Bancos de leite convocam mães para doações.



Meses de férias escolares e com o clima mais frio trazem redução de doadoras nos bancos de leite estaduais

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo está convocando as mães paulistas para doar leite às maternidades e Bancos de Leite Humano. Durante os períodos de férias e nos meses mais frios do ano ocorre uma queda significativa no número de doadoras de leite. Em algumas unidades, a diminuição é de até 50% em relação aos demais meses do ano.

Os bancos de leite do Estado apoiam o aleitamento materno a todos os recém-nascidos, incluindo os internados em unidades neonatais e filhos de mães impossibilitadas de amamentar. São os bancos que fazem a coleta do leite das doadoras, armazenam e ensinam sobre a importância da amamentação.

De acordo com a coordenadora da Saúde da Criança da Secretaria, Sandra Regina de Souza, o leite materno contém determinados nutrientes que o leite de outros mamíferos não consegue incorporar, como anticorpos e glóbulos brancos, principalmente para bebês com pesos abaixo do normal. “O leite que muitas mulheres jogam fora pode determinar a sobrevivência de prematuros", explica a coordenadora.


Como doar

Pode ser doadora toda mulher que estiver amamentando seu filho e tiver sobra do alimento. Ela deve procurar o banco de leite humano mais próximo de sua residência. As doadoras precisam estar saudáveis e não podem estar consumindo medicamentos incompatíveis com a amamentação.

Muitos bancos de leite oferecem serviço de busca em domicílio, e para isso, prestam às mães orientação de ordenha e armazenamento do leite. A lista completa dos bancos de leite pode ser consultada no site http://www.redeblh.fiocruz.br, por meio do link "Encontre o BLH mais próximo de você".

Comentários