nº 13.006; sobre as mudanças no cinema brasileiro ao longo dos anos no que se refere à forma de representar a infância, e sobre políticas públicas e projetos voltados ao audiovisual para crianças. A publicação apresenta, ainda, curtas e longas-metragens que podem ser assistidos pelo público infantil.

A Filme Cultura é uma realização da Secretaria do Audiovisual, em parceria com o Centro Técnico Audiovisual (CTAv), Cinemateca Brasileira e Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp).

Comentários


Fque por dentro